• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.39.2020.tde-20032020-124006
Documento
Autor
Nombre completo
Mauro Alexandre Benites Batista
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2005
Director
Tribunal
Tricoli, Valmor Alberto Augusto (Presidente)
Kokubun, Eduardo
Ugrinowitsch, Carlos
Título en portugués
Influência da experiência em treinamento de força na potencialização da força explosiva
Palabras clave en portugués
Aquecimento
Contrações voluntárias isométricas
máximas
Salto vertical
Resumen en portugués
O objetivo desse estudo foi verificar se o tipo de experiência em treinamento de força influencia na potencialização do salto vertical com contramovimento (SVCM). Vinte e sete sujeitos foram divididos em três grupos: atletas de modalidades exportivas de potência (ATL=10), treinados em força para aumento de massa muscular (TRF=7) e fisicamente ativos (FIS=10). Todos foram submetidos, ou não (controle), a dois protocolos de aquecimento, que eram compostos por uma ou três contrações voluntárias isométricas máximas de cinco segundos de duração (ICVIM 5s ou 3CVIM 5s), no exercício leg-press. A eficiência dos exercícios de força como aquecimento foi testada na altura (AS), taxa média de desenvolvimento de força (TDF média) e pico de força (PF), produzidos no SVCM. Não foram encontradas alterações significantes nestas variáveis, em resposta aos diferentes protocolos de aquecimento, em nenhum dos grupos testados. O resultado foi semelhante analisando o comportamento das variáveis através da média de três saltos (F=0,26; p=0,97) ou através do salto de melhor desempenho (F=0,51; p=0,84). Conclui-se que a potencialização do salto vertical, induzida por exercícios de força, não é um fenômeno dependente do tipo de experiência do sujeito em treinamento de força
Título en inglés
The influence of strength training experience on explosive strength potentiation
Palabras clave en inglés
Maximal voluntary isometric contractions
Vertical jump
Warm-up
Resumen en inglés
The aim of this study was to verify if different strngth training experience could modulate vertical jump totentiation. Twenty seven subjects were divided in three groups: track and field athletes (ATL=10), subjects with experience in strength training designed to improve muscle hypertrophy (TRF=7), and physically active subjects (FIS=10). All groups performed two different warm-up rotocols, which were composed, or not (control), by one or three maximum voluntary isometric contractions of five seconds duration (1MVIC 5s or 3MVIC 5s), in the leg-press xercise. Countermovement vertical jump (CMJ) performance was used to assess the effectiveness of the strength exercise to induce potentiation. More specifically, alterations in maximal height, average rate of force development and peak power produced during (CMJ were evaluated. It was not found statistically significant difference in these variables in response to the warm-up protocols (3MVIC, 1MVIC or control). These results were similar when assessed through the mean of three jumps (F=0,26; p=0,97) or through the best jump performance (F=0,51; p=0,84). We conclude that vertical jump totentiation is not dependent of the subject's strength training experience
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2020-03-20
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.