• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.38.2021.tde-06122021-090200
Documento
Autor
Nome completo
Fábio Marcelo da Costa Júnior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2021
Orientador
Banca examinadora
Tavares, Marcos Domingos Siqueira (Presidente)
Colavite, Jessica
Metri, Cassiana Baptista
Título em português
Morfologia comparada dos ossículos do esqueleto do estômago gástrico em Rochinia gracilipes, Scyramathia umbonata e Minyorhyncha crassa (Crustacea: Decapoda: Brachyura: Epialtidae)
Palavras-chave em português
Caranguejo
Maceração
Moinho Gástrico
Taxonomia
Tomografia
Resumo em português
Estudos taxonômicos do gênero Rochinia A. Milne-Edwards, 1875, elaborados por autores prévios, culminaram no reestabelecimento de Sphenocarcinus A. Milne-Edwards, 1878 (espécie tipo S. corrosus A. Milne Edwards, 1878) e Oxypleurodon Miers, 1885 (espécie tipo O. Stimpsoni Miers, 1885) ambos até então inclusos na sinonímia de Rochinia e na descrição de Nasutocarcinus Tavares, 1991 (espécie tipo N. difficilis Guinot & Richer de Forges, 1985). Contudo, Rochinia continuou um táxon artificial. Recentemente, a partir da morfologia do cefalotórax e apêndices torácicos e abdominais, a definição de Rochinia foi melhor elaborada e os gêneros Scyramathia A. Milne-Edwards, 1880 (espécie tipo S. umbonata) e Anamathia Smith, 1885 (espécie tipo A. rissoana Roux, 1828) foram retirados de sua sinonímia e foi criado o gênero Mynirhyncha Tavares & Santana 2018 (espécie tipo M. crassa Tavares & Santana 2018). Rochinia, ainda artificial, requer estudos adicionais com vistas a sua melhor definição. No presente projeto, a morfologia dos ossículos do estômago gástrico (moinho gástrico) foi utilizada para melhor definir Rochinia e aprofundar sua diferenciação morfológica com Scyramathia e Minyorhyncha. Foram estudados estômagos de pelos menos dois indivíduos adultos de cada espécie, os estômagos foram removidos, acondicionados, etiquetados e fixados em formol 10% por 24 horas. Posteriormente, foram imersos em solução de Hidróxido de Potássio (KOH) 10% a 100 ºC por 60 minutos para maceração dos tecidos. Os esqueletos foram corados por 15 minutos com Alizarina-vermelha adicionada à solução aquecida de KOH para melhor visualização dos ossículos. As dissecções foram realizadas sob microscópio estereoscópico e as ilustrações efetuadas com uso de câmara clara. O presente estudo revelou que a distinção entre Minyorhyncha, Scyramathia e Rochinia encontra suporte na morfologia dos ossículos que compõe o estômago gástrico. Scyramathia difere de Rochinia na morfologia de oito ossículos, Minyorhyncha crassa difere de Rochinia gracilipes e Scyramathia umbonata na morfologia de nove ossículos do estômago gástrico. Os estudos com os ossículos do esqueleto gástrico, se demonstram como um ótimo meio para se obter informações de suporte para estudos morfológicos.
Título em inglês
Comparative morphology of the skeletal ossicles of the gastric stomach in Rochinia gracilipes, Scyramathia umbonata and Minyorhyncha crassa (Crustacea: Decapoda: Brachyura: Epialtidae)
Palavras-chave em inglês
Crab
Gastric Mill
Maceration
Taxonomy
Tomography
Resumo em inglês
Taxonomic studies of the genus Rochinia A. Milne-Edwards, 1875, elaborated by previous authors, culminated in the reestablishment of Sphenocarcinus A. Milne-Edwards, 1878 (type S. corrosus A. Milne Edwards, 1878) and Oxypleurodon Miers, 1885 (species type O. Stimpsoni Miers, 1885) both until then included in the synonymy of Rochinia and in the description of Nasutocarcinus Tavares, 1991 (species type N. difficilis Guinot & Richer de Forges, 1985). However, Rochinia remained an artificial taxon. Recently, based on the morphology of the cephalothorax and thoracic and abdominal appendages, the definition of Rochinia was better elaborated and the genera Scyramathia A. Milne-Edwards, 1880 (type S. umbonata species) and Anamathia Smith, 1885 (type A. rissoana species) Roux, 1828) were removed from their synonymy and the genus Mynirhyncha Tavares & Santana 2018 was created (species type M. crassa Tavares & Santana 2018). Rochinia, still artificial, requires additional studies with a view to its better definition. In the present project, the morphology of the ossicles of the gastric stomach (gastric mill) was used to better define Rochinia and deepen its morphological differentiation with Scyramathia and Minyorhyncha. Stomachs of at least two adult individuals of each species were studied, the stomachs were removed, conditioned, labeled and fixed in 10% formalin for 24 hours. Subsequently, they were immersed in a 10% Potassium Hydroxide (KOH) solution at 100 ºC for 60 minutes for tissue maceration. Skeletons were stained for 15 minutes with Alizarin-red added to a heated KOH solution for better visualization of the ossicles. Dissections were performed under a stereoscopic microscope and illustrations were performed using a clear camera. The present study revealed that the distinction between Minyorhyncha, Scyramathia and Rochinia is supported by the morphology of the ossicles that make up the gastric stomach. Scyramathia differs from Rochinia in the eight-ossicle morphology, Minyorhyncha crassa differs from Rochinia gracilipes and Scyramathia umbonata in the nine-ossicle morphology of the gastric stomach. Studies with the ossicles of the gastric skeleton prove to be a great way to obtain supportive information for morphological studies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2023-10-25
Data de Publicação
2021-12-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.