• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.27.2020.tde-08012020-161711
Documento
Autor
Nome completo
Bárbara Doro Zachi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Souza, Sandra Maria Ribeiro de (Presidente)
Barreto Filho, Eneus Trindade
Gonsales, Flavia Igliori
Sato, Silvio Koiti
Título em português
Os espaços de aula como facilitadores de práticas pedagógicas no curso de Publicidade: proposta de um framework de análise e estudo de caso na habilitação da ECA USP.
Palavras-chave em português
Ensino superior
Espaços de ensino-aprendizagem
Formação publicitária
Práticas pedagógicas
Publicidade e Propaganda
Resumo em português
Diante dos novos significados do consumo, da revolução digital e dos múltiplos papéis assumidos pela Publicidade na sociedade, é preciso repensar os espaços que tradicionalmente acomodam a formação acadêmica em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda. Acreditamos que exista uma dissonância entre os espaços de aula oferecidos convencionalmente no curso e as necessidades de ensino-aprendizagem e formação publicitária no século XXI. Por reconhecermos os espaços de aula como facilitadores e motivadores das práticas pedagógicas, consolidamos um framework de análise com cinco critérios que qualificam um espaço facilitador, sendo eles a hospedagem receptiva, a flexibilidade mobiliar, a interatividade digital, a autonomia de estudo e a criatividade espacial. A partir de um estudo de caso único no Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turismo da ECA USP, aplicamos o framework e avaliamos os espaços de aula da habilitação em Publicidade e Propaganda nesse Departamento, representados por um espaço de aula convencional (sala 30) e pelo Laboratório de Criação Audiovisual (sala 11). Nossa pesquisa foi aplicada com quinze pessoas, entre professores, alunos e técnica de assuntos administrativos do Departamento. Cem por cento dos entrevistados concordam que o espaço de aula pode ser um facilitador e motivador das experiências pedagógicas. Também diagnosticamos que os espaços de aula assumem diferentes identidades, representando características de seu perfil público, reflexivo, dialógico, prático e publicitário. Especificamente a partir do framework, constatamos que o espaço de aula convencional (sala 30) possui um baixo grau de facilitação das práticas pedagógicas. As maiores notas são nos critérios de flexibilidade mobiliar, hospedagem receptiva e interatividade digital. As menores notas são nos critérios de autonomia de estudo e criatividade espacial. Já o Laboratório de Criação Audiovisual (sala 11) possui um médio grau de facilitação das práticas pedagógicas. Sua maior nota também é no critério de flexibilidade mobiliar, seguido de criatividade espacial. As médias mais baixas ficam com os critérios de hospedagem receptiva, interatividade digital e autonomia de estudo, contraditoriamente ao que se espera para um laboratório prático. Os espaços de aula pesquisados, portanto, ainda não atingem sua máxima capacidade de facilitação e motivação das práticas pedagógicas condizentes com as demandas da Comunicação e da Publicidade do século XXI. Trabalhando em conjunto com outros elementos do currículo pedagógico e contando com o potencial humano em aula, os espaços podem ser aliados nos processos de ensino-aprendizagem.
Título em inglês
Learning spaces as facilitators of pedagogical practices in the Advertising course: proposal of an analysis framework and case study in ECA USP`s graduation.
Palavras-chave em inglês
Advertising
Advertising formation
Higher education
Learning spaces
Pedagogical practices
Resumo em inglês
Given the new meanings of consumption, the digital revolution and the roles played by Advertising in society, it is necessary to rethink the traditional learning spaces of higher education in Social Communication - Advertising course. We believe that there is a dissonance between the classrooms conventionally offered in the course and the needs of teaching-learning and advertising formation in the 21st century. By recognizing learning spaces as facilitators and motivators of pedagogical practices, we have consolidated an analysis framework with five criteria that qualify a space as a facilitator, namely receptive hosting, furniture flexibility, digital interactivity, learning autonomy and space creativity. Based on a unique case study from ECA USP's Department of Public Relations, Advertising and Tourism, we applied the framework and evaluated the learning spaces of the Advertising course in this Department, represented by a conventional classroom (room number 30) and by the Audiovisual Creation Lab (room number 11). Our research was conducted with fifteen people, including teachers, students and administrative affairs technician of the Department. One hundred percent of respondents agree that the classroom can be a facilitator and motivator of teaching experiences. We also diagnosed that the learning space assume different identities, representing characteristics of their public, reflective, dialogical, practical and advertising profile. Specifically from the framework, we found that the conventional classroom (room number 30) has a low degree of facilitation of pedagogical practices. The highest scores are in the criteria of furniture flexibility, receptive hosting and digital interactivity. The lowest grades are in the criteria of learning autonomy and space creativity. The Audiovisual Creation Lab (room number 11) has a medium degree of facilitation of pedagogical practices. Its highest score is also in the criterion of furniture flexibility, followed by space creativity. The lowest averages meet the criteria for receptive hosting, digital interactivity and learning autonomy, contrary to what is expected for a practical laboratory. Therefore, the researched learning spaces still do not reach their maximum capacity of facilitation and motivation of the pedagogical practices consistent with the demands of Social Communication and Advertising of the 21st century. Working together with other elements of the pedagogical curriculum and counting on the human potential in class, learning spaces can be allied in the teaching-learning processes.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
BarbaraDoroZachi.pdf (8.92 Mbytes)
Data de Publicação
2020-01-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.