• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.44.2021.tde-18082021-100437
Documento
Autor
Nome completo
Tainã Marcos Lima Pinho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2021
Orientador
Banca examinadora
Chiessi, Cristiano Mazur (Presidente)
Pivel, María Alejandra Gómez
Santos, Thiago Pereira dos
Título em português
Mudanças paleoceanográficas em larga escala na superfície do Atlântico Sul durante os Heinrich Stadials para os últimos 70 kyr
Palavras-chave em português
Atlântico Sul
Foraminíferos planctônicos da termoclina
Heinrich Stadials
Isótopos estáveis de carbono
Paleoceanografia
Resumo em português
Reconstruções paleoceanográficas em regiões-chave do Atlântico Sul são importantes para entender seu papel na variabilidade climática global. No entanto, os dados disponíveis carecem de registros contínuos que abrangem todos os eventos de mudanças climáticas abruptas em escala milenar do último período glacial. Apresentamos aqui um conjunto de registros composto por dados micropaleontológicos e isotópicos obtidos em foraminíferos planctônicos de um testemunho sedimentar marinho coletado na porção oeste do Atlântico Sul tropical no limite norte do Giro Subtropical do Atlântico Sul (GSAS) cobrindo os últimos 70 kyr. Nós comparamos a abundância de Globorotalia truncatulinodes do nosso testemunho sedimentar com um registro publicado anteriormente da mesma espécie oriundo do limite sul do GSAS para reconstituir as flutuações meridionais do GSAS. Nossos resultados indicam deslocamentos para o sul do GSAS durante os Heinrich Stadials (HS) 6-4 e HS1, e uma contração do GSAS durante os HS3 e HS2. Durante os HS6-4 e HS1, os deslocamentos do GSAS para o sul provavelmente aumentaram a transferência de calor para o Oceano Austral, fortalecendo a ressurgência de águas profundas e a liberação de CO2 para a atmosfera. Isso é de importância primordial, uma vez que o deslocamento em curso do GSAS em direção ao polo pode aumentar ainda mais a liberação de CO2 oceânico. Neste trabalho propomos um novo indicador para o deslocamento meridional do GSAS em escala milenar baseado na abundância relativa de G. truncatulinoides. Além da abundância de G. truncatulinoides, também analisamos a composição dos isótopos estáveis de carbono (?13C) dessa espécie. Nosso registro de ?13C da termoclina, juntamente com dados simlares do SE-Atlântico Sul, mostram excursões negativas durante a maioria dos HS. Além disso, nosso registro de ?13C da termoclina exibe maiores excursões negativas de ?13C em comparação com as excursões do registro do SE-Atlântico Sul. Nós sugerimos que as causas de tais excursões são o fortalecimento da ressurgência e ocorrência de uma bomba biológica ineficiente no Oceano Austral. Além disso, o sinal de ?13C que deixou o Oceano Austral ainda sofreu diminuição pelo efeito do envelhecimento da massa d'água que aumentou o conteúdo de carbono respirado ao longo de seu transporte em direção às baixas latitudes do Atlântico Sul. Interessantemente, um registro de ?13C da termoclina no Sudoeste do Atlântico Sul não mostra grandes mudanças de ?13C durante os HS. Atribuímos essa diferença às distintas fontes de águas para a termoclina no Sudoeste Atlântico Sul, por um lado, e para a termoclina no Sudeste e Noroeste do Atlântico Sul, por outro. As águas da termoclina no Sudoeste do Atlântico Sul são provenientes daÁgua Modal Subtropical formada na Confluência Brasil-Malvinas, que sofre mistura com a Água Intermediária Antártica, diluindo o sinal de baixo ?13C do Oceano Austral que, de outra forma, é reconhecido no Sudeste e Noroeste do Atlântico Sul.
Título em inglês
Basin-wide paleoceanographic changes in the upper South Atlantic during Heinrich Stadials over the last 70 kyr
Palavras-chave em inglês
not available
Resumo em inglês
not available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2023-08-18
Data de Publicação
2021-08-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.