• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.27.2020.tde-26022021-224809
Documento
Autor
Nombre completo
Nara Lya Cabral Scabin
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2020
Director
Tribunal
Gomes, Mayra Rodrigues (Presidente)
Costa, Maria Cristina Castilho
Heller, Barbara
Hoff, Tania Marcia Cezar
Lago, Claudia
Soares, Rosana de Lima
Título en portugués
Mediação como gênese: uma análise da conformação de discursos midiáticos identitários a partir do debate sobre gênero em O Estado de S. Paulo, O Globo e a Folha de S. Paulo entre 1978 e 2018
Palabras clave en portugués
Discurso
Gênero
Identidade
Jornalismo
Semântica global
Resumen en portugués
A capacidade de enunciar de acordo com as restrições de uma formação discursiva específica depende de uma competência discursiva (MAINGUENEAU, 2008), de modo que a conformação de enunciados jornalísticos sobre um tema dado deriva tanto do dizível do campo discursivo quanto de uma sintonização com aspectos mais amplos das discursividades historicamente constituídas em que a própria instância midiática se inscreve. Entendendo que um ponto de virada decisivo da discursividade política contemporânea diz respeito à centralidade adquirida por categorias identitárias, esta pesquisa tem como objetivo compreender como se dá e a quais restrições atende a construção de enunciados sobre políticas identitárias em jornais de referência brasileiros, entre 1978 e 2018. Como referencial teórico-metodológico basilar a esta pesquisa, destacamos as considerações de Dominique Maingueneau (2008) sobre o primado do interdiscurso e sua proposta de análise discursiva baseada em um modelo de restrições globais; em nosso horizonte epistemológico, ancoramo-nos na perspectiva de Michel Foucault (2008, 2012) sobre o arquivo, a constituição de a priori históricos e o poder regulatórios dos discursos. Dessa forma, direcionamos nossas indagações à própria constituição do arquivo (FOUCAULT, 2012), horizonte último da análise discursiva, relacionado às leis que regem o aparecimento dos enunciados. Como corpus de investigação, selecionamos matérias jornalísticas vinculadas a um eixo identitário específico (gênero) publicadas em três dos principais veículos representantes de uma tradição jornalística fortemente ancorada em discursos constituintes da modernidade: O Estado de S. Paulo, O Globo e Folha de S. Paulo. Assim, as análises conduzidas a partir de um conjunto de 712 textos mostrou a existência de diferentes fases nas negociações entre modelos de restrição semântica como fator determinante à formação de enunciados sobre gênero e identidade nos jornais em foco. Na década de 2010, foi possível verificar a emergência de um novo posicionamento discursivo no campo jornalístico a partir do qual se passa a enunciar desde uma perspectiva identitária. Finalmente, defendemos a importância de se considerar a mediação como processo fundamental à gênese discursiva no campo jornalístico e em universos midiáticos em geral.
Título en inglés
-
Palabras clave en inglés
Discourse
Gender
Global semantic
Identity
Journalism
Resumen en inglés
The ability of proper enouncing in attendance to the restrictions of a specific discursive formation depends on discursive competence (MAINGUENEAU, 2008) in such a way that the construction of the journalistic enouncing on a given subject relates to what is sayable within the discursive field as much as to broader and historically established aspects of discursivities including the media sphere itself. Considering the centrality of identity categorization as a decisive turning point of contemporary political discursivity, this research aims at understanding how such change unfolds and which restrictions are present in Brazilian newspapers' enouncing on identity policies between 1978 and 2018. As founding theoretical-methodological framework, we highlight the work of Dominique Maingueneau (2008) on the primacy of interdiscursivity and his discourse analysis method based on a model of global restrictions; our epistemological approach is anchored in Michel Foucault's notions (2008, 2012) of archive, the constitution of historical a priori and the regulating power of discourses. As the last step of the discursive analysis, we are to question the construction of the archive itself (FOUCAULT, 2012) understood as the law that regulates the emergence of the enouncing. The corpus of this investigation gathers newspaper articles related to a specific identity axis (gender/sexuality) published in three of the main newspaper media representing a tradition strongly anchored in modernity founding discourses: O Estado de S. Paulo, O Globo e Folha de S. Paulo. The analysis was performed over a total of 713 texts and revealed a determining factor in the formation of the enouncing on gender and identity in the newspapers: the presence of different phases of the negotiation among semantic restriction models. In the 2010s, we were able to identify the emergence of a new discursive standpoint in the journalistic field with the enouncing coming from an identity perspective. Finally, it is important to consider the relevance of mediation as fundamental process in the discursive genesis of the journalistic filed and in media environments in general.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2021-03-01
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.