• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Doctoral Thesis
DOI
10.11606/T.27.2010.tde-17022011-140244
Document
Author
Full name
Priscila Helena Belpiede Simões
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
São Paulo, 2010
Supervisor
Committee
Citelli, Adilson Odair (President)
Ferreira, Ricardo Alexino
Machado, Nilson Jose
Paulino, Roseli Aparecida Figaro
Schaefer, Maria Isabel Orofino
Title in Portuguese
Processos comunicacionais em instituições de ensino superior: o caso UniRadial - Estácio
Keywords in Portuguese
Comunicação e educação
Consumo
Cultura
Ensino privado
Ensino superior
Identidade
Internet
Mídias
Abstract in Portuguese
Em uma sociedade fortemente marcada pelos meios de comunicação e pelas transformações impostas pelo fenômeno da globalização, o setor educacional também passa por desafios e mudanças profundas. No Brasil, especialmente nos últimos 15 anos, o ensino superior viveu um período de enorme expansão, com a abertura de instituições de ensino, oferta de cursos em diferentes modalidades e o ingresso de um contingente da população que até então estava excluído das universidades. A maior parte das matrículas está concentrada em cursos noturnos oferecidos por instituições de ensino particulares, muitas delas configuradas como grandes grupos educacionais, com caráter marcadamente mercantil. Este trabalho se propõe a investigar o perfil sócio-econômico e cultural dos alunos de uma dessas instituições, seu universo de representações simbólicas, bem como o consumo e uso que fazem das mídias. Tem como objetivo, ainda, avaliar a correlação entre as mudanças nos padrões sociais dos estudantes e transformações em relação ao consumo de mídia e às formas de acesso à informação e ao conhecimento. O recorte escolhido para fixar essas questões se realiza dentro dos limites da perspectiva comunicação-cultura-educação. O estudo de caso foi realizado no Centro Universitário Radial, pertencente ao grupo Estácio Participações. Além de utilizar números do IBGE, MEC e outros centros de pesquisa, aplicamos uma pesquisa de campo com dois procedimentos: um formulário com questões de múltipla escolha foi respondido por 2.263 alunos e realizamos entrevistas em profundidade, individuais, com dez estudantes. Os resultados apontam que o aluno da UniRadial-Estácio é claramente oriundo das classes populares, reside em áreas periféricas da região metropolitana de São Paulo e reconfigura parte de sua identidade a partir de seu ingresso no ensino superior e do valor simbólico que tal fato tem para ele e sua família, especialmente por pertencer à primeira geração, em seu âmbito familiar, que teve acesso a um curso superior. Ele mantém uma relação paradoxal com a instituição de ensino em questão, que envolve valor de troca e utilitário, mas não se esgota na dimensão do consumo. É também um estudante imerso na sociedade contemporânea, marcada pela forte presença da mídia. Sendo assim, ele consome veículos de comunicação impressa, lê livros, assiste televisão, mas principalmente e, sobretudo, utiliza a internet como meio de comunicação, socialização e veículo de acesso à informação e ao conhecimento. No que tange à instituição de ensino, verificamos que ela incorporou, de algumas formas, o uso da tecnologia e dos meios de comunicação em suas práticas pedagógicas. No entanto, essa incorporação se deu dentro de um contexto meramente operatório, instrumental ou então especificamente quando tratamos das aulas a distância via web dentro de uma lógica mercantil. Tal uso provoca forte rejeição nos estudantes o que demonstra que as relações do uso da tecnologia e/ou meios de comunicação dentro e fora do ambiente escolar não são nada mecânicas ou automáticas. Isto é, não é porque o estudante utiliza com frequência determinada mídia, que sua mera inclusão no contexto educacional se fará eficaz do ponto de vista do ensino-aprendizagem.
Title in English
Processos comunicacionais em instituições de ensino superior: o caso UniRadial - Estácio
Keywords in English
communication and education
consumption
culture
higher education
identity
internet
media
private education
Abstract in English
In a society strongly marked by the media and the changes wrought by globalization, the education sector is also undergoing profound changes and challenges. In Brazil, especially in the last 15 years, higher education experienced a period of huge expansion with the opening of educational institutions, offering courses in different modalities and the entry of a contingent of people who previously were excluded from universities. Most enrollment is concentrated in evening courses offered by private educational institutions, many of them set to large educational groups, with markedly mercantile character. This work aims to investigate the socio-economic and cultural profile of students of a higher education institution, their universe of symbolic representations, and the consumption and use they make of the media. The research wants also to evaluate the correlation between changes in social patterns of students and changes in relation to consumption of media and forms of access to information and knowledge. The questions are analyzed within the limits of a perspective which involves education-culture-communication. The case study was conducted in the Centro Universitário Radial, belonging to the group Estácio Participações. Besides using figures from the IBGE, MEC and other research centers, we apply a field survey with two procedures: a form with multiple choice questions was answered by 2263 students and we also conducted interviews, individually, with ten students. The results indicate that the students UniRadial-Estácio are clearly coming from the lower classes, living in peripheral areas of metropolitan São Paulo and reconfigure part of their identity from their entry to higher education and the symbolic value that this fact has to them and their families, especially for belonging to the first generation in their family relations, which had access to a university. They maintain a paradoxical relationship with the institution in question, which involves exchange value and utility, but is not limited in the realm of consumption. It is also a student immersed in contemporary society, marked by a strong media presence. Thus, they consume the media printed, read books, watch television, but primarily and above all use the internet as a means of communication, socialization and vehicle access to information and knowledge. Regarding the educational institution, we found that it incorporated in some ways, the use of technology and media in their teaching practice. However, this incorporation took place within a context merely operative, instrumental or so - especially when we deal with distance education via web - in a market logic. Such use leads to strong rejection among students which demonstrates that the relationship of technology or media use inside and outside of school is nothing mechanical or automatic. That is, not because the student often uses certain media, that its mere inclusion in the educational context will make it effective from the point of view of teaching and learning.
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
3597311.pdf (3.41 Mbytes)
Publishing Date
2011-05-26
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
Centro de Informática de São Carlos
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2021. All rights reserved.