• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.3.2006.tde-07122006-163515
Documento
Autor
Nome completo
Silvio José Rosa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Waisman, Jaime (Presidente)
Pomeranz, Lenina
Strambi, Orlando
Título em português
Transporte e exclusão social: a mobilidade da população de baixa renda da Região Metropolitana de São Paulo e trem metropolitano
Palavras-chave em português
Baixa renda
Exclusão social
Gerenciamento da mobilidade
Mobilidade
Transporte
Trem metropolitano
Resumo em português
A Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) com mais de 18 milhões de habitantes realizando por dia 39 milhões de viagens, sendo 25 milhões motorizadas e 14 milhões a pé, convive com problemas diários que dificultam os deslocamentos necessários da sua população. O crescimento desordenado da região exigiu mais e maiores deslocamentos, contribuindo para deteriorar a qualidade do transporte coletivo. Os indivíduos, insatisfeitos com essa condição, buscaram suprir suas necessidades de transporte, invariavelmente, com o uso do automóvel (os que podem), o que aumenta a dependência por esse modo e contribui para a inviabilidade do transporte público segregando espacialmente os mais pobres. Assim, temos a caracterização de uma forma de exclusão social proporcionada pela insuficiência dos meios de transportes na RMSP, que pode se agravar à medida que o custo financeiro crescente do deslocamento em função da distância, transbordos tarifados etc., atinja diretamente os usuários de menores rendas. Há uma associação muito estreita entre mobilidade urbana e renda, ou seja, a renda familiar é um fator determinante da mobilidade. Diante disto, este trabalho tem como objetivo analisar a mobilidade da população de baixa renda da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), usuária do Trem Metropolitano. Esta analise se dará pela comparação dos dados das pesquisas Origem e Destino de 1997, realizada pela Companhia do Metropolitano de São Paulo (CMSP), e a de Acesso e Difusão de 2005, realizada pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Desta forma, busca-se entender os padrões de viagens da população de baixa renda estudada, em face das suas limitações de renda e da eventual segregação espacial e, posteriormente, diante dos resultados obtidos, propor programas de Gerenciamento da Mobilidade, que potencializem a sua mobilidade.
Título em inglês
Transportation and social exclusion: the mobility of low income population of São Paulo metropolitan region and metropolitan train.
Palavras-chave em inglês
Low income
Metropolitan train
Mobility
Mobility management
Social exclusion
Transportation
Resumo em inglês
The São Paulo Metropolitan Region (RMSP) with more than 18 million inhabitants carrying through per day 39 millions trips, shared in 25 millions motorized and 14 millions walking, coexists daily problems that make it difficult the necessary displacements of its population. The disordered growth of the region demanded more and bigger displacements contributing to decrease the quality of the collective transport. The individuals, unsatisfied with this condition, had searched to supply its transportation necessities, invariably, with the use of the automobile (the ones that can), what it increases the dependence for this way and contributes for the unfeasibility of the public transport, propelling the poorer to a spatial segregation. Thus, we have the characterization of a form of proportionate social exclusion for the insufficience of the transports modes in the RMSP that can be aggravated to the measure that the increasing financial cost of the displacement in function of the distance, cost modes transferences etc., and directly reaches the users of lesser incomes. It has a very narrow association between urban mobility and income, that is, the familiar income is a determinative factor of mobility. Ahead of this, this work has as objective to analyze the mobility of the low income population of the São Paulo Metropolitan Region (RMSP), user of the Metropolitan Train. This analyzes will give for the comparison of the data of the research Origin and Destination of 1997, carried through for the Company of the Metropolitan of São Paulo (CMSP), and of Access and the Diffusion of 2005, carried through for the São Paulo Company of Metropolitan Trains (CPTM). In such a way, one searchs to understand the standards of trips of the studied low income population, in face of its limitations of income and eventual spatial segregation e, later, ahead of the overcome, to consider programs of Management of Mobility, that improve its mobility.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2006-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.