• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.39.2020.tde-21052021-095938
Documento
Autor
Nombre completo
Janaina da Silva Vieira
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2020
Director
Tribunal
Brum, Patricia Chakur (Presidente)
Gonçalves, Dawit Albieiro Pinheiro
Júnior, Carlos Roberto Bueno
Ugrinowitsch, Carlos
Título en portugués
Papel do treinamento físico aeróbico na plasticidade muscular em modelo experimental de insuficiência cardíaca por hipertensão pulmonar
Palabras clave en portugués
Insuficiência cardíaca direita
Músculo esquelético
Treinamento físico aeróbico
Resumen en portugués
A hipertensão pulmonar (HP) é uma síndrome crônica, sendo a maior causa de insuficiência cardíaca direita (ICD) não relacionada à disfunção do ventrículo esquerdo (VE), com prevalência de 50% em pacientes com ICD (IC com fração de ejeção do ventrículo esquerdo preservada). A ICD pode culminar em atrofia muscular que está diretamente relacionada com o mau prognóstico de pacientes com insuficiência cardíaca (IC) e contribui para a intolerância ao esforço físico apresentada por pacientes com ICD induzida por HP. No entanto, existe uma lacuna na literatura sobre em que fase da ICD o quadro de miopatia esquelética se estabelece e estratégias eficientes para minimizar a perda de massa e função muscular na ICD induzida por HP. Nas últimas décadas vem crescendo o número de evidências que apontam o treinamento físico aeróbico (TFA) como um importante coadjuvante no tratamento da IC, trazendo benefícios metabólicos e estruturais para os indivíduos portadores desta síndrome. De fato, trabalhos prévios do nosso grupo demonstraram que o TFA minimiza a miopatia esquelética tanto em pacientes como em modelos experimentais de IC com disfunção do VE. Contudo, o potencial efeito do treinamento físico sobre a fisiopatologia ICD ainda não está completamente esclarecido, uma vez que tal intervenção deixou de ser proscrita há poucos anos nesta síndrome. Existem diversos modelos de IC utilizados para a melhor compreensão da IC esquerda em camundongos, contudo, para estudo de ICD, ainda há uma escassez de modelos já caracterizados. Desta forma foi objetivo desse projeto padronizar um modelo robusto de ICD induzido por monocrotalina (MCT), bem como avaliar o impacto do TFA sobre a musculatura esquelética e cardíaca em camundongos com disfunção do ventrículo direito. Nós utilizamos camundongos C57BL6/J, tratados com (MCT) ou salina. O tratamento com MCT por 2 meses causou hipertrofia e disfunção do ventrículo direito acompanhada de edema pulmonar sem afetar o VE ou a tolerância ao esforço dos animais comparado aos animais tratados com salina, caracterizando um quadro de ICD isolada induzida por HP. Já aos 4 meses de tratamento com MCT, observou-se disfunção dos ventrículos direito e esquerdo acompanhada de edema pulmonar, associados à intolerância ao esforço e à atrofia de fibras do tipo II comparado ao tratamento com salina. Portanto, nessa fase da doença, há uma ICD grave que compromete a função do VE associada à intolerância aos esforços e à miopatia esquelética. Para estudar o efeito do TFA no tratamento da IC induzida por HP, animais tratados com MCT por 4 meses foram submetidos ao TFA nas últimas 4 semanas de tratamento. O TFA foi eficiente em melhorar a função do VE e a tolerância ao esforço físico em animais tratados com MCT, bem como reestabelecer o trofismo do músculo cardíaco e esquelético sendo, assim, uma estratégia interessante para tratamento da miopatia esquelética na ICD induzida por HP
Título en inglés
Role of aerobic exercise training in muscle plasticity in experimental model of heart failure induced by pulmonary hypertension.
Palabras clave en inglés
Aerobic exercise training
Right heart failure
Skeletal muscle
Resumen en inglés
Pulmonary hypertension (PH) is a chronic syndrome and the major cause of right heart failure non-related with left ventricular dysfunction, with a prevalence of 50% in patients with right heart failure (HF) (HF with preserved left ventricular ejection fraction). Right HF can culminate in muscle atrophy that is directly related to the poor prognosis of HF patients as it contributes to exercise intolerance. However, there is a gap in the literature regarding the right HF phase that skeletal myopathy is stablished and effective strategies to minimize the loss of muscle mass and function on PH-induced right HF. In recent decades, the number of evidences supporting aerobic exercise training (AET) as an important secondary treatment for HF has increased. In fact, previous work of our group has shown that AET minimizes skeletal myopathy in both patients and experimental models of HF with left ventricular dysfunction. However, the potential effect of AET on the pathophysiology of HF is not yet fully understood, as this intervention has been prescribed only a few years ago for right HF. There are several HF models used to better understand left HF in mice, but there is still a lack of good models to study right HF in mice. Thus, the aim of this project was to characterize a robust model of monocrotaline (MCT)-induced right HF, as well as to evaluate the impact of AET on skeletal and cardiac muscle of mice with right HF. We have used C57BL6 / J mice treated with (MCT) or saline. The treatment with MCT for two months induced right ventricular dysfunction paralleled by pulmonary edema, hypertrophy without affecting left ventricle or exercise tolerance compared with saline treated group, which characterizes an isolated right HF at this stage of the syndrome. Four months of MCT treatment caused right and left ventricular dysfunction with pulmonary edema associated with exercise intolerance and atrophy of type II fibers compared with saline group. Therefore, at this stage, the right HF is severe and compromises left ventricle function leading to exercise intolerance and skeletal myopathy. To better understand the effects AET on PH-induced right HF, animals treated with MCT for 4 months were submitted to AET in the last 4 weeks of treatment. AET was effective in improving left ventricular function and exercise tolerance on MCT group, as well as restoring cardiac and skeletal muscle trophicity, being an interesting strategy for the treatment of skeletal myopathy in PH-induced right HF
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2021-05-27
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.