• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.41.2018.tde-20092018-105312
Documento
Autor
Nombre completo
Amyres Carvalho Ribeiro
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2018
Director
Tribunal
Xavier, Gilberto Fernando (Presidente)
Helene, André Frazão
Nogueira, Maria Ines
Sartori, Cesar Renato
Título en portugués
Dano seletivo no córtex orbitofrontal em ratos não interfere na aquisição de uma tarefa de escolha intertemporal nem no seu desempenho quando adquirida previamente a lesão
Palabras clave en portugués
Córtex Orbitofrontal
Escolha Intertemporal
Tomada de Decisão
Resumen en portugués
O córtex orbitofrontal é apontado como uma estrutura fundamental para a tomada de decisão baseada em valor. Acredita-se que sua função envolva a valoração de recompensas a partir da integração de informações sensoriais e memória, a fim de comparar custos e benefícios. Resultados conflitantes sobre os efeitos da lesão do córtex orbitofrontal em tarefas de escolha intertemporal geram questionamentos sobre o nível de especialização de sua função. O presente estudo almeja testar a hipótese de que a participação do córtex orbitofrontal no desempenho de tarefa de escolha intertemporal depende da experiência dos animais com a tarefa em relação ao momento da lesão. Para isto foi utilizada uma tarefa de escolha intertemporal em que os animais deveriam escolher entre dois reforços distintos, um deles menor e entregue imediatamente após a resposta, e o outro maior porém entregue após um determinado tempo de espera após a resposta. Foram incluídos quatro grupos, dois experimentais envolvendo lesão neurotóxica do córtex orbitofrontal e dois controle-operados submetidos a procedimentos idênticos, exceto pela indução de lesão (os grupos controle foram, posteriormente a análises dos resultados comportamentais e constatada ausência de diferença, fundidos num único grupo controle). Um grupo experimental e um correspondente grupo controle foram submetidos a neurocirurgia antes da exposição a 15 sessões de treino na tarefa. Um outro grupo experimental e seu correspondente controle foram submetidos a treinamento similar, porém, depois da neurocirurgia. Posteriormente, todos os animais foram submetidos a 10 sessões adicionais de treino na mesma tarefa e, a seguir, a outras 10 sessões de treino de reversão, em que os locais previamente associados aos esquemas de reforço foram invertidos. Os resultados revelaram que todos os grupos se comportaram de maneira semelhante nas diferentes fases experimentais, independente do momento de realização da lesão ou mesmo da própria lesão, indicando que o córtex orbitofrontal intacto não é necessário para a aquisição e o desempenho da tarefa de escolha intertemporal. Esses resultados levam a conclusão de que danos seletivos do córtex orbitofrontal não geram prejuízos no desempenho de escolhas intertemporais
Título en inglés
Selective damage in the orbifrontal córtex in rats does not interfere either with the acquisition of an intertemporal choice task or with its performance when the lesion in previously acquised
Palabras clave en inglés
Decision making
Intertemporal choice
Orbifrontal cortex
Resumen en inglés
The orbifrontal cortex is pointed out as a fundamental structure for value-based decision making. It is believed that its function involves the valuation of rewards from the integration of sensory information and memory in order to compare costs and benefits. Conflicting results on the effects of the orbifrontal cortex lesion on tasks of intertemporal choice bring about questions on the level of specialization of its function. The purpose of the present study is to test the hypothesis that the participation of the orbifrontal cortex in the task performance of intertemporal choice depends on the experience of the animal with the task in relation to the moment of injury. For this, an intertemporal choice task was used in which the animals had to choose between two distinct reinforcements, one smaller and delivered immediately after the response and the other larger but delivered after a certain waiting time after the response. Four groups were included, two experimental groups involving neurotoxic injury and two control groups, submitted to identical procedures, except for the induction of lesion (the control groups were, after an analysis of behavioral results and found no difference, merged into a single group control) an experimental group and a corresponding control group underwent neurosurgery before being exposed to 15 training tasks sessions. Another experimental group and its corresponding control underwent similar training, yet, after neurosurgery. Afterward, all the animals were submitted to 10 additional training sessions on the same task and later to another 10 reversal sessions, in which the sites previously associated to the reinforcement schemes were inverted. The results revelead that all groups behaved similarly in the different experimental phases regardless the time of injury or even the lesion itself, showing that the intact orbifrontal cortex is not necessary for the acquisition and performance of the task of intertemporal choice. These results lead to the conclusion that selective orbifrontal cortex damages do not generate losses in the performance of intertemporal choices
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2018-10-05
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.