• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.27.2019.tde-16032021-155744
Documento
Autor
Nome completo
Eliã Siméia Martins dos Santos Amorim
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Rodrigues, Maria Clotilde Perez (Presidente)
Barreto Filho, Eneus Trindade
Batista, Leandro Leonardo
Garrini, Selma Peleias Felerico
Hisgail, Fani
Marques Filho, Bruno Pompeu
Título em português
Mediações sígnicas da beleza da mulher jovem negra quilombola
Palavras-chave em português
beleza
beleza da mulher negra
mediações do consumo
movimentos sociais negros
quilombolas
Resumo em português
O presente estudo busca compreender o conceito de beleza das mulheres negras quilombolas, considerando que neste século, novos padrões de beleza foram incorporados e a estética negra foi revisitada por força e pressão de grupos de resistência, hibridização das culturas e abertura ao mercado consumidor. Discute as concepções de beleza em alguns países do continente africano e costumes trazidos no processo de diáspora para o Brasil, assim como as mediações e mediações do consumo em duas comunidades quilombolas do semiárido baiano. A metodologia se pauta nos estudos da Semiótica de Peirce, em específico nas ciências normativas estética, ética e lógica. Também a etnografia e fotoetnografia dão fundamentos para compreensão dos elementos evidenciados na pesquisa em campo. As conclusões nos remetem à compreensão de que as mulheres negras quilombolas estão passando por um processo de transição e formação identitária, para isto os Movimentos Sociais Negros têm sido fundamentais e sobressaem-se aos apelos das mídias que ainda evidenciam os modelos brancos, magros e jovens em detrimento dos modelos negros, estes últimos aparecem minimamente, contribuindo, desta forma, para a perpetuação do racismo e injustiças sociais.
Título em inglês
Signs Mediations of the Beauty of the Quilombola Black Young Woman
Palavras-chave em inglês
beauty
beauty of the black woman
black social movements
consumer mediations
quilombolas
Resumo em inglês
The present study seeks to understand the concept of beauty for black quilombola women, considering that in this present century, new beauty standards were incorporated, the black aesthetics were revisited by the strength and pressure of resistance groups, culture hybridization, and consumer market opening. It discusses the conceptions of beauty in some countries of the African continent and the customs brought in the diaspora process to Brazil, as well as the mediations and mediations of consumption in two quilombola communities in the Bahia semiarid. The methodology is based on the studies of Peirce Semiotics, specifically in the normative sciences aesthetics, ethics and logic. Ethnography and photoethnography also provide grounds for understanding the elements evidenced in field research. The conclusions lead us to the understanding that black quilombola women are going through a process of transition and identity formation, for this, the Black Social Movements have been fundamental and stand out to the appeals of the media that still show the white, thin and young models. to the detriment of black models, the latter appear minimally, thus contributing to the perpetuation of racism and social injustice.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-03-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.