• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.27.2017.tde-31052017-105022
Documento
Autor
Nome completo
Lívia Silva de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Barreto Filho, Eneus Trindade (Presidente)
Batista, Leandro Leonardo
Antunes, Luiz Guilherme de Carvalho
Barros, Laan Mendes de
Pereira, Vinicius Andrade
Título em português
A circulação midiática na base da vida material: do consumo de marcação à marcação do consumo
Palavras-chave em português
Consumo
Curadoria
Mediações
Midiatização
Rede
Resumo em português
O consumo na sociedade contemporânea é uma atividade fundamental de produção de sentido, e que se apresenta indissociável das propriedades simbólicas sobre o que se consome, indo muito além das propriedades utilitárias dos bens. Tais propriedades são dadas a partir de significados culturais que, em movimento contínuo no mundo social, são transferidos dos bens aos consumidores individuais por meio de rituais de consumo (MCCRACKEN, 2010). Estes significados se realizam, ainda, de maneira dinâmica a partir do jogo entre as estratégias e táticas do consumo (CERTEAU, 2014), situando o consumo enquanto usos dos bens no cotidiano, atravessado por contextos culturais, constituindo uma atividade criadora de sentidos dos sujeitos na vida material. Nesta sociedade, ainda, vivemos sob a presença cada vez mais influente da mídia e suas lógicas contexto em que a mídia se torna uma instituição social semi-independente, dentro da ideia de midiatização conforme Hjarvard (2014a). A mídia, enquanto mediação cultural principal nesta sociedade (MARTÍN-BARBERO, 2004), passa a exercer influência sobre outras instituições e práticas culturais, tais como a política, a religião ou, no caso específico deste trabalho, o consumo. Nesse contexto, dedicamos especial atenção às mídias digitais, nos modos como suas possibilidades são apropriadas em rituais do consumo na circulação midiática (FAUSTO NETO, 2010). A partir destas premissas, o objeto da presente pesquisa são os rituais próprios do consumo midiatizado nas redes digitais, particularmente os rituais da curadoria do consumo online, a que chamamos de marcações do consumo. Nossa análise se estenderá às práticas do consumo midiatizado em três pilares da base da vida material (BRAUDEL, 2005): alimentação, vestuário e moradia, na circulação midiática em seus vestígios nas mídias sociais digitais. O objetivo deste trabalho é pensar o contexto em rede e digital como um novo lugar de transferência de significados, onde podemos observar rituais de consumo específicos das redes, bem como as práticas do consumo midiatizado nos rituais do alimentar-se, do vestir-se e do morar. Configuram-se, assim, práticas de consumo midiatizadas, em um contexto de circulação de mensagens que favorece o desenrolar dos novos rituais de consumo, por meio dos quais os consumidores selecionam, rearranjam e ressignificam os bens de consumo e seus significados nas suas estratégias e táticas midiatizadas.
Título em inglês
-
Palavras-chave em inglês
Consumption
Curatorship
Mediations
Mediatization
Network
Resumo em inglês
Consumption in contemporary society is a fundamental activity of production of meaning, and it is indissociable from the symbolic properties of what is consumed, going far beyond the utilitarian properties of goods. Such properties are given from cultural meanings that, in continuous movement in the social world, are transferred from the goods to the individual consumers by means of consuming rituals (MCCRACKEN, 2010). These meanings are also dynamically realized through the play of strategies and tactics of consumption (Certeau, 2014), placing consumption as the use of goods in daily life, crossed by cultural contexts, constituting an activity that creates the senses of the subjects In material life. In this society, we live under the increasingly influential presence of the media and its logical context in which the media becomes a semi-independent social institution within the idea of mediatization according to Hjarvard (2014a). The media, as the main cultural mediation in this society (MARTÍN-BARBERO, 2004), has an influence on other cultural institutions and practices, such as politics, religion or, in the specific case of this work, consumption. In this context, we pay special attention to digital media, in the ways in which their possibilities are appropriate in rituals of consumption in the media circulation (FAUSTO NETO, 2010). From these premises, the object of the present research is the rituals of consumption mediated in digital networks, particularly the rituals of online consumption curation, which we call consumption marking. Our analysis will extend to the practices of mediated consumption in three pillars of the basis of material life (BRAUDEL, 2005): food, clothing and housing, in the media circulation in its vestiges in digital social media. The purpose of this work is to think of the network and digital context as a new place of transference of meanings, where we can observe specific consumption rituals of the networks, as well as the practices of mediated consumption in the rituals of eating, dressing and housing. Thus, practices of mediatized consumption are configured, in a context of message circulation that favors the development of new consumption rituals through which consumers select, rearrange and re-signify consumer goods and their meanings in their mediated strategies and tactics.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LIVIASILVADESOUZA.pdf (13.81 Mbytes)
Data de Publicação
2017-06-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.