• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.39.2017.tde-21112017-103644
Documento
Autor
Nombre completo
Kizzy Fernandes Antualpa
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2017
Director
Tribunal
Moreira, Alexandre (Presidente)
Aoki, Marcelo Saldanha
Bacurau, Reury Frank Pereira
Basso, Luciano
Silva, Hamilton Augusto Roschel da
Título en portugués
O efeito da estratégia de intensificação e tapering nas respostas hormonais, comportamentais, de desempenho, e na imunidade da mucosa oral em jovens atletas de ginástica rítmica
Palabras clave en portugués
Carga de treinamento
Esporte
Estresse
Monitoramento
Saliva
Resumen en portugués
A Ginástica Rítmica (GR) é uma modalidade caracterizada pela a participação de jovens atletas no treinamento sistematizado. Este estudo examinou o efeito de um período de intensificação (IT, 4 semanas, após um período de treinamento habitual, TH) seguido de um período de tapering (TP, 2 semanas) nos hormônios salivares (testosterona - T e cortisol - C), imunoglobulina salivar A (SIgA), severidade das infecções do trato respiratório superior (ITRS), bem-estar (WB), e no desempenho físico e técnico em 23 atletas de ginástca rítmica ( < 11 anos de idade [G1], < 13 anos de idade [G2] e > 13 anos de idade [G3]). A percepção subjetiva de esforço da sessão (PSE da sessão) foi utilizada para quantificar a carga interna de treinamento (CIT) e a razão aguda:crônica da carga de treinamento (ACT). Os questionários WB e WURSS-21 foram preenchidos diariamente. A coleta de saliva e os testes de desempenho físico e técnico foram realizados no início da IT (T1), após IT (T2) e após TP (T3). Foi observada maior CIT para TI em comparação com TP (ES = 2,37). A ACT nas semanas de IT variou de 1,2 (0,3) a 1,4 (0,3). Não foram observadas alterações significantes foi para a concentração de T (206 ± 39, 221 ± 35, 216 ± 51 ?mol/L, para T1, T2 e T3, respectivamente [grupo inteiro]; p = 0,16), concentração de C (5,7 ± 1,0, 5,8 ± 0,8, 5,0 ± 0,7 ?mol/L; p = 0,07) e índice de bem-estar (WB - 19 ± 3, 19 ± 2, 19 ± 2; p = 0,44). O WB para G3 foi significativamente menor em comparação a G1 e G2. Uma maior concentração absoluta de SIgA (SIgAabs [ug/ml]) (F = 7,6; 20 p = 0,001) para pós-IT (234 ± 104) vs pré-IT (173 ± 91) e pós-TP (182 ± 70) e uma maior taxa de secreção de SIgA (SIgAtaxa [ug/min]) (F = 3,4; p = 0,04]) para pós-IT (69 ± 28) vs pré-IT (55 ± 27) e Pós-TP (58 ± 22) foi observada. Quanto à severidade dos sintomas de ITRS, nenhuma alteração significante foi observada (?2 = 2,81; p = 0,24). Houve melhora no desempenho físico para abdominais de T2 a T3 (ES = 0,80) e T1 a T3 (ES = 0,78) e para RFms (flexões de cotovelo) (T2-T3, ES = 0,61; T1-T3, ES = 0,55). Uma melhora desempenho técnico de T1 para T3 (ES = 2,32) também foi observada. Estes resultados sugerem que uma IT de 4 semanas seguida por TP (2 semanas) parece ser uma abordagem útil para melhorar o desempenho físico e técnico em jovens ginastas de GR, mantendo a percepção de WB, das repostas hormonais, podendo inclusive, induzir adaptações positivas nos sistemas orgânicos, em particular a função da imunidade da mucosa oral de ginastas prépuberes. Ademais, os presentes resultados podem indicar que a razão ACT de 1,2-1,4 possa servir como um valor de referência para organizar de forma efetiva e segura a intensificação das cargas de treinamento
Título en inglés
The effect of intensification and tapering strategy on hormonal, behavioral, performance, and oral mucosal immunity responses in young athletes of rhythmic gymnastics
Palabras clave en inglés
Monitoring training
Saliva
Sports
Stress
Training load
Resumen en inglés
Rhythmic Gymnastics (RG) is a modality characterized by participation of young athletes in systematized training. This study examined the effect of an intensification period (IT; 4 weeks; after a habitual training period; HT) followed by a tapering period (TP; 2 weeks) on salivary hormones (testosterone - T and cortisol - C), salivary immunoglobulin A (SIgA), severity of upper respiratory tract infections (URTI), wellbeing (WB), and physical and technical performance in 23 rhythmic gymnasts (RG; Under-11 group [G1], Under-13 group [G2], and > 13 group [G3]). The session-rating of perceived exertion (RPE session) was used to quantify the daily internal training load (ITL) and the acute:chronic workload ratio (ACW). The WB and WURSS-21 questionnaire were completed daily. Saliva sampling, physical and technical performance tests were carried out at the beginning of the IT (T1), after IT (T2), and after TP (T3). A higher ITL was observed for IT compared to TP (ES=2.37). The ACW for the IT weeks varied from 1.2 (0.3) to 1.4 (0.3). No significant change was detected for T concentration (206 ± 39, 221 ± 35, 216 ± 51 ?mol/L, for T1, T2, and T3, respectively [whole group]; p = 0.16), C concentration (5.7 ± 1.0, 5.8 ± 0.8, 5.0 ± 0.7 ?mol/L; p = 0.07), and WB (19 ± 3, 19 ± 2, 19 ± 2; p = 0.44). A significant lower WB score was observed for the G3. A higher SIgA absolute concentration (SIgAabs [ug/ml) (F=7.6; 20 p=0.001) for post-IT (234±104) vs pre-IT (173±91), and post-TP (182±70), and a higher SIgA secretion rate (SIgArate [ug/min]) (F=3.4; p=0.04]) for post-IT (69±28) vs pre-IT (55±27), and post-TP (58±22) were observed. No significant change was observed for severity of URTI symptoms (?2=2.81; p=0.24). Physical performance increased for sit-ups from T2 to T3 (ES = 0.80), and T1 to T3 (ES = 0.78) and for pushups (T2-T3; ES = 0.61; T1-T3; ES = 0.55). Technical performance also increased from T1 to T3 (ES = 2,32). These results suggest that a 4-week IT followed by TP (2-week) seems to be a useful approach to improve physical and technical performance of youth RG, while maintaining the perception of WB, the hormonal milieu, even affording to induce positive adaptations in body systems, in particular, the mucosal immune function, in youth RG. In addition, the results may indicate the ACW ratio of 1.2-1.4 might be used to organize an effective and safety intensification of training loads
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2017-11-23
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.