• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Doctoral Thesis
DOI
https://doi.org/10.11606/T.47.2020.tde-28052020-173530
Document
Author
Full name
Fernanda Matrigani Mercado Gutierres de Queiroz
E-mail
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
São Paulo, 2020
Supervisor
Committee
Bertolla, Márcia Helena da Silva Melo (President)
Braccialli, Lígia Maria Presumido
Gonçalves, Adriana Garcia
Piconez, Stela Conceicao Bertholo
Prieto, Rosangela Gavioli
Souza, Marilene Proença Rebello de
Title in Portuguese
Comunidade colaborativa virtual: possibilidade formativa para os cuidadores escolares de estudantes com deficiência
Keywords in Portuguese
Comunidade colaborativa virtual
Cuidador escolar
Educação inclusiva
Profissional de apoio
Psicologia histórico-cultural
Abstract in Portuguese
Devido à conquista da perspectiva educacional inclusiva, atualmente muitos estudantes com deficiência frequentam as escolas comuns. Neste contexto, o cuidador escolar é um agente favorecedor da inclusão por contribuir com seus cuidados na higiene, alimentação, locomoção, entreoutros, colaborando com a permanência e participação do estudantecom deficiência nas atividades escolares. Nesse sentido, sua atuação se enquadra dentre os serviços deTecnologia Assistiva que é uma área interdisciplinar que engloba produtos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços, possibilitando autonomia e melhoria da qualidade de vida das pessoas. Para alcançar o objetivo desta pesquisa que visou analisar as possibilidades e dificuldades de uma Comunidade Colaborativa Virtual enquanto contribuição formativa para os Cuidadores Escolares de estudantes com deficiência, foramdelineadostrês estudossob o aporte teórico da Psicologia Histórico-cultural. O primeiro buscou conhecer o perfil ea atuação dos cuidadores escolares quanto ao cotidiano profissional, práticas realizadas e relações interpessoais no ambiente escolar, bem como identificar as necessidades formativas dos cuidadores escolares. Participaram deste estudo 46 cuidadores, que atuavam em escolas de ensino fundamental em duas diretorias regionais de uma cidade localizada no estado de São Paulo, além de dois membros da equipe gestora escolar. Foram utilizados questionário, entrevistas e observação participante no contexto escolar, com registro em diário de campo. Da análise de conteúdo dos dados surgiram oito categorias: Locomoção, Alimentação, Higiene, Qualidade de Vida, Formação e Valorização Profissional do Cuidador Escolar, Deficiências e Saúde, Aspectos Psicológicos e do Desenvolvimento, Comunicação e Inclusão, que se tornaram os módulos da Comunidade Colaborativa Virtual dos Cuidadores (CCVC). O segundo estudo procurou planejare avaliar a usabilidade dessa plataforma, na opinião dos cuidadores. Para isso, a CCVC foi apresentada a seis participantes, cuidadores em escolas de Educação Infantil, da mesma rede de ensino, que acessaram pelo período de um mês. Na sequência foi aplicada a Escala System Usability Scale (SUS) e em seguida realizada uma entrevista com cada participante, para captar tanto aspectos técnicos quanto pedagógicos da usabilidade da CCVC. A partir do resultado deste estudo, foram realizados ajustes na plataforma para a realização do terceiro estudo, que visou desenvolver e avaliar uma Comunidade Colaborativa Virtual dos Cuidadores para o aperfeiçoamento profissional dos cuidadores escolares. Nesse estudo, foi implementada e avaliada uma intervenção da qual participaram, a convite, como membros da Comunidade Virtual e de encontros formativos presenciais, vinte cuidadores que atuavam em escolas de ensino fundamental de duas diretorias regionais em uma cidade localizada no estado de São Paulo, por um período de quatro meses. Para a avaliação, foram aplicadosaos cuidadores questionárioson-line de autoavaliação. Para análise dos dados foi realizada a triangulação dos dados dos questionários e do registro da participação, tanto virtual como dos encontros presenciais, bem como os dados advindos do grupo focal e foi realizada a categorização por meio de análise de conteúdo. Nos resultados desse terceiro estudo foram apresentados os dados quantitativos de acesso à CCVC e, na sequência, a análise qualitativa da qual emergiram dez categorias: Uso e Interatividade com a Plataforma da CCVC; CCVC e expectativas profissionais; Participação e Aprendizado na CCVC; Comunicação, Interação e Colaboração; Estratégias e Aplicações Práticas; Vivência sobre Inclusão; Gestão Escolar Inclusiva; Relação com as Famílias; Valorização do Cuidador e O Cuidador como Profissional da Tecnologia Assistiva. O entrelaçamento dos resultados dos três estudos permitiu a análise das possibilidades e dificuldades encontradas em uma Comunidade Colaborativa Virtual enquanto contribuição formativa para os Cuidadores Escolares de estudantes com deficiência. As dificuldades encontradas foram a exclusão digital, o aspecto cultural do pensamento desenvolvido pelo modelo de ensino tradicional, bem como recursos tecnológicos ultrapassados. As possibilidades encontradas na CCVC foram: o desenvolvimento de potencialidades, o favorecimento de uma cultura de aprendizagem colaborativa, o incentivo e compartilhamento deconhecimentos tanto teórico como práticos, a flexibilização dos horários e locais de acesso, o desenvolvimento da capacidade do participante em gerir seu processo de aprendizagem com autonomia, no qual o mediador oferece o suporte necessário e organiza o conhecimento, e, por fim, a elevação da autoestima, crença nas capacidades, de ajudar e ser ajudado, no sentido de uma comunidade inclusiva. Espera-se, com este estudo contribuir para a formação continuada deste profissional e, por conseguinte, colaborar para a efetivação da Educação Inclusiva
Title in English
Collaborative virtual community: formative possibilities for school paraprofessional for disability students
Keywords in English
Historical-cultural psychology
Inclusive education
Paraprofessional
School caregiver
Virtual collaborative community
Abstract in English
Due to the perspectiveof inclusive education,severaldisabilities students are now attendingregularschools. Withinthis context, the paraprofessional is effective actor for the implementation ofinclusive practices, providing hygiene, food, and mobilitycare,among others, and enhancing impaired student retention and participation in school activities. In this sense, their activities qualify asAssistive Technology services - which is an interdisciplinary area that encompasses products, resources, methodologies, strategies, practices and services, facilitatingautonomy and improving people's quality of life. In order to reach the objective of this research aimed at investigating thepossibilities and difficulties of a Virtual Collaborative Community as a formative contribution to the paraprofessional, in this work calledSchool Caregivers, of students with disabilities, three studieswere delineatedunder the theoretical framework of Historical-Cultural Psychology.The firststudysought tolearnthe profile and performance of school caregivers regarding their professional routine, practices and interpersonal relationships in the school environment, as well as to identifytheschoolcaregiverseducationalneeds 46 school caregivers, workingin elementary schools in two regional districts of a city located in the São Paulo and two members of the school management teamparticipated. A questionnaire, some interviews and participant observation in the school context were used, with field diary recording. From the data content analysis, eight categories emerged: Mobility, Food, Hygiene, Quality of Life, School caregiver Training and Professional Appreciation, Disabilities and Health, Psychological and Developmental Aspects, Communication and Inclusion, all of which became unitsof theCaregivers Collaborative Virtual Community (CCVC). The second study aimed atpresentingand evaluatingthe virtual usability platform, fromthecaregiversperspective. For this purpose, the CCVCwas presented to six participants, kindergartencaregivers, of the same schoolnetwork, who accessedthe system for one month. Next, The System Usability Scale (SUS) was applied, followed by an interview conducted with each participant to capture both technical CCVCusability and pedagogical aspects. Based on the results of this study, adjustments were made to the virtual platform for theconduction of the third study - aimed at developing and evaluating aCaregivers Collaborative Virtual Community aimed at the professional improvement of school caregivers. In this study, an intervention was implemented and evaluated. Participants were twenty caregivers who worked in elementary schools of two regional districts in a city located in São Paulo and members of the Virtual Community formative meetings. They were invited to participate in the CCVCfor theperiod of four months, The assessment consisted of self-evaluation questionnaires administered to the caregivers. For data analysis, data from the questionnaires and the recordof the virtual participation as well as the presence inmeetings and data from the focus group were triangulated. Categorization was performed through content analysis. The results of this third study presented quantitative data on access to CCVC, followed by the qualitative analysis, from which ten categories emerged: Use and Interactivity with the CCVC Platform, CCVC and Professional Expectations, Participation and Learning in CCVC, Communication, Interaction and Collaboration, Strategies and Practical Applications, Experience on Inclusion, Inclusive School Management, Relationship with Families, Valuing Caregivers and Caregivers as Assistive Technology Professionals.The intertwining of the results of the three studiesallowed for the analysis of the possibilities and difficulties found in a Collaborative Virtual Community as a formative contribution to the disabled students School Caregivers. The difficulties encountered were digital exclusion, the cultural aspect within the traditional teaching model, as well as outdated technological resources. The possibilities found in the CCVC were the development of potentialities, the fostering of a collaborative learning culture, encouraging and sharing both theoretical and practical knowledge, flexible access times and places, building capacity in the participant to manage the learning process autonomously, where the mediator offers the necessary support and organizes information and, finally, the elevation of self-esteem, belief in the capacities, to help and to be helped, in the direction of an inclusive community. This study is expected to contribute to the continuing education of this professional and, therefore, to contribute to the effectiveness of Inclusive Education
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
queiroz_corrigida.pdf (21.60 Mbytes)
Publishing Date
2020-05-29
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
CeTI-SC/STI
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2020. All rights reserved.