• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.41.2008.tde-16062008-151711
Documento
Autor
Nome completo
Eduardo Brandolise Foresto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Sano, Paulo Takeo (Presidente)
Pirani, Jose Rubens
Rossi, Lucia
Título em português
Levantamento florístico dos estratos arbustivo e arbóreo de uma mata de galeria em meio a campos rupestres no Parque Estadual do Rio Preto, São Gonçalo do Rio Preto, MG
Palavras-chave em português
Árvores e arbustos
Campos rupestres
Floresta de galeria
Florística
Resumo em português
Nos últimos anos, diversos estudos têm sido realizados em matas ciliares pelo Brasil devido, principalmente, ao crescente desmatamento que aí ocorre associado à percepção da importância dessas matas para o equilíbrio do ambiente. Apesar disso, pode-se considerar que ainda são poucos os estudos sobre composição florística das matas ciliares do bioma cerrado. O presente trabalho consiste no levantamento florístico de espécies arbustivas e arbóreas da mata de galeria do Capão Azul, situada em meio a campos rupestres, no Parque Estadual do Rio Preto, município de São Gonçalo do Rio Preto, MG, região central da Cadeia do Espinhaço. Os espécimes botânicos foram coletados entre agosto de 2005 a março de 2007, em diferentes épocas do ano. As espécies foram identificadas e descritas, além de serem fornecidos comentários de distribuição geográfica e habitat e de ter sido elaborada uma chave de identificação para as espécies que ocorrem na mata. Foram identificadas 91 espécies pertencentes a 71 gêneros, distribuídos em 38 famílias, sendo 1 pteridófita, 1 gimnosperma e 89 angiospermas. As famílias mais representativas em número de espécies foram: Melastomataceae (11), Myrtaceae (10), Rubiaceae (9) e Fabaceae (7). Comparações realizadas com outras matas mostraram que a maioria das espécies são generalistas quanto ao habitat e apresentam distribuição que vai além da região Sudeste. Além disso, muitas delas são provenientes das matas decíduas e semidecíduas.
Título em inglês
Floristic survey of shrubs and trees of a gallery forest in "Campo rupestre", Parque Estadual do Rio Preto, São Gonçalo do Rio Preto, MG
Palavras-chave em inglês
"Campos rupestres"
Floristics
Gallery forest
Shrubs and trees
Resumo em inglês
In the last years several researches have been done in gallery forests in Brazil. The mainly reason for that, is the growing deforestation ocurred in this environment, associated to the perception of the importance of them. Although, we can say that there are still few researches in the biome "cerrado". The present work consists on the floristic survey of shrubs and trees of the Capão Azul gallery forest, Parque Estadual do Rio Preto, São Gonçalo do Rio Preto, MG, central region of the Espinhaço mountain range. The species were collected from August 2005 to March 2007 in differents seasons. This work provides an identification species key, comments on geographic distribution and habitat. Ninety one species have been identified, belonging to 71 genera and distributed in 38 families, one of them pteridophyta, one gimnosperm and 89 angiosperms. The families with the greatest number of species are Melastomataceae (11), Myrtaceae (10), Rubiaceae (9) and Fabaceae (7). Comparisons with others forests showed that most of the species are generalists for habitats and have geographic distribution over there South-east region. Besides, a great deal of them belongs to the deciduous and semideciduous forests.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Eduardo_Foresto.pdf (12.08 Mbytes)
Data de Publicação
2008-07-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.