• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.39.1999.tde-12052022-093437
Documento
Autor
Nome completo
Ulysses Fernandes Ervilha
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1999
Orientador
Banca examinadora
Duarte, Marcos (Presidente)
Amadio, Alberto Carlos
Melo, Jair Candido de
Título em português
Estudo da variação angular da articulação do joelho e do sinal eletromiográfico no domínio temporal durante a marcha humana em ambiente aquático
Palavras-chave em português
Biomecânica
Eletromiografia
Marcha humana
Resumo em português
Há uma crescente preocupação em se estudar o comportamento do movimento humano quando em interação com diferentes meios ambientes. Nesse contexto, existe um grande interesse em se estudar o movimento humano dentro da água, uma vez que o meio já é utilizado há muito como de valor terapêutico devido às diferentes propriedades mecânicas que oferece. Embora o meio aquático já se caracterize como meio alternativo para o treinamento físico e para a reabilitação, há uma carência de estudos mais aprofundados e extensos sobre suas verdadeiras vantagens, desvantagens, consequências e precauções na sua utilização. Dessa forma, fazendo-se uma revisão bibliográfica a respeito de estudos que relacionem variáveis biomecânicas, por exemplo, a força de reação do solo, estimativas de momentos intersegmentares de força, registro da atividade elétrica muscular, variação angular e outras, percebeu-se que são poucas as pesquisas nesse sentido, demonstrando uma verdadeira lacuna na literatura científica sobre essa temática. Diante disso, o conhecimento do padrão da atividade eletromiográfica e da variação angular da articulação do joelho durante o andar em diferentes meios ambientes, pode ajudar a entender como o sistema nervoso exerce o controle sobre o movimento humano. O presente estudo teve como objetivo apresentar o padrão de atividade do sinal eletromiográfico de músculos dos membros inferiores quando da marcha realizada em ambiente aquático, além de compará-lo ao padrão da marcha realizada em ambiente terrestre. Também fez parte do escopo do mesmo a determinação do padrão e a análise comparativa das variações angulares da articulação do joelho nas referidas situações. Através de metodologia experimental estabelecida, procedeu-se a coleta de sinais elétricos musculares e a variação angular da articulação do joelho, durante o andar em ambiente terrestre e aquático. Os resultados indicaram a existência de padrões diferentes para a variação angular, assim como para a velocidade angular da articulação do joelho em função do ciclo da passada. Esta comparação foi feita através da aplicação do teste-t para amostras pareadas, cujo nível de significância apresentou-se menor do que 5%. Com relação a atividade elétrica muscular, observou-se que os coeficientes de variação médios têm valores diferentes em magnitude para o mesmo músculo quando ativado em ambientes diferentes. Estes valores são de 27,6% e 14% para o m. vasto lateral, 24% e 29% para o m bíceps da coxa, 32% e 42% para o m. tibial anterior e de 32% e 23,6% para o m. gastrocnêmio lateral; respectivamente para ambiente terrestre e aquático. Conclui-se que as curvas representativas da variação angular da articulação do joelho e as representativas da variação da velocidade angular em função do tempo são significativamente diferentes, de acordo com o meio em que a marcha humana é realizada, além de haver uma maior variabilidade para estes parâmetros quando o movimento ocorre em ambiente aquático. Em relação ao sinal eletromiográfico, conclui-se que a atividade elétrica muscular são significativamente diferentes de acordo com o meio, havendo, inclusive, alterações nas relações existentes entre os músculos antagonistas ao movimento de flexão e extensão da articulação do tornozelo. Considera-se ainda que novos estudos devam ser realizados para ampliar o atual estágio do conhecimento científico sobre a temática, assim como as necessárias padronizações metodológicas experimentais para a interpretação de movimentos do corpo humano em ambiente aquático
Título em inglês
Study of the knee joint angular variation and elecromyographic signal during time in acquatic human gait
Palavras-chave em inglês
Biomechanics
Eletromiography
Human gait
Resumo em inglês
There is a growing apprehension to study the behavior of the human movement when interacting in different surrounding and environments. Under this context there is a great interest to study the human movement under water, once it is well known that such environment has been utilized since long time as a means of therapeutical value owing to different mechanical proprieties it offers. Although the aquatical environment is already regarded as an alternative place adequated for physical training and rehabilitation, there is a shortage of deeper and longer studies about its real advantages, disadvantages, consequences and precautions. Thus, through a careful bibliographical revision about the studies related with biomechanical changes such as the ground reaction force, computation of intersegmental moments of power, registration of muscular electrical activity, angular variation and others, it has been noticed that there are insufficient researches in this sense showing a true gap in the scientific literature about this theme, under this assertion the knowledge of the electromiographical activity Standard as well as the angular variation of the knee articulation during the gait in different environments can lead to the understanding of how the nervous system manages the human movement. The present study aims to display the Standard of activity of the electromiographical signal of muscles of the inferior limbs when related with the gait carried out in the aquatical environment besides comparing it to the Standard of the gait done on land. It also pertained to the same purpose the determination of the Standard and comparative analysis of the angular variations of the knee articulation in the aforementioned situations. Through the experimental methodology established, it was proceeded the collection of muscular electrical signals and the angular variation of the articulation of the knee during the gait on land and aquatical environments. The results indicated the existence of different standards for the angular variation as well as for the angular speed of the articulation of the knee associated with the cycle of the gait. Such comparison has been done through the application of t-test for similar samples, which levei of significance presented less than 5 %. Concerning the muscular electrical activity, it has been noticed that the average coefficients of variation have different values in magnitude for the same muscle when activated on different places. These values rank 27.6% and 14% for the vastus lateralis muscle, 24% and 29% for biceps femuris, 32% and 42% for the tibialis anterior and 32% and 23.6% for gastro9cnemious lateralis, respectively for aquatical and earthy environment. It is therefore concluded that the curves representative of the angular variation of the articulation of the knee and those representative of the variation of the angular velocity in function of the time are significantly different, in accordance with the surrounding in which the human gait has been effected, besides having a variability for these parameters when the movement happens in the aquatical environment. With relation to the electromiographical signal it has been concluded that the variability is not a dependent environment, however, the standards of muscular electrical activity are significantly different in accordance with the surrounding, presenting inclusively alterations in the existing relations between the antagonic muscles to the movement of flexion and extension of the articulation of the ankle
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-05-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.