• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.39.2020.tde-14052021-175645
Documento
Autor
Nome completo
Sandra Katayama dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Jorge Alberto de (Presidente)
Basso, Luciano
Nabeiro, Marli
Silva, Maria Aparecida da
Título em português
Identificação do tipo de preensão e dominância lateral da habilidade motora manual de indivíduos com transtorno do espectro do autismo na perspectiva ecológica: um estudo de caso
Palavras-chave em português
Atividade motora
Autismo
Destreza manual
Lateralidade funcional
Transtorno autístico
Resumo em português
O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é um distúrbio do neurodesenvolvimento que afeta a comunicação, interação social, aprendizado e capacidade de adaptação. Alguns estudos ressaltam a importância de se identificar marcadores funcionais como a lateralidade nos distúrbios de pessoas com TEA, o que poderia explicar algumas praxias e distúrbios de coordenação encontrados nesses indivíduos. O objetivo geral dessa pesquisa foi identificar o tipo de preensão e dominância lateral da habilidade motora manual de indivíduos com Transtorno do Espectro do Autismo numa perspectiva ecológica a partir de um estudo de caso. Os participantes foram adultos do gênero masculino (N=22, idade= 31,86, DP= 7,09) com diagnóstico primário de TEA. Os instrumentos utilizados foram: o Inventário de Dominância Lateral de Edimburgo para averiguar a dominância lateral, e o DSM-5 e Plano Terapêutico Singular para classificar os indivíduos quanto ao nível de gravidade para TEA, o teste BBT para avaliar a habilidade motora manual, diário de campo e história da instituição para avaliar o microssistema. Os resultados obtidos foram: a) para preferência lateral tivemos 100% de indivíduos destros nível 1, 88% para nível 2 e 78% para nível 3; b) para habilidade manual definida obtivemos 80% de indivíduos de nível 1, 13% nível 2 e 11% nível 3; c) para preensão manual observou-se que fatores como restrição estrutural do corpo, restrição funcional relacionada ao comportamento, restrição do ambiente físico e do ambiente sociocultural, e restrição da tarefa são elementos que podem cooperar ou não no desempenho da tarefa; d) para classificação do nível de gravidade para TEA obtivemos: nível 1 = 22,73%, nível 2 = 36,36% e nível 3= 40,91%. Ao comparar os níveis de gravidade para TEA, observou-se que o Índice de Preferência Lateral corrigido tem valor menor quanto maior a gravidade para TEA, ou seja, quanto menor a consistência e habilidade manual do indivíduo, maior é sua gravidade para TEA; e) sobre o microssistema a maior parte das variáveis é de dimensão pessoal, vida institucional e aspectos relacionais. Conclui-se que os resultados obtidos corroboram com alguns estudos que mencionam que indivíduos com TEA mais severos apresentam preferência manual inconsistente. Quanto maior a gravidade para TEA, menor a lateralidade definida. Classificar os indivíduos em níveis de gravidade nos ajudou a comparar o perfil de indivíduos que diferem muito dentro do Espectro. A análise do microssistema dos autistas, ajudou-nos a identificar as propriedades que influenciam no desenvolvimento humano
Título em inglês
Identification of the type of grip and lateral dominance of manual motor skills in individuals with autism spectrum disorder from an ecological perspective: a case study.
Palavras-chave em inglês
Autism
Autistic disorder
Functional laterality
Manual dexterity
Motor activity
Resumo em inglês
Autism Spectrum Disorder (ASD) is a neurodevelopmental disorder that affects communication, social interaction, learning and adaptability. Some studies emphasize the importance of identifying functional markers such as laterality in disorders of people with ASD, which could explain some praxis and coordination disorders found in these individuals. The general objective was to identify the type of grip and lateral dominance of the manual motor skill according to ASD in an ecological perspective from a case study. Participants were male adults (N = 22, age = 31.86, SD = 7.09) with primary diagnosis of ASD. The instruments used were: the Edinburgh Lateral Dominance Inventory to ascertain lateral dominance, and the DSM-5 and Singular Therapeutic Plan to classify individuals regarding the level of severity for ASD, the BBT test to assess manual motor ability, daily and history of the institution to evaluate the microsystem. The results obtained were: a) for lateral preference we had 100% of right-handed individuals at level 1, 88% for level 2 and 78% for level 3; b) for defined manual skill, we obtained 80% of individuals with level 1, 13% with level 2 and 11% with level 3; c) for handgrip it was observed that factors such as structural restriction of the body, functional restriction related to behavior, restriction of the physical and socio-cultural environment, and restriction of the task are elements that may or may not cooperate in the performance of the task; d) for the classification of the severity level for ASD we obtained: level 1 = 22.73%, level 2 = 36.36% and level 3 = 40.91%. When comparing the severity levels for ASD, it was observed that the corrected Lateral Preference Index has a lower value the greater the severity for ASD, that is, the lower the individual's consistency and manual ability, the greater its severity for ASD; e) on the microsystem, most variables are of personal dimension, institutional life and relational aspects. It is concluded that the results obtained corroborate with some studies that mention that individuals with more severe ASD present inconsistent manual preference. The greater the severity for ASD, the lower the defined laterality. Classifying individuals in severity levels helped us to compare the profile of individuals who differ widely within the Spectrum. By analyzing the microsystem of autists, it helped us to identify the properties that influence human development
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-05-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.