• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2005.tde-03102011-102318
Documento
Autor
Nome completo
Maria Hercilia Rodrigues Junqueira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Kovacs, Maria Julia (Presidente)
Flach, José Arvedo
Masini, Elcie Apparecida Fortes Salzano
Nenevé, Miguel
Ribeiro, Ronilda
Título em português
A expansão do self de presidiários: encontro da psicologia com a arte e a profissão
Palavras-chave em português
Aprendizagem significativa
Autoconceito
Detentos
Profissões
Teatro
Terapia centrada no cliente
Resumo em português
A crença no potencial humano de auto-regulação, na capacidade inerente da pessoa direcionar a sua vida em busca de algo melhor para si e na tendência direcional atualizante de todas as coisas do Universo foi o que moveu esse trabalho desde o início. A hipótese de que presidiários pudessem processar mudanças significativas em suas vidas desde que oferecidas as condições necessárias e suficientes para a expansão do self permeou as atividades oferecidas. Nessa busca de compreensão do processo de expansão do self no encontro da psicologia com a arte e a profissão, procurou-se os estudos de Carl Ramson Rogers e Augusto Boal. Este estudo buscou compreender como a psicologia (psicoterapia), a arte (teatro) e a profissão (emprego) poderiam facilitar o processo de crescimento de presidiários, ajudando-os a repensarem e a planejarem suas vidas, possibilitando o retorno ao meio social, familiar e pessoal. Foram colhidos onze depoimentos de oito colaboradores participantes do Projeto Pontilhado, na cidade de Porto Velho/RO, cuja peça teatral foi baseada em suas histórias de vida. Esse projeto foi desenvolvido do ano de 1999 a 2004. O estudo de abordagem qualitativa procurou seguir as especificidades da pesquisa-ação. O instrumento para coleta de dados foi a entrevista individual, não-diretiva, gravada em áudio. Na busca dos elementos significativos que compareceram em seus depoimentos, procurou-se agrupar as experiências comuns que os conduziram ao processo de transformação de suas vidas: O desvelar do self; Percepção de Psicologia; Percepção da Arte; Percepção da Profissão; Predisposição à mudança; Término do Projeto e Caminhos para tirar uma pessoa do mundo do crime. As percepções que os presidiários tiveram de seu organismo, de suas experiências, das relações entre elas, do mundo à sua volta e a consciência desses acontecimentos possibilitou-lhes a se desenvolver, crescer e a se transformar, num trabalho conjunto com o seu organismo. A abertura aos dados da experiência interior e do mundo externo, ampliando o campo da percepção, foi possibilitada pelos exercícios teatrais psicodramáticos, do trabalho psicoterapêutico, no desenvolvimento de uma atividade produtiva e remunerada além do acompanhamento fora das ações previstas. Foi um conjunto de atividades que possibilitaram aos presidiários e ex-presidiários se libertarem das barreiras psicológicas que impediam o crescimento. Esse estudo demonstrou que existe a possibilidade de se contribuir para a melhoria de vida das pessoas que se encontram presas, proporcionando novas formas de perceberem e enfrentarem a saída da prisão. Na expansão do self, as atividades psicodramáticas do teatro e o encontro psicoterápico ajudam nesse crescimento, a profissão sustenta essa determinação e o apoio ampara nos momentos de crise, quando a pessoa realmente se predispõe a sair do mundo do crime.
Título em inglês
The expansion of the prisoner´s selves: the meeting of psychology with art and profession
Palavras-chave em inglês
Client-centered therapy
Prisioners
Professions
Self-concept
Significant learning
Theatre
Resumo em inglês
The belief in the auto-regulative human potential, in the persons inherent ability to lead her or his life in search of something better and the faith in the updating directive tendency of everything in the Universe moved this work from the very beginning. The hypothesis that the prisoners could process significant changes in their lives once we offer the needed and sufficient conditions in order to expand the self permeated our activities. Searching to understand the expanding process of the self in the meeting of psychology, art and profession, we based on Carl Ramson Rogerss and August Boals works as support. This study explored how psychology (psychotherapy), the art (theatre) and profession (job) may facilitate the growing process of prisoners, helping them to rethink and plan their lives, making the social, familiar and personal way back possible. We collected eleven reports from eight participant collaborators of the Projeto Pontilhado in the city of Porto Velho-Rondônia, Brazil, whose play was based on their history of life. This project was developed in the years 1999 and 2004. We use the qualitative approach taking into consideration the action-research. The tool for the data collect was a non-directive personal interview recorded in audio. In the search for meaningful elements visible in their statements, we searched to gather the common experiences that led to the transformative process in their lives: the unveiling of the self; Psychology perception; Art Perception; Profession Perception; Predisposition to change; the end of the project and ways of taking a person out of criminality. The perception that the prisoners had of their own organism, their experiences, their relations among themselves, their surroundings and the consciousness of these happenings made them grow, develop and transform themselves in persons in a work together with their organism. The opening of their interior experience and of the outer world was possible due to psycodramatic theatrical exercises, psychotherapeutic work, in the development of a productive and paid activity, beside the work together out of the foreseen activities. It was a set of activities which made possible to the prisoners and ex-prisoners to get free from psychological barriers which prevented any human growth. This study revealed that there is a possibility of contributing to a better life of people who are in prison. It is possible to offer new forms of viewing life out of prison. In the expansion of the self the psychodrama and the psychotherapeutic meeting help this growth; the profession supports people in the moment of crime when the person is really willing to leave the criminal world.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
junqueira_do.pdf (1.52 Mbytes)
Data de Publicação
2011-10-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.