• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.39.2021.tde-18052021-115532
Documento
Autor
Nome completo
Silvia Leticia da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2021
Orientador
Banca examinadora
Correa, Umberto Cesar (Presidente)
Benda, Rodolfo Novellino
Costa, Israel Teoldo da
Moreira, Alexandre
Título em português
As habilidades de driblar e não ser driblado no futsal e no futebol com base no tempo de reação e na antecipação
Palavras-chave em português
Antecipação
Drible
Futebol
Futsal
Tempo de reação
Resumo em português
O objetivo desta tese foi investigar as hipóteses de que os sucessos em driblar e não ser driblado estariam relacionados, respectivamente, ao aumento do tempo de reação e à antecipação do defensor no futebol e no futsal. Além disso, investigou-se se o sucesso do drible e o tempo de reação estariam atrelados ao tipo de drible. Foram filmados 5 jogos de futsal com jogadores entre 15 e 16 anos de idade e diferentes níveis de experiência, e 2 jogos de futebol, sendo um do campeonato brasileiro da categoria sub-17 e o outro do campeonato paulista série A1. Os dribles realizados com tempo entre o início do drible e o início da resposta igual ou acima de 200ms forma definidos como dribles tempo de reação. E, e os dribles antecipação foram aqueles realizados com o referido tempo abaixo de 200ms. Os dribles também foram classificados em três categorias: simples, escolha e PPR (período psicológico refratário). As sequências de dribles foram editadas a partir do momento em que o jogador atacante recebia a bola até o início do primeiro movimento do jogador defensor. Os tempos de reação e antecipação foram adquiridos por meio do software KINOVEA. Eles foram analisados em relação o sucesso e ao tipo de drible. Os resultados referentes ao tempo de reação não revelaram diferenças significativas em relação aos dribles bem e mal sucedidos no futsal e no futebol. Verificou-se apenas que os dribles que envolveram PPR tiveram tempo de reação superior aos dribles simples e escolha do futebol. Esses resultados permitiram concluir que o aumento do TR e a antecipação não foram fatores determinantes, respectivamente, para os sucessos de driblar e não ser driblado no futsal e no futebol
Título em inglês
The skills of dribbling and not being dribbled in futsal and football based on reaction time and anticipation
Palavras-chave em inglês
Anticipation
Dribble
Futsal
Reaction time
Soccer
Resumo em inglês
The aim of this thesis was to investigate the hypotheses that the successes in dribbling and not being dribbled would be related, respectively, to the increase in reaction time and the anticipation of the defender in football and futsal. In addition, it was investigated whether the success of dribbling and the reaction time were linked to the type of dribble. Five futsal games were filmed with players between 15 and 16 years of age and different levels of experience, and 2 football games, one in the under-17 category of Brazilian championship and the other in the São Paulo series A1 championship. The interval of time between the beginning of dribbling and the beginning of response equal to or above 200ms was defined as reaction time dribbling. And, and the anticipation dribbles were those performed with the referred time below 200ms. The dribbling was also classified into three categories: simple, choice and RPP (refractory psychological period). The sequences of game involving dribbling were edited from the moment the attacking player received the ball until the beginning of the defending player's first movement. The reaction and anticipation times were obtained by using the KINOVEA software. They were analyzed in relation to the dribbling success and type. The results related to the reaction time did not reveal significant differences for successful and unsuccessful dribbling in futsal and soccer. It was found only that dribbling that involved RPP had a reaction time greater than simple and choice dribbling in the games of football. As far as anticipation is concerned, the results revealed that successful dribbling was anticipated more often than unsuccessful futsal dribbling. In the football games, the results revealed that successful and unsuccessful dribbling involved anticipation. These results allowed us to conclude that the increase in reaction time and anticipation were not determining factors, respectively, for the successes of dribbling and not being dribbled in futsal and football
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-05-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2023. Todos os direitos reservados.