• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.41.2014.tde-17042014-091547
Documento
Autor
Nome completo
Luciano Moreira Lima
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Silveira, Luis Fábio (Presidente)
Piacentini, Vítor de Queiroz
Reis, Henrique Bastos Rajão
Título em português
Aves da Mata Atlântica: riqueza, composição, status, endemismos e conservação
Palavras-chave em português
Aves
Lista de espécies
Mata Atlântica
Resumo em português
A Mata Atlântica é considerada um dos ecossistemas mais biodiversos e ao mesmo tempo mais ameaçados do planeta. As aves são apontadas como o grupo de vertebrados com a maior riqueza geral, endemismos e espécies ameaçadas desse domínio. Embora possa ser considerado o domínio natural brasileiro cuja avifauna foi mais intensamente estudada, o conhecimento ornitológico acumulado sobre a Mata Atlântica encontra-se segmentado e altamente disperso, o que acaba por torná-lo sub-utilizável. Embora existam na literatura valores de riqueza e listas de espécies de aves da Mata Atlântica, há uma grande discrepância entre os resultados apresentados e uma falta de métodos explícitos detalhados nas maior parte desses trabalhos. Essa situação, somada a um significativo crescimento do conhecimento ornitológico em anos recentes, demonstra a necessidade de uma iniciativa que busque reunir o atual estado de conhecimento sobre a avifauna desse domínio. Dentro desse contexto, os objetivos do presente estudo foram definir a riqueza e composição de espécies, subspécies e endemismos da avifauna da Mata Atlântica, compilar informações sobre o status de ocorrência e preferência de habitat das suas espécies e traçar um panorama atualizado sobre a conservação das mesmas. Para isso, foram analisados os padrões de distribuição dos táxons com ocorrência conhecida dentro dos limites geográficos da Mata Atlântica e, para as espécies aceitas como pertencentes à sua avifauna, informações sobre sua ecologia e sazonalidade. Como fontes de informação foram consultados a literatura científica, mapas de distribuição, espécimes ornitógicos e informações primárias colhidas durante trabalhos de campo. Os resultados apontam que a avifauna da Mata Atlântica possui elevada riqueza de táxons, sendo composta por 891 espécies, das quais 464 são políticas e representadas no domínio por 608 subespécies, totalizando 1035 táxons específicos e subespecíficos, distribuidos em 26 ordens e 80 famílias. Apesar da maioria das espécies de aves da Mata Atlântica ser residente, deve ser ressaltada a presença de um número expressivo de espécies que realizam deslocamentos sazonais, cerca de 16%. Mais da metade das espécies de aves da Mata Atlântica ocorrem em ambientes florestais, mas uma parte significativa está associada a outros habitats, incluindo ambientes abertos naturais e antrópicos, áreas úmidas e ambientes marinhos costeiros. A avifauna da Mata Atlântica é caracterizada por uma alta taxa de endemismos, incluindo 27 gêneros, 213 espécies e 162 subespécies. O panorama atualizado sobre o estado de conservação das aves da Mata Atlântica reitera sua situação crítica e revela que um número de espécies muito maior do que se supunha pelas listas nacionais e internacional de espécies ameaçadas corre sério risco de se extinguir ou já se extinguiu dentro do domínio. Com base nas informações compiladas durante esse estudo são apontados como os principais desafios e oportunidades de pesquisa para a ornitologia da Mata Atlântica: a necessidade de revisão taxonômica de um grande número de subespécies, sobretudo de diversos táxons endêmicos e ameaçados; necessidade de revisão das áreas de endemismos de aves no domínio; utilização dos padrões de distribuição das aves da Mata Atlântica para analisar afinidades biogeográficas entre suas diferentes regiões; necessidade de levantar informações sobre padrões de ocorrência e sazonalidade de suas espécies migratórias e uma reavaliação da atual estratégica de conservação baseada em listas nacionais de espécies ameaçadas
Título em inglês
Birds of the Atlantic Forest: richness, status,composition, endemism, and conservation
Palavras-chave em inglês
Atlantic Forest
Birds
List of species
Resumo em inglês
The Atlantic Forest is one of the most important biodiversity hotspots, yet it is one of the most threatened domains in the planet. Birds are among the vertebrates with the greatest species richness, endemism and number of threatened species of this domain. The Atlantic Forest may be considered the domain in which the avifauna has been studied the most, but this ornithological knowledge is fragmented and highly dispersed, which makes it underused. Some reviews of the bird species occurring in the Atlantic Forest are available in the literature, but a comparative analysis of their results reveals many discrepancies and a lack of systematic methodology among most of them. In addition, in recent years there has been a significant increase in the ornithological knowledge of the Atlantic Forest, demonstrating the need for a new review that gathers the current knowledge about the avifauna of the Atlantic Forest. Therefore, the objectives of the present study were to define which are the species, sub-species and endemisms of the Atlantic Forest avifauna, to gather information about species occurrence and habitat preference and to give an updated overview of their conservation status. I analyzed the distribution patterns of each species and/or subspecies within the Atlantic Forest and described their habitat and seasonality. Data was gathered from the scientific literature, distribution maps, museum specimens and field work. The Atlantic Forest avifauna is composed of 861 species, with 464 of them being polytypic and accounting for, 608 subspecies, thus amounting 1035 specific and subspecific taxons grouped into 26 orders and 80 families. The majority of the species were found to be resident whereas a noteworthy 16% of them perform seasonal movements. More than half of species occur in forest habitats, while a significant portion is associated with other habitats including natural open habitats and anthropic environments, humid areas and costal marine environments. The Atlantic Forest avifauna is characterized by a high level of endemism, including 27 genera, 213 species and 162 sub-species. The updated overview about the conservation status of the Atlantic Forest birds reiterates their critical situation and reveals that the number of threatened or extinct species in this domain is much greater than previously reported in national and international lists of threatened species. The main challenges and opportunities to future research efforts on the Atlantic Forest avifauna are the need for a taxonomic review of the large number of sub-species, especially the many endemic and threatened taxons; a review of the endemic areas within the domain; the use of distribution patterns of the Atlantic Forest birds to analyze the biogeographic affinities among the different regions of the domain; to gather information about the occurrence of migratory species and their seasonal patterns; and re-evaluation of the a current conservation policies based on the national red list of threatened species
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Luciano_Lima_COMP.pdf (15.98 Mbytes)
Data de Publicação
2014-04-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.