• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Amanda Galvão da Paixão
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Iwashe, Elisa Mitiko Kawamoto (Presidente)
Fernandes, Pedro Augusto Carlos Magno
Festuccia, William Tadeu Lara
Rosenstock, Tatiana Rosado
Título em português
Efeitos da inibição da proteína PTEN sobre a neuroinflamação em células gliais.
Palavras-chave em português
Células gliais
Compartimentalização
Neuroinflamação
PTEN
Resumo em português
Outrora proposta exclusivamente como fosfatase citoplasmática, hoje sabe-se que as funções da PTEN vão além de sua atividade de fosfatase e podem depender de sua localização na célula. Evidências crescentes apontam para o potencial papel da PTEN sobre a inflamação. Este trabalho objetivou investigar os efeitos modulatórios da PTEN sobre a neuroinflamação e o papel de sua compartimentalização (núcleo/citoplasma) em células gliais. Células gliais primárias de rato foram co-tratadas com BpV(pic) e LPS por períodos de 4h e 24h. Células U87MG (PTENnull) foram desafiadas com LPS e transfectadas com os plasmídeos para localização subcelular da PTEN. Os efeitos foram avaliados por ensaios de viabilidade celular, Western Blotting, imunofluorescência, qRT-PCR, ELISA e Multiplex. A eficiência de inibição da PTEN pelo BpV(pic) foi confirmada pela maior fosforilação da AKT. Em 24h de co-tratamento com BpV(pic), houve redução da resposta ao LPS para as citocinas IL-1b e TNF-a tanto a nível de RNAm quanto proteico, bem como indução da enzima Arginase-1 e atenuação da expressão do receptor CD206. Ainda em 24h, houve indução da expressão das enzimas antioxidantes Sod2 e Gsr nas células co-tratadas com BpV(pic) e LPS. Em 4h de co- tratamento, a inibição da PTEN por si só induziu a secreção da citocina IL-6. Tanto o BpV(pic) exclusivamente quanto o co-tratamento com LPS não interferiu com a sinalização de IL-10 nem com os níveis de NO. Interessantemente, o desafio com LPS em células U87MG (PTENnull) não induziu resposta via translocação de p65 ou secreção de TNF-a, mas reduziu a viabilidade celular em altas doses (100 mg/mL). A transfecção das células com plasmídeos para localização subcelular da PTEN sugere que a linhagem U87MG parece não ser facilmente transfectável pelos métodos avaliados. A inibição farmacológica da PTEN mostrou-se um interessante alvo à reversão da resposta glial ao LPS. A continuidade deste estudo com outros esquemas de tratamento com BpV(pic) e utilizando-se um modelo de células PTENnull mais facilmente transfectável pode levar a uma melhor interpretação dos dados obtidos até o momento.
Título em inglês
Effects of PTEN inhibition over neuroinflammation in glial cells.
Palavras-chave em inglês
Compartimentalization
Glial cells
Neuroinflammation
PTEN
Resumo em inglês
Formerly exclusively proposed as cytoplasmic phosphatase, it is now clear that PTEN function is beyond its phosphatase activity and it may be cell compartment-dependent. Growing evidences point to the modulatory potential of PTEN over inflammation. This study aimed to investigate the modulatory effects of PTEN over neuroinflammation and the role of its subcellular compartmentalization (nucleus/cytoplasm) in glial cells. Primary rat glial cells received BpV(pic) and LPS co-treatment for periods of 4h and 24h. U87MG cells (PTENnull) were challenged with LPS and transfected with plasmids for PTEN subcellular localization. The effects were analyzed by cellular viability, Western Blotting, immunofluorescence, qPCR, ELISA and Multiplex assays. The inhibition eficiency of PTEN by BpV(pic) was confirmed by increased AKT phosphorylation. Twenty-four hours post co-treatment, a reduced glial response to LPS was observed to IL-1b and TNF-a cytokines both at mRNA and protein levels as well as induction of enzyme Arginase-1 and attenuated expression of CD206 receptor. In addition, at the time of 24h, an induction of the antioxidant enzymes SOD2 e GSR was observed in co-treated cells. At 4h of co- treatment, PTEN inhibition alone induces IL-6 secretion. Both BpV(pic) alone and LPS co-treatment did not interfere on IL-10 signalization and in NO levels neither. Interestingly, LPS challenged U87MG (PTENnull) cells did not respond by p65 translocation or TNF- a secretion, but it reduced cellular viability in high doses (100 mg/mL). Cell transfection with plasmids for PTEN subcellular localization suggests that U87MG lineage are not easily transfectable by protocols tested in this study. Pharmacologic PTEN inhibition proved to be an interesting target to LPS glial response attenuation. Complementary analysis by other BpV(pic)-treatment regimens and using a model of PTENnull cells more easily transfectable may take to a better understading of the data we got so far.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2021-10-08
Data de Publicação
2019-10-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.