• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.39.2018.tde-20122017-112815
Documento
Autor
Nombre completo
Gabriela de Carvalho Monteiro Gonçalves
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2017
Director
Tribunal
Rubio, Katia (Presidente)
Barreira, Cristiano Roque Antunes
Epiphanio, Erika Höfling
Zimmermann, Ana Cristina
Título en portugués
O significado da dor em atletas da ginástica rítmica
Palabras clave en portugués
Cultura da dor
Estudos culturais
Olímpicos
Psicologia do esporte
Sofrimento
Resumen en portugués
O desempenho no esporte de alto rendimento está associado a situações de desgastes físicos e psicológicos extremos tanto em treinamentos como em competições. A dor é um atributo constante na vida destes atletas e trata-se de uma experiência sensorial e emocional avaliada muitas vezes como negativa, associada a uma lesão real ou não que abrange aspectos fisiológicos, sociais e psíquicos. Assim, estudos com a intenção de dar significado a dor na percepção dos próprios atletas devem levar em conta a cultura do esporte e da modalidade, pois a cultura é um complexo de habilidades ou hábitos adquiridos pelo sujeito enquanto membro de um grupo social, fornecendo dados da identidade do ser atleta. Este estudo teve como objetivo analisar como as atletas olímpicas de Ginástica Rítmica experienciaram a dor e os seus significados em sua carreira esportiva. Para tanto foram investigadas as 18 atletas brasileiras que participaram dos Jogos Olímpicos de Verão em diferentes edições, sob a ótica dos Estudos Culturais, inspiração teórica para pensar produções culturais e as práticas sociais. A decisão por investigar esse grupo se estruturou por ser uma modalidade com grande dificuldade técnica, de profissionalização precoce e alto nível de desempenho, alcançados ainda na adolescência. A exigência excessiva e prematura do corpo, o envolvimento com as rotinas e o alto nível de dificuldade dos exercícios praticados predispõe as atletas a um maior risco de dor e sofrimento. O método utilizado foi a narrativa biográfica que proporcionou apreender por meio das memórias desse grupo de atletas a compreensão do significado da dor no esporte e na modalidade específica, apontando que esses significados são transmitidos através das gerações e relacionam-se com tradições e convenções grupais. As atletas criam sentidos para essas vivências através do discurso construído socialmente na modalidade; as experiências acumuladas dentro do grupo levam as participantes a uma expectativa do sofrimento; os vínculos estabelecidos geram a capacidade de simbolizar a dor; suportar o limite imposto pelo corpo faz parte da cultura da modalidade. Os sentidos que constituem o significado da dor permitiu compreender a essência dos conteúdos do que é e como se dá a experiência dolorosa de uma modalidade esportiva quando praticada em alto rendimento
Título en inglés
The meaning of pain in athletes of rhythmic gymnas
Palabras clave en inglés
Cultural studies
Culture of Pain
Olympic
Sports psychology
Suffering
Resumen en inglés
High performance sports is associated with extreme physical and psychological wear in training and competition. Pain is a constant attribute in the lives of these athletes and it is a sensory and emotional experience often evaluated as negative, associated with a real physiological, social and psychic real or non-abreviant injury. Thus, studies with an intention of meaning and perception of the athletes themselves are taken into account the culture of the sport and the modality, because the culture is a complex of skills or habits acquired through a social factor. This study aimed to analyze how Olympic Rhythmic Gymnastics athletes experienced pain and their own meanings in their sports career. To that end, 18 Brazilian athletes participating in the Summer Olympics in different editions were investigated, from the perspective of Cultural Studies, theoretical inspiration to think about cultural productions and social practices. A decision to investigate this group was structured because it is a modality with great technical difficulty, of previous professionalization and a high level of performance, reached in adolescence. The excessive and premature requirement of the body, the involvement with routines and the high level of difficulty of the exercises practiced predispose as athletes to a greater risk of pain and suffering. The method used for the biographical narrative that allowed to apprehend through the medium of the memories of this group of athletes in the understanding of the meaning of pain without sport and in the specific modality, pointing out that these meanings are transmitted through sales and relate to group conventions and traditions. The athletes create meanings for these lives through the socially constructed discourse in the modality; the experiences as accumulated within the group they take as participants an expectation of suffering; the established bonds generate the capacity to symbolize pain; support more than the legal limit for the body is part of the sport culture. The senses that constitute the meaning of permible pain, namely the essence of the contents of what is like a painful experience of a sporting modality when practiced in high yield
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2018-01-10
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.