• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.41.2011.tde-19042012-085705
Documento
Autor
Nome completo
Wataru Sumi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Xavier, Gilberto Fernando (Presidente)
Helene, André Frazão
Onishi, Barbara Kazue Amaral
Título em português
Orientação endógena da atenção em ratos por meio de pistas simbólicas
Palavras-chave em português
Atenção
Orientação endógena
Pista auditiva simbólica
Ratos
Resumo em português
O teste de atenção encoberta descrito por Posner (1980) vem sendo intensamente utilizado em estudos sobre orientação da atenção visuo-espacial em seres humanos. Mais recentemente, esse teste foi adaptado para avaliação da atenção em ratos, com resultados entusiasmantes, pois parece haver uma analogia entre os fenômenos atencionais envolvendo seres humanos e ratos (ROSNER; MITTLEMAN, 1996; WARD; BROWN, 1996; LUCK E VECERA, 2002). A distinção entre orientação exógena (ou "automática", na literatura envolvendo humanos) e endógena (ou "voluntária", na literatura envolvendo humanos) da atenção, postuladas principalmente com base nas diferenças do curso temporal da resposta ao alvo visual, foram em parte descritas em ratos; esses trabalhos iniciais sugeriam apenas a ocorrência de respostas automáticas em ratos. Porém, Marote e Xavier (2011) mostraram efeito de validade quando pistas preditivas e não-preditivas precediam o alvo em 200, 400 e 800 ms; porém, esse efeito foi maior quando as pistas preditivas precederam o alvo em 800 ms, o que em humanos é tido como efeito da orientação voluntária da atenção. Dado que na maioria dos estudos envolvendo ratos a pista utilizada é periférica, torna-se difícil distinguir claramente entre a ocorrência de efeitos exógenos e efeitos endógenos da orientação da atenção. No presente estudo avaliamos a orientação encoberta da atenção visuo-espacial em ratos empregando pistas simbólicas preditivas, isto é, um tipo de pista que, em seres humanos, restringiria a orientação da atenção apenas ao componente voluntário. Os resultados mostraram que ratos exibem redução do tempo de reação e aumento na percentagem de respostas corretas a um alvo visual precedido por pista simbólica auditiva preditiva válida em relação à pista inválida. Esse efeito manifestou-se quando o intervalo entre a pista e o alvo foi de 100 ou de 700 ms, mas não quando foi de 400 ms. Esses resultados sugerem a existência de dois tipos de fenômenos usualmente atribuídos à orientação da atenção visuo-espacial, o primeiro determinado pelos efeitos do pareamento repetitivo entre a pista e o alvo (que talvez envolva condicionamento clássico), que se manifesta quando o intervalo entre esses estímulos é da ordem de 100 ms, e o segundo determinado pela orientação endógena da atenção, que se manifesta quando o intervalo é igual ou maior que 700 ms.
Título em inglês
Endogenous orienting of attention in rats using symbolic cues
Palavras-chave em inglês
Attention
Auditory symbolic cues
Endogenous orienting
Rats
Resumo em inglês
The covert orienting of attention task described by Posner (1980) has been extensively used for investigating orientation of visuo-spatial attention in humans. There have been attempts to adapt it for rats, with encouraging results; data revealed that attentional phenomena in humans and rats are partially analogous (ROSNER, MITTLEMAN, 1996; WARD, BROWN, 1996; LUCK and VECERA, 2002). The distinction between exogenous (or "automatic", in human literature) and endogenous (or "voluntary", in human literature) orienting of attention, relying mainly on differences in the time course of the reaction time to the visual target, was partially described for rats; these early studies indicated that rats exhibited only the automated component of orienting. However, Marote and Xavier (2011) showed validity effects when using either predictive or non-predictive cues preceding the target by 200, 400 and 800 ms; however, this validity effect was greater for predictive cues preceding the target by 800 ms, a result that in human studies is taken as evidence of voluntary orienting of attention. Most of rat studies using this task employ peripheral cues, rendering difficult to distinguish exogenous and endogenous effects of orienting of attention. In the present study orienting of visuo-spatial attention was investigated in rats by using symbolic predictive cues, a kind of cue usually considered to engage voluntary attention in humans. The results showed that rats exhibit a reduction of reaction times and an increase in percentage of correct responses to a visual target preceded by a valid symbolic auditory predictive cue as compared to an invalid cue, when the stimulus onset asynchrony was either 100 or 700 ms, but not when it was 400 ms. These figures suggest that the validity effect in rats is underlied by at least two processes, the first determined by repetitive and contingent cue-target pairings (that might involve classical conditioning) that occurs when the cue-target time interval is about 100 ms, and the second determined by endogenous orienting of attention that occurs when the cue-target time interval is about 700 ms.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Wataru_Sumi.pdf (377.51 Kbytes)
Data de Publicação
2012-05-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.