• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2013.tde-08012014-153430
Documento
Autor
Nome completo
Júlia Maria Migot
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Paula, Fraulein Vidigal de (Presidente)
Barrera, Sylvia Domingos
Capovilla, Fernando Cesar
Título em português
Conhecimentos e habilidades morfológicas e de vocabulário na Educação Infantil e primeiros anos do Ensino Fundamental
Palavras-chave em português
Aquisição da linguagem
Metalinguística
Morfologia (linguística)
Vocabulário
Resumo em português
Nos últimos anos, os conhecimentos sobre a dimensão morfológica da língua começaram a ser investigados a partir da Psicologia Cognitiva a respeito de seu papel na aprendizagem da língua escrita como elemento importante na estruturação de significados das palavras. Esta dimensão enfoca os morfemas, as menores unidades de sentido da língua e as regras para a formação das palavras. Alguns estudos no Brasil confirmam que desde cedo a criança em processo de alfabetização possui algum conhecimento morfológico implícito, antes mesmo de tomar consciência de sua existência e que este contribui, de modo independente da consciência fonológica, para leitura e escrita. O objetivo desse estudo foi verificar as habilidades morfológicas no uso da linguagem oral em crianças da Educação Infantil (Infantil II) e do Ensino Fundamental (1º ano e 2º ano) e sua relação com vocabulário expressivo. Duas hipóteses orientam este estudo. A primeira diz respeito à existência de habilidades morfológicas implícitas anteriores ao processo de alfabetização, considerando os conhecimentos implícitos como as regularidades percebidas na língua oral, que antecedem o aprendizado explícito, elaborado e refletido destes mesmos conhecimentos. Outra hipótese se apoia no fato de que o aumento do vocabulário está relacionado diretamente com o aumento dessas habilidades e vice-versa. Realizamos um estudo de caráter transversal, com 24 alunos de Infantil II, 19 alunos do 1º ano e 21 alunos do 2° ano escolar de uma Escola Municipal de Educação Infantil e de uma Escola Estadual de Ensino Fundamental da cidade de São Paulo. A coleta de dados envolveu a aplicação do teste de vocabulário expressivo (ABFW Parte B Vocabulário) por meio do qual se avaliou tanto as palavras conhecidas, quanto as estratégias de substituição lexical; a Tarefa de Produção de Neologismo, com o propósito de avaliar a produção de palavras novas a partir de uma definição, sendo esperado o uso de estratégias de prefixação e sufixação e da Tarefa de Definição, com o propósito de avaliar a definição de palavras complexas (prefixadas e sufixadas), bem como o uso de estratégias de definição, conforme o grau de aproximação dos significados dicionarizados. Os resultados foram analisados em termos do efeito de série/idade sobre as variáveis avaliadas, referentes a vocabulário e morfologia, bem como as correlações entre as mesmas, em função do ano escolar. Encontramos como principais resultados evidências da ampliação de conhecimento morfológico em todos os anos escolares investigados, assim como o aumento do vocabulário expressivo. Nas tarefas de definição de palavras afixadas e de produção de neologismo os participantes se saíram melhor na manipulação dos itens que envolviam sufixo. Observamos que os conhecimentos de morfologia derivacional e de vocabulário estão significativa e positivamente correlacionados. Avançamos no estudo de como estas variáveis estão relacionadas de modo cada vez mais forte, conforme a ampliação da experiência escolar e de como a criança utiliza de modo produtivo seus conhecimentos linguísticos
Título em inglês
Morphological and vocabulary knowledge and skills in kindergarten and in first years of elementary school
Palavras-chave em inglês
Language acquisition
Metalinguistics
Morphology (Linguistics)
Vocabulary
Resumo em inglês
In the last few years, knowledge about the morphological dimension of language began to be investigated by Cognitive Psychology concerning its role in the learning of written language as an important element in the structuration of word meanings. This dimension focuses on the morphemes, the smallest units of meaning in language and, on the rules for the formation of words. Some studies in Brazil have confirmed that the child in early literacy process has some implicit morphological knowledge, even before becoming aware of its existence and it contributes, independently of phonological awareness, to reading and writing. The aim of this study was to assess morphological abilities in oral language in children from Kindergarten (Infantil II) and Elementary school (1st year and 2nd year), its relation with expressive vocabulary. Two assumptions underpin this study. The first concerns the existence of implicit morphological skills prior to the literacy process, considering the implicit knowledge as perceived regularities in oral language, which predispose the explicit learning of linguistic knowledge. Another hypothesis is based on the fact that the increase of the vocabulary is directly related to the increase in such abilities and vice versa. We carried out a crosscutting study, with 24 students from Infant II, 19 students in the 1st year and 21 students of 2nd year school of public schools in the city of São Paulo. Data collection involved the application of expressive Vocabulary test (ABFW Part B -Vocabulary) by which we evaluate both the words known as the lexical substitution strategies; Neologism Production Task for the purpose of evaluating the production of new words, being expected to use of prefixing and suffixing's strategies, and a Word Definition Task with the purpose of evaluating the definition of complex words (prefixed and suffixed), as well as the use of strategies definition according to the degree of approximation of meanings. The results were analyzed in terms of the effect of grade / age on the variables, referring to vocabulary and morphology, as well as the correlations between them, depending on the school year. The main results found give evidence of expansion of morphological knowledge in all school years studied, as well as increasing the expressive vocabulary. In the Word Definition Task and in the Neologism Production Task, participants fared better in handling items involving suffix. We observed that the knowledge of derivational morphology and vocabulary are significantly and positively correlated. We advanced in the study of how these variables are related in an increasingly stronger as the expansion of the school experience and how the children use their language skills in a productive way
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
migot_corrigida.pdf (3.64 Mbytes)
Data de Publicação
2014-01-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.