• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.41.2009.tde-22092009-150905
Documento
Autor
Nome completo
Francisco Voeroes Dénes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Silveira, Luis Fábio (Presidente)
Carvalho, Marcelo Rodrigues de
Develey, Pedro Ferreira
Título em português
Taxonomia e distribuição dos gaviões do gênero Leptodon Sundevall, 1836 (Aves: Accipitridae)
Palavras-chave em português
Leptodon
Gavião-de-pescoço-branco
Taxonomia
Resumo em português
O gavião-de-pescoço-branco Leptodon forbesi Swann, 1922, endêmico da Mata Atlântica do Centro Pernambuco, é uma espécie cujo status taxonômico ainda é controverso. Autores como Swann (1922 e 1945), Teixeira et al. (1987) e del Hoyo (1994) consideram a espécie como válida, enquanto que outros, como Grossman e Hamlet (1964), Brown e Amadon (1968), Blake (1977) e Sick (1994) optam por considerá-la como uma variante morfológica do gavião-de-cabeça-cinza L. cayanensis. As diagnoses tradicionais de L. forbesisão as coberteiras inferiores das asas, brancas ao invés de negro; píleo cinza; lados do pescoço brancos; ápice das escapulares, manto e rêmiges esbranquiçados; e a cauda com uma larga faixa branca (Swann 1945; Hellmayr e Conover 1949; Pinto 1964). O presente trabalho teve como objetivos estudar e descrever a variação morfológica e morfométrica de L. cayanensis, e testar a validade dos táxons componentes deste complexo, com especial atenção para o táxon L. forbesie sua distribuição geográfica. Foram analisados 128 espécimes do gênero Leptodon, provenientes do México até o estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Dados morfométricos foram obtidos e analisados para se avaliar diferenças entre os sexos, o polimorfismo de coloração nas plumagens dos juvenis, e as subespécies propostas por Swann (1922) para L. cayanensis. Além disso, caracteres de plumagem também foram analisados para se testar a validade de L. forbesi. Concluiu-se que há dimorfismo sexual em L. cayanensis, sendo as fêmeas de maior porte (I); que ocorrem duas, e não três, fases de coloração nas plumagens juvenis de L. cayanensis (II); que as subespécies propostas por Swann (1922) para L. cayanensis não são válidas, sendo a variação geográfica do porte mais bem explicada por um gradiente em resposta ao módulo da latitude, como previsto pela Lei de Bergmann (III); e que a espécie L. forbesié um táxon válido, com base nos caracteres da coloração das penas coberteiras inferiores e da borda de ataque das asas, brancas em L. forbesie pretas em L. cayanensis, do contraste entre a coloração ventral das rêmiges, sendo as primárias escuras e as secundárias mais claras em L. forbesi, e da coloração das penas da região do pescoço, brancas em L. forbesie cinzas em L. cayanensis (IV). Desta forma, L. forbesi constitui mais uma espécie endêmica do Centro Pernambuco de Endemismo.
Título em inglês
Taxonomy and distribution of the kites of genus Leptodon Sundevall, 1836 (Aves: Accipitridae)
Palavras-chave em inglês
Leptodon
White-collared Kite
Resumo em inglês
The White-collared (or Forbes) Kite Leptodon forbesi Swann, 1922 is an endemic raptor of the Centro Pernambuco, the northernmost portion of the Atlantic Forest, in Northeastern Brazil, and its taxonomic status is still a case of controversy. It is considered a valid species by Swann (1922, 1954), Teixeira et al. (1987) and del Hoyo (1994), whereas Grossman and Hamlet (1964), Brown and Amadon (1968), Blake (1977) and Sick (1994) opt to consider it a morphological variant of the widespread Grey-headed Kite L. cayanensis. The traditional diagnoses of L. forbesiare the underwing coverts, white instead of black; grey pileum; white collar; white tip of quills, mantle and scapular feathers; and a wide white band on both sides of the tail (Swann 1945; Hellmayr and Conover 1949; Pinto 1964). The present study aims to analyse and describe the morphological and morphometrical variation in L. cayanensis, and to test the validity of taxa within the complex, with a special interest in L. forbesiand its geographical distribution. 128 specimes of the genus Leptodon, from Mexico to Southern Brazil, were studied. Morphometrical data was obtained and analysed to evaluate differences between sexes, colour polymorphism in the juvenile plumage, and the subspecies described by Swann (1922) for L. cayanensis. Plumage characters were also studied to test the validity of L. forbesi. We conclude that L. cayanensis shows sexual dimorphism, the females being larger (I); that there are two, not three, coloration morphs in the juvenile plumages of L. cayanensis (II); that the subspecies described by Swann (1922) for L. cayanensis are invalid, the geographical variation in size better explained as a response to latitude module, as predicted by Bergmanns Rule (III); and that the species L. forbesi is a valid taxon, based on the coloration of underwing and leading edge coverts, white in L. forbesi and black in L. cayanensis; on the coloration of the ventral side of the rêmiges, with a contrast between dark primaries and lighter secondaries in L. forbesi; and on the collar coloration, white in L. forbesiand grey in L. cayanensis (IV). Therefore, L. forbesi constitutes another endemic and endangered species of the Centro Pernambuco, in the Brazilian Atlantic Forest.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
franciscodenes.pdf (3.39 Mbytes)
Data de Publicação
2009-10-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.