• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.41.2012.tde-09012013-103000
Documento
Autor
Nome completo
Danilo Aqueu Rufo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Miyaki, Cristina Yumi (Presidente)
Sanches, Alexandra
Torres, Tatiana Teixeira
Título em português
Parentesco e diferenciação genética em queixadas (Tayassu pecari) do Pantanal Matogrossense (MS)
Palavras-chave em português
Estrutura genética populacional
Estrutura social
Mamíferos
Parentesco
Tayassu pecari
Resumo em português
Queixadas (Tayassu pecari) são mamíferos ungulados sociais que vivem em bandos que facilmente ultrapassam 100 indivíduos. Os objetivos do presente estudo foram: 1) avaliar se há relação entre o parentesco e a estrutura social das queixadas e 2) re-analisar se há diferenciação genética entre queixadas de duas localidades do Pantanal do Mato Grosso do Sul, utilizando maior amostragem de indivíduos e de marcadores microssatélites. Foram genotipadas 184 amostras de queixadas (53 da Fazendo Rio Negro, RN e 131 da Fazenda Santa Emília, SE) para 15 microssatélites. O número de alelos encontrados variou de 2 a 12, com média de 4,60 em RN e 5,07 em SE. Embora o número de alelos médio foi significativamente maior em SE do que em RN (p < 0,05), a riqueza alélica média (4,59 na RN e 4,69 na SE) e as heterozigosidades médias observada e esperada (0,50 e 0,53 na RN e 0,55 e 0,55 na SE, respectivamente) foram similares em ambas as localidades, (p > 0,05). A mediana do coeficiente de parentesco em ambas as localidades foi significativamente maior entre os indivíduos de mesmo grupo de coleta do que entre os indivíduos de grupos de coleta diferentes, tanto para a análise incluindo todos os indivíduos como para a análise sem os indivíduos jovens. Isso sugere que tal resultado não é influenciado por possível captura de um jovem com seu progenitor. De forma similar, a mediana do coeficiente de parentesco considerando o sexo dos indivíduos (macho/macho, macho/fêmea e fêmea/fêmea) dentro e entre os grupos de coleta foi significativamente maior entre as categorias dentro dos grupos de coleta do que entre os grupos de coleta, tanto com os indivíduos jovens como sem os indivíduos jovens. Tais resultados sugerem que o parentesco possui influência na formação dos grupos sociais. O valor de FST encontrado entre as localidades foi de 0,017 e significativamente diferente de zero e o valor de DEST foi de 0,015. A análise Bayesiana, assumindo o modelo de mistura entre as populações e frequências alélicas correlacionadas, apontou o valor de K=1 como sendo o mais provável. Quando a localidade de coleta foi informada, o valor de K mais provável foi de 2 e os agrupamentos corresponderam exatamente às localidades amostradas. Esses resultados indicam que as queixadas das duas localidades estudadas compõem duas populações com alto fluxo gênico entre elas
Título em inglês
Relatedness and genetic differentiation of white-lipped peccaries (Tayassu pecari) from the Brazilian Pantanal
Palavras-chave em inglês
Mammals
Population genetic structure
Relatedness
Social structure
Tayassu pecari
Resumo em inglês
White-lipped peccaries (Tayassu pecari) are social ungulates that live in herds of usually more than 100 individuals. The aims of the present study were: 1) to evaluate whether there is any correlation between relatedness and social structure of white-lipped peccaries and 2) to re-examine whether there is significant genetic differentiation in white-lipped peccaries from two adjacent locations of the Brazilian Pantanal, based on a larger sample of individuals and of microsatellite markers. In total, 184 peccaries (53 from Fazenda Rio Negro, RN and 131 from Fazenda Santa Emilia, SE) were genotyped for 15 microsatellites. The number of alleles observed per microsatellite varied from 2 to 12, with a mean of 4.60 in RN and 5.07 in SE. Although the mean number of alleles was significantly higher in SE than in RN (p < 0.05), the mean allelic richness (4.59 in RN and 4.69 in SE) and mean observed and expected heterozygosities (0.50 and 0.53 in RN and 0.55 and 0.55 in SE, respectively) were similar in both locations (p > 0,05). The median of the coefficient of relatedness in both locations was significantly higher between individuals captured together than between individuals from different capture groups, both for the analyses including all individuals as for the analyses without the youngsters. This suggests that this result is not influenced by the possible capture of a young with its parent. Similarly, the median of the coefficient of relatedness according to gender (male vs. male, male vs. female, and female vs. female) was significantly higher within than among capture groups, including or excluding young individuals. Those results suggest that relatedness has some importance in the social structure of white-lipped peccaries. The FST between the locations was 0.017 and significantly different from zero and the DEST was 0.015. The Bayesian analysis, assuming the model of population mixture and correlated allele frequencies, showed that the most likely K was 1. When the collection site was included in the analysis, the most likely value of K was 2 and the clusters corresponded exactly to the locations of origin of the samples. Those results suggest that the white-lipped peccaries of the two sites studied comprise two populations with high levels of gene flow between them
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Danilo_Rufo.pdf (2.32 Mbytes)
Data de Publicação
2013-01-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.