• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.41.2012.tde-27042012-123436
Documento
Autor
Nombre completo
Cintia Luiza da Silva Luz
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2011
Director
Tribunal
Pirani, Jose Rubens (Presidente)
Rossi, Lucia
Souza, Vinicius Castro
Título en portugués
Anacardiaceae R. Br. na flora fanerogâmica do estado de São Paulo
Palabras clave en portugués
Anacardiaceae
Estado de São Paulo
Flora
Sistemática vegetal
Resumen en portugués
O estudo da família Anacardiaceae tem o objetivo de contribuir com o plano mais amplo do levantamento da "Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo", que vem sendo subsidiado pela FAPESP desde 1994 e conta com a colaboração de pesquisadores de muitas universidades e institutos de pesquisa do Estado. As Anacardiaceae compreendem cerca de 81 gêneros e 800 espécies, presentes em ambientes secos a úmidos, principalmente em terras baixas nas regiões tropicais e subtropicais em todo o mundo, estendendo-se até as regiões temperadas. No Brasil a família encontra-se representada por 14 gêneros e 57 espécies. O levantamento das espécies foi realizado baseando-se nas coleções de Anacardiaceae do Estado de São Paulo depositadas nos herbários BHCB, BOTU, ESA, HRCB, MBM, IAC, PMSP, R, RB, SP, SPF, SPFR, SPSF e UEC, expedições de campo e consultas bibliográficas. Os resultados seguem o padrão da série "Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo". São apresentadas chaves de identificação para gênero e espécies, descrições morfológicas, ilustrações e dados sobre distribuição geográfica, habitat, variabilidade intraespecífica, período de floração e frutificação, grau de conservação das espécies e riscos de extinção. No Estado de São Paulo, há 12 espécies nativas distribuídas nos gêneros Anacardium, Astronium, Lithrea, Myracrodruon, Schinus, Spondias e Tapirira. Lithrea molleoides, Schinus terebinthifolius e Tapirira guianensis são as espécies mais amplamente distribuídas da família no Estado, sendo encontradas em quase todas as formações vegetacionais, inclusive em áreas antropizadas. Spondias mombin é encontrada na floresta Estacional Semidecidual e matas ciliares próximas ao rio Paraná, nas regiões noroeste e oeste do Estado. Schinus engleri é encontrada, no Estado de São Paulo, nas florestas Ombrófila Mista Alto-Montana de Campos do Jordão e da Serra da Bocaina e Schinus weinmannifolius ocorre nos cerrados e campos de Itararé e Itapeva, entre outros municípios localizados próximos à região sul-sudoeste do Estado de São Paulo. O gênero Anacardium é representado no Estado pelas espécies A. humile, planta com hábito geoxílico comum nos cerrados e A. occidentale, uma árvore pequena das restingas. Astronium graveolens e Myracrodruon urundeuva, assim como a maioria das espécies de Anacardiaceae, ocorrem nas Florestas Estacionais Semideciduais e nos cerrados do Estado de São Paulo. Um padrão de distribuição incomum é observado em Lithrea brasiliensis que, com exceção do material-tipo, não possui exemplares ulteriores do Estado de São Paulo depositados nos herbários consultados. Em relação ao grau de conservação das espécies, Lithrea brasiliensis deve ser categorizada como presumivelmente extinta (EX) e Myracrodruon urundeuva como quase ameaçada (NT), as demais espécies enquadram-se como espécies não ameaçadas, na categoria de preocupação menor (LC)
Título en inglés
Anacardiaceae R.Br. in the phanerogamic flora of the São Paulo state
Palabras clave en inglés
Anacardiaceae
Flora
Plant systematics
São Paulo state
Resumen en inglés
The present study on Anacardiaceae aims to contribute with the broader survey project of the Phanerogamic flora of the São Paulo state which. This great efford has been supported by FAPESP since 1993 and counts on the collaboration of researchers from many universities and institutes of the state. The family comprises ca. 81 genera and 800 species distributed mostly in lowlands, from dry to moist habitats, throughout the tropics and subtropics worldwide and also extending into the temperate zone. Iin Brazil Anacardiaceae is represented by 14 genera and 57 species. The present survey was carried out based on field work, bibliographical references on Anacardiaceae and examination of the collections from the following herbaria: BHCB, BOTU, ESA, HRCB, MBM, IAC, PMSP, R, RB, SP, SPF, SPFR, SPSF, UEC. The results are presented following the Phanerogamic flora of Sao Paulo State. We provide identification keys to genera and species, morphological descriptions, illustrations and additional data on distribution, habitat, intraespecific variability, periods of flowering and fruiting, species conservation status. In the area this family is represented by 12 native species belonging Anacardium, Astronium, Lithrea, Myracrodruon, Schinus, Spondias e Tapirira. Lithrea molleoides, Schinus terebinthifolius and Tapirira guianensis are the most common and widespread Anacardiaceae species of São Paulo state and they are collected in almost all types of vegetation, including disturbed areas. Spondias mombin occurs in Sazonal Semidecidous and Riparian Forests next to the Paraná River in the northwest and the west regions of the state. S. engleri is reported for São Paulo state in the High-Montane Mixed Ombrophylous Forest of Campos do Jordão and Serra da Bocaina and S. weinmannifolius is found in the "cerrado" and "campos" of Itararé, Itapeva and other cities located next to the south and the south-west regions of the state. Anacardium is represented in the state by two species, A. humile, a "cerrado" common plant with geoxylic habit, and A. occidentale, a "restinga" small tree. Astronium graveolens and Myracrodruon urundeuva, as well as the majority of Anacardiaceae species are collected in Sazonal Semidecidous Forests and "cerrados" of São Paulo state. An uncommon distribution pattern is found in Lithrea brasiliensis, which is reported for São Paulo state only from type-material. In relation to the species conservation status, Lithrea brasiliensis should be categorized as Presumably Extinct (EX) and Myracrodruon urundeuva as Near Threatened (NT). The other species are classified as Least Concern (LC) category
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Cintia_Luz.pdf (3.88 Mbytes)
Fecha de Publicación
2012-05-03
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.