• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.47.2022.tde-16112022-191656
Documento
Autor
Nombre completo
Sandra da Cunha Cirillo
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2022
Director
Tribunal
Silva, Pedro Fernando da (Presidente)
Casco, Ricardo
Dias, Marian Ávila de Lima
Título en portugués
O sentido da autoridade docente e a sua relação com as manifestações de violência na escola: reflexões sobre a experiência rememorada
Palabras clave en portugués
Autoridade
Educação
Experiência
Formação docente
Memória
Pseudocultura
Teoria Crítica da Sociedade
Violência escolar
Resumen en portugués
Esta pesquisa tem por objetivo a investigação sobre a relação entre a autoridade docente, em suas expressões de ausência e de presença, e os efeitos de seu exercício no que concerne às manifestações de violência na escola. As discussões acerca da crise na autoridade, abrangendo a sociedade, não são recentes, do mesmo modo que os dilemas relativos à violência dentro e fora da ambiência escolar. A relação entre ambas, envolvendo impasses referentes tanto às influências externas à escola quanto à responsabilização das instituições escolares e de seus agentes vem sendo debatida nas últimas décadas, considerando a crescente incidência das expressões de violência intramuros no Brasil e no mundo. Entre os autores da Teoria Crítica da Sociedade, referencial desta pesquisa, Theodor W. Adorno, Walter Benjamin, Max Horkheimer e Herbert Marcuse articulam as concepções relativas à consolidação e ao adensamento do cenário de violência com os conceitos e as manifestações referidas à autoridade, à formação docente, à experiência, direcionando os debates às possibilidades de uma educação para a consciência, dados os desafios impostos pelas condições objetivas da nossa sociedade. Se por um lado, os autores apontam para a conformação quase intransponível da estrutura vigente, por outro, inferem sobre a importância da educação como meio para o enfrentamento aos efeitos da alienação, resultante da subsunção à dominação estabelecida pelo sistema. Este estudo baseouse em pesquisa teórica, abrangendo os autores da Teoria Crítica da Sociedade em articulação com outros pensadores, entre eles, Giorgio Agamben, Hannah Arendt, Pierre Bourdieu, Eric Debarbieux e Sigmund Freud, além de pesquisas empíricas sobre a temática; e na rememoração de cenas escolares testemunhadas pela pesquisadora no contexto de sala de aula. Para tanto, o trabalho de reconstrução dos relatos entrelaçou o exercício de evocação de memória das experiências vividas com registros e documentações compilados à época das observações. O objeto da pesquisa, a relação entre o exercício da autoridade docente e as expressões de violência na escola, articulou-se com discussões acerca da formação docente e os imbricamentos desses elementos direcionados às possibilidades de uma educação para a emancipação. Os resultados do estudo indicaram que quando a autoridade é exercida de maneira autoritária, seja por meio da ameaça ou do controle, seja por meio da sua abstenção, essas ações tendem a desdobrar-se em expressões de violência na sala de aula. Em contrapartida, quando a autoridade é direcionada para a formação da sensibilidade e da consciência, no sentido da instauração de um ambiente colaborativo e de pertencimento, as manifestações de violência tendem a arrefecer
Título en inglés
The meaning of authority in teaching and its relations with the manifestations of school violence: reflections of the experience´s memories
Palabras clave en inglés
Authority
Critical Theory of Society
Education
Experience
Memory
Pseudo-culture
School violence
Teachers education
Resumen en inglés
This research aims to investigate the relations between the teaching authority, in its nuances of absence and presence, and the effect of its expressions on the manifestations of violence in school. Discussions about the crisis of authority in the world are not recent, as well as the dilemmas regarding the incidence of violence within and outside the school environment. The correlation between both, involving impasses that are articulated with the discussions regarding the external influences within the school and the accountability of school institutions and their agents has been debated in recent decades, considering the growing incidence of intramural expressions of violence in Brazil and worldwide. Among the authors of the Critical Theory of Society, reference of this research, Theodor W. Adorno, Walter Benjamin, Max Horkheimer and Herbert Marcuse articulate the conceptions related to the consolidation and growing density of the scenario of violence with the concepts and manifestations related to authority, teachers education, the system of the cultural industry, experience, directing the debates to the possibilities of an education for consciousness, considering its challenges imposed by the objective condition of our society. If, on the one hand, the authors point out to the almost insurmountable consolidation of the current structure, on the other hand, they infer about the importance of education as a possibility for facing alienation, being that resulted from the domination established by the social system. This study was based on theoretical research, covering the authors of the Critical Theory of Society in conjunction with other thinkers, including Giorgio Agamben, Hannah Arendt, Pierre Bourdieu, Eric Debarbieux and Sigmund Freud, and researches of the theme; and in the memories of school scenes witnessed by the researcher in the context of the classroom. To this end, the work of reconstruction of the reports between the exercise of memory of the experiences witnessed was fulfilled with records and documentation compiled at the time of the observations. The object of this research, the relationship between the exercise of teaching authority and the expressions of violence at school, was articulated with discussions about teacher education and the imbrication of these elements directed to the possibilities of an education for emancipation. The results of the study indicated that when authority is exercised in an authoritarian manner, either through threat or control, or through its absence, these actions tend to unfold in expressions of violence in the classroom. On the other hand, when authority is directed to the formation of sensitivity and consciousness, in the sense of establishing a collaborative and belonging environment, the manifestations of violence tend to decrease
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
cirillo_corrigida.pdf (857.46 Kbytes)
Fecha de Publicación
2022-11-28
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2023. Todos los derechos reservados.