• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.41.2012.tde-24102012-075634
Documento
Autor
Nome completo
Denis Jacob Machado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Marques, Fernando Portella de Luna (Presidente)
Domingues, Marcus Vinicius
Grant, Taran
Título em português
Acanthobothrium Blanchard, 1848: diversidade filogenética das linhagens parasitas de arraias de água doce
Palavras-chave em português
Acanthobothrium
Homologia dinâmica
Sistemática
Resumo em português
Primeiramente, apresentamos esclarecimentos sobre a origem do táxon Acanthobothrium. A autoria do gênero deve ser creditada à Blanchard em 1848, ocasião na qual este autor disponibilizou a primeira espécie válida para o gênero, Acanthobothrium coronatum. A espécie tipo de Acanthobothrium é A. coronatum Blanchard, 1848, um sinônimo júnior de A. corollatum (Abilgaard, 1790). Também foi identificada Raja batis L. como hospedeiro-tipo do gênero. A seguir, empregamos a otimização direta de 16S, 28S, and ITS1 rDNA para avaliar o posicionamento filogenético das linhagens de Acanthobothrium parasitas de arraias de água doce (Potamotrygonidae). As delimitações morfológicas das espécies Acanthobothrium sp. 1, Acanthobothrium sp. 2 e A. terezae (sin. A. ramiroi) são validadas pela monofilia recíproca destas linhagens. São apresentados indícios de que A. amazonensis é sinônimo de A. quinonesi. Nossos resultados reforçam a ideia de que tetrafilídeos parasitas de potamotrigonídeos apresentam grande variação morfológica intraespecífica e baixa especificidade (em contraste com seus congêneres marinhos). Acanthobothrium quinonesi é grupo irmão do clado que compreende A. terezae e Acanthobothrium sp. 1. Acanthobothrium sp. 2 está mais relacionados com seus congêneres marinhos do que com as demais espécies parasitas de potamotrigonídeos, o que sugere que a colonização da água doce por Acanthobothrium se deu através de pelo menos duas linhagens ancestrais independentes que infectavam o ancestral exclusivo comum das arrais de água doce.
Título em inglês
Acanthobothrium Blanchard, 1848: phylogenetic diversity of the linages that parasitize freshwater stingrays
Palavras-chave em inglês
Acanthobothrium
Dynamic homology
Systematics
Resumo em inglês
First we clarify some major points in the taxonomic history of Acanthobothrium. The authorship of the genus must be given to Blanchard in 1848, ocasion in which its first species, Acanthobothrium coronatum, was created. Therefore, the type species of Acanthobothrium is A. coronatum Blanchard, 1848, a junior synonym of A. corollatum (Abildgaard, 1790). Both Acanthothrothrium and A. corollatum have their concepts attached to armed tapeworms parasites of Raja batis L., their type host. Following we provided a phylogenetic analysis based on the direct optimization of 16S, 28S, and ITS1 rDNA to access the phylogentic position of freshwater Acanthobothrium lineages. The current morphological delimitations of Acanthobothrium sp. 1, Acanthobothrium sp. 2, A. terezae (syn. A. ramiroi) and A. quinonesi (syn. A. regoi and A. peruviense) are corroborated. There are indications that A. amazonensis should be considered synonym of A. quinonesi. Our results provide additionl evidence to support the idea that freshwater lineages of tetraphyllideans (as opposed to marine tetraphyllideans) presents great intra-specific morphological variation and low host specificity. Acanthobothrium quinonesi is sister group of a clade that comprises A. terezae and Acanthobothrium sp. 1. Acanthobothrium sp. 2 is more related to marine species of Acanthobothrium than to freshwater congenerics. This suggests that the colonization of the freshwater system by Acanthobothrium is likely to have occur via at least two separate lineages of Acanthobothrium infecting the exclusive common ancestor of the potamotrygonids, which would in time be responsible for the existence of two distinct clades of freshwater species of Acanthobothrium.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-01-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.