• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.39.2020.tde-19032020-153638
Documento
Autor
Nome completo
Anderson Caetano Paulo
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Tricoli, Valmor Alberto Augusto (Presidente)
Barbanti, Valdir Jose
Oliveira, Paulo Roberto de
Título em português
O treinamento esportivo no voleibol brasileiro: uma análise longitudinal numa equipe infanto-juvenil masculina
Palavras-chave em português
Periodização
Treinamento esportivo
Treinamento para jovens
Voleibol
Resumo em português
Esse estudo monitorou por oito meses uma equipe infanto juvenil de voleibol masculino (10 jogadores, idade média 16,15 +- 0,74 anos) avaliando aspectos organizacionais, motores e antropométricos que caracterizaram e influenciaram o treinamento dessa equipe durante a temporada. Quantificou-se a duração do treinamento na preparação física (PF) e na preparação técnico-tático (PTT) chegando-se aos seguintes resultados: a PTT fez parte de todas as 128 sessões de treinamento analisadas enquanto a PF fez parte de 121 sessões;o tempo dedicado a PTT foi superior ao da PF em todos os períodos de treinamento tendo 71,4% do tempo total de treinamento contra 28,6% da PF. Verificou-se também que na distribuição dos conteúdos das sessões de PF a capacidade motora flexibilidade foi a que teve maior abordagem (98,3%). Não houve alteração estatisticamente significante nas diferentes medidas antropométricas no mesmo período (p 0,05). Dentre os testes motores somente o teste de resistência muscular do abdômen apresentou diferença significante com um aumento percentual de 15,5% (p O,O5) no desempenho no final da temporada. O estudo permite refletir sobre como é organizado o treinamento de uma categoria de base do voleibol masculino assim como seus efeitos no desempenho motor e nas variáveis antropométricas. Entretanto, mais estudos similares são necessários para permitir uma melhor caracterização do treinamento esportivo dessa categoria no Brasil
Título em inglês
Training organization in Brazilian volleyball: a longitudinal analysis on a youngster male team
Palavras-chave em inglês
Periodization
Sport training
Volleyball
Youth training
Resumo em inglês
The aim of this study was to observe the evolution of one team of youngster male vol1eyball players (10 players, mean age 16,15 :t 0,74 years) analyzing motor, anthropometric and organizational aspects that characterized and influenced an 8-month training season. It was measured the duration of physical conditioning (PC) and technical/tactical training (TT) sessions. The following results were obtained: TT was present in all 128 training days, while the PC was present in 121 days. The time dedicated to TT was bigger than time dedicated to PC, 71,4% and 28,6% of the total training time, respectively. It was also measured the time spent on different contents of the PC sessions and there was a prevalence of stretching exercises (98,3%). There was not found statistically significant alterations (p<_0.05) on anthropometrics measurements. Among all motor tests only the sit-up test showed a statistically significant improvement of 15,5% (p 0.05) by the end of the season. This study allowed us to tl1ink about youngster male volleyball players training organization and its effects on motor performance and anthropometrics variables. However, similar studies are needed to better characterize training organization in Brazilian volleyball
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-03-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.