• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.27.2020.tde-16032021-152830
Documento
Autor
Nome completo
Clarissa Nogueira Moser
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Yagyu, Alice Kiyomi (Presidente)
Andrade, Welington Wagner
Bahia, Dora Longo
Título em português
Imagens para o invisível: a Morte personificada
Palavras-chave em português
Memória
Morte
Personificação da Morte
Tadeusz Kantor
Teatro
Resumo em português
Quais são as formas da Morte? A coleção de suas imagens sugere algo sobre a substância de nos­sa imaginação, sobre como damos materialidade ao invisível e suportamos a dor dos encontros com Ela. Neste trabalho, busca-se abordar a temática da morte, valendo-se de alguns aspectos autobiográficos e da relação entre memória e imaginação. Escolheu-se o artista polonês Tadeusz Kantor para ajudar nesta empreitada. O trabalho discute alguns elementos presentes em sua obra: a infância, o pobre quarto da imaginação e a personificação da Morte, presentes no período de seu teatro chamado Teatro da Morte. Utilizam-se três exemplos da Morte personificada, encontrados nos espetáculos A Classe Morta, Wielopole, Wielopole e Que Morram os Artistas!, respectivamente nas figuras da faxineira, da fotógrafa e da prostituta, a fim de refletir sobre a morte, desde a concretude dos corpos até o abstrato das ideias.
Título em inglês
-
Palavras-chave em inglês
Death
Memory
Personification of Death
Tadeusz Kantor
Theater
Resumo em inglês
What are the shapes of Death? The collection of her images suggests something about the matter of our imagination, about how we materialize the invisible and bear the pain of the encounters with Her. This work seeks to address the theme of death, using some autobiographical aspects and the relationship between memory and imagination. Polish artist Tadeusz Kantor was chosen to help in this research. The research deals with some elements present in his work: childhood, the poor room of the imagination and the personification of Death, present in the period of his so-called Theater of Death. lt uses three examples of the personified Death, found in the theater productions The Dead Class, Wielopole, Wielopole and Let the Artists Die!, in the figures of the cleaning lady, photographer/ widow and prostitute, respectively, in order to reflect on death, from the concreteness of bodies to the abstract of ideas.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-03-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.