• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
Documento
Autor
Nombre completo
Renata Juliana da Silva
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2017
Director
Tribunal
Bittencourt, Jackson Cioni (Presidente)
Cintra, Dennys Esper Corrêa
Curi, Rui
Moreno, Fernando Salvador
Silva, Silvana Auxiliadora Bordin da
Título en portugués
Efeitos do consumo de frutose durante a gestação e lactação e sua repercussão na vida pós-natal: estudo de programação metabólica em ratos machos.
Palabras clave en portugués
Comportamento alimentar
Frutose
Genômica nutricional
Programação metabólica
Risco cardiometabólico
Resumen en portugués
INTRODUÇÃO: A exposição materna à frutose durante a gestação e lactação pode contribuir para o desenvolvimento de doenças crônicas na vida adulta da prole. OBJETIVO: Estudar os efeitos da ingestão de frutose durante a gestação e lactação sobre a vida pós-natal no que diz respeito às alterações metabólicas, de expressão gênica e ao comportamento alimentar em ratos machos. METODOLOGIA: Foram utilizados ratos Sprague-Dawley, provenientes de mães alimentadas com ração controle e de mães alimentadas com ração rica em frutose (60%), durante a gestação; a lactação e gestação/lactação. Após o desmame, a prole foi alimentada com ração controle até os 91 dias de vida. Foram analisados os parâmetros: biométricos, dietéticos, metabólicos quanto a glicemia, sensibilidade periférica à insulina, leptina e insulina (séricas e vias de sinalização), neuropeptídios envolvidos no controle do comportamento alimentar, e deposição hepática de gordura. RESULTADOS: Houve redução do índice de Lee no nascimento e hipoleptinemia aos 90 dias de vida, intolerância à glicose na vida pós-natal desde o desmame, concomitante com alterações na sensibilidade à ação da insulina na vida adulta, hiperinsulinemia, dislipidemia, deposição hepática de TAG, estímulo hedônico do comportamento alimentar alterado aos 14 dias de vida pós-natal via núcleo accumbens shell com maior expressão de CART. CONCLUSÃO: As proles possuem possível marca epigenética que pode contribuir para o prejuízo na produção e ação da insulina, ocasionando alterações na homeostase do metabolismo glicídico e lipídico hepáticos, levando a deposição hepática de gordura e alterações no perfil lipídico, com redução da leptinemia na vida adulta, e no controle hedônico central do comportamento alimentar apenas aos 14 dias de vida pós-natal.
Título en inglés
Effects of fructose consumption during gestation and lactation and its repercussion on postnatal life: a metabolic programming study in male rats.
Palabras clave en inglés
Cardiometabolic risk
Food behavior
Fructose
Metabolic programming
Nutritional genomics
Resumen en inglés
INTRODUCTION: Maternal exposure to fructose during gestation and lactation can contribute to the development of chronic diseases in the adult life of offspring. OBJECTIVE: To study the effects of ingestion of fructose during gestation and lactation on postnatal life with respect to metabolic changes, gene expression and feeding behavior in male rats. METHODS: Male Sprague-Dawley rats from mothers fed with control rat chow (AIN-93) and from mothers fed a high fructose diet (60%). Both isocaloric, during gestation; lactation and gestation/lactation. After weaning, the offspring were fed with control rat chow until the 91st days of life. The following parameters were analyzed: biometric, dietary, metabolic for glycaemia, peripheral insulin sensitivity, leptin and insulin (serum and signaling pathways), neuropeptides involved in food behavior control, and hepatic deposition of fat. RESULTS: Reduction in the Lee index at birth and hypoleptinemia at 90 days of age (only in the offspring that the mothers consumed fructose during pregnancy), glucose intolerance in postnatal life since with changes in insulin sensitivity in adult life, hyperinsulinemia, dyslipidemia, hepatic deposition of GAD, hemodialysis of altered eating behavior at 14 days of age). CONCLUSION: The offspring from mothers who consumed fructose rat chow during gestation and lactation have a possible epigenetic mark that may contribute to the impairment in the production and action of insulin, leading to changes in hepatic glucose and lipid metabolism homeostasis, leading to hepatic fat deposition and alterations in the lipid profile, with reduction of leptinemia in adult life, and in the central hedonic control of dietary behavior only at the 14 days postnatal life.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Liberación
2019-07-06
Fecha de Publicación
2017-07-06
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.