• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.42.2020.tde-12022020-155809
Documento
Autor
Nome completo
Karen Matias do Prado
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Bevilacqua, Estela Maris Andrade Forell (Presidente)
Bortolotto, Maria Rita de Figueiredo Lemos
Daher, Silvia
Debbio, Carolina Beltrame Del
Oliveira, Sergio Ferreira de
Título em português
O efeito do microambiente no comportamento placentário: resposta das vilosidades coriônicas ao soro materno saudável e pré-eclâmptico.
Palavras-chave em português
citocinas inflamatórias
Placenta
PlGF
Pré-eclâmpsia
sFlt-1
Resumo em português
Objetivos: Expor vilosidades coriônicas ao soro de gestantes saudáveis ou pré-eclâmpticas e analisar a atividade metabólica celular, o perfil de citocinas inflamatórias e a expressão de fatores angiogênicos destas estruturas. Métodos: Fragmentos da porção fetal (explantes) de placentas a termo (terceiro trimestre) de gestantes saudáveis e pré-eclâmpticas (PE) foram tratados com soro materno pré-eclâmptico e saudável durante 24 horas, a 37oC, em atmosfera úmida de 5% de CO2. Foi analisado nas amostras: a atividade metabólica por meio de ensaios de MTT, produção de citocinas (por ELISA: IL-12, IL-6, IL-8, IL-1ß, TNF-α e IL-10), e a expressão gênica (por RT-qPCR) e protéica (por ELISA e Western blot) de sFlt-1 e PlGF. Resultados: A atividade metabólica dos explantes placentários não foi afetada pelo tratamento sérico materno. Os explantes de placentas saudáveis tratados com soro PE aumentaram em duas vezes a relação IL-1ß: IL-10 e, tiveram aumento da expressão gênica e protéica de sFlt-1 (p = 0,005; p = 0,008, respectivamente) e diminuição da expressão gênica e protéica de PlGF (p <0,05; ambos). O tratamento de explantes PE com soro saudável mostrou uma diminuição de 3,5 vezes na relação IL-1 ß: IL-10, expressão elevada de PlGF (gene e proteína, p <0,001) e sFLT-1 (expressão proteica, p <0,05). Conclusão: Explantes vilosos de gestantes saudáveis alteraram seu comportamento em função do ambiente PE, mimetizando essa condição. Os explantes de placentas PE foram mais resistentes a mudanças, mostrando um perfil inflamatório atenuado e um aumento da expressão de PlGF, mas não reduziram a expressão de sFLT-1, como a encontrada em condições saudáveis. Esses dados enfatizam a plasticidade da interface materno-fetal e a possibilidade de um circuito de auto-alimentação resultante de proteínas circulantes interferindo na fisiologia placentária, o que pode ser um fator de agravamento in vivo, nas mulheres com PE.
Título em inglês
Effect of the microenvironment on the placental behavior: Response of the chorionic villi to normal and preeclamptic pregnant serum. In-vitro Assay.
Palavras-chave em inglês
inflammatory cytokines
Placenta
PlGF
Preeclampsia
sFlt-1
Resumo em inglês
Objectives: To expose chorionic villi to the serum of healthy or pre-eclamptic pregnant women and to analyze the cellular metabolic activity, the profile of inflammatory cytokines and the expression of angiogenic factors of these structures. Methods: Fragments of the fetal portion (explants) of term placentas (third trimester) of healthy and preeclamptic (PE) pregnant women were treated with healthy and pre-eclamptic maternal serum for 24 hours at 37oC in a humid atmosphere of 5% CO2. Metabolic activity was assessed by MTT assays, cytokine production by ELISA (IL-12, IL-6, IL-8, IL-1ß, TNF-α, and IL-10), and gene and protein expression of sFlt-1 and PlGF by RT-qPCR and ELISA and Western blot, respectively. Results: The metabolic activity of placental explants was not affected by maternal serum treatment. Healthy placentas explants treated with serum PE increased twice the IL-1ß: IL-10 ratio and had an increase in sFlt-1 gene and protein expression (p = 0.005, p = 0.008, respectively) and, decreased PlGF gene and protein expression (P <0.05, both). Treatment of PE explants with healthy serum showed a 3.5-fold decrease in IL-1ß: IL-10 ratio, high expression of PlGF (gene and protein, p <0.001) and sFLT-1 (protein expression, p < 0.05). Conclusion: Villous explants of healthy pregnant women changed their behavior according to the PE environment, mimicking this condition. PE placenta explants were more resistant to changes, showing an attenuated inflammatory profile and an increased expression of PlGF, but did not reduce sFLT-1 expression, as found in healthy conditions. These data emphasize the plasticity of the maternal-fetal interface and the possibility of a self-feeding circuit resulting from circulating proteins. The interference in placental physiology may be a worsening factor in women with PE.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2022-02-11
Data de Publicação
2020-02-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.