• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.27.2022.tde-06062022-143948
Documento
Autor
Nome completo
Alex Carolino Francisco
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2022
Orientador
Banca examinadora
Reimão, Sandra Lucia Amaral de Assis (Presidente)
Lago, Claudia
Lima, Felipe Quintino Monteiro
Marques, Jane Aparecida
Título em português
Páginas coloridas: editoras independentes pela diversidade
Palavras-chave em português
Campo editorial
Diversidade sexual
Edição de livros
Editoras independentes
Literatura LGBTQIAP+
Mulheres editoras
Resumo em português
Este trabalho investiga editoras independentes que publicam livros de temática LGBTQIAP+, sob o entendimento do profissional do livro como mediador do fenômeno comunicacional que, por meio da publicação literária, está inserido e insere leitores no debate pela diversidade sexual e de gênero. Com o objetivo de compreender como atuam esses empreendimentos e mediadores, buscamos o contexto que relaciona a história do movimento homossexual brasileiro e a mídia impressa, em especial a jornalística, cujos veículos alternativos pautaram as primeiras demandas pelo respeito aos corpos e desejos dissidentes. Dentro da cultura gay divulgada por esses veículos, direcionamos o foco ao livro impresso como mídia propagadora das realidades não normativas. A partir da reconstrução do cânone literário sobre histórias homoeróticas e/ou homoafetivas, debatemos a problematização do termo literatura gay e a possível evolução para uma escritura denominada queer. Ao entendermos a edição como o processo que dá materialidade ao texto, a partir de pesquisa documental e entrevistas, realizamos levantamento sobre as editoras nacionais de nicho e/ou independentes que se dedicam à construção de um catálogo contemporâneo com narrativas, vivências e estudos sobre o meio LGBTQIAP+. Dentro desse panorama, investigamos as casas publicadoras em atividade no estado de São Paulo e recorremos à articulação teórica, conceitual e metodológica para, a partir de entrevistas de compreensão, mostrar como as mulheres editoras atuam dentro das regras e tensões as quais submetem-se e/ou são submetidas no campo editorial, e se relacionam como agentes sociais que retraduzem forças externas, a partir do próprio raciocínio, no espaço de lutas simbólicas.
Título em inglês
Color pages: independent publisher for diversity
Palavras-chave em inglês
Book editing
Editorial field
Independent publishers
LGBTQIAP+ Literature
Sexual diversity
Women editors
Resumo em inglês
This paper researches independent publishers who distribute LGBTQIAP+ themed books, under the understanding that the book professional is a mediator for the communicational phenomenon that, via literary publications, is inserted and inserts readers into the sexual and gender diversity debate. The goal is to comprehend how those enterprises and mediators work, we search for the context that relates the Brazilian homosexual movement's history and the printed media, especially journalistic, whose independent vehicles guided the first demands for respect by the dissident bodies and desires. Inside the "gay culture" spread by these vehicles, we narrow the focus to the printed book as propagating media of the non-normative realities. From reconstructing the literary canon about homoerotic and/or homoaffective stories, we debate "gay literature" as a problematic term and the possible evolution to a genre named queer instead. Understanding editing as the text's materializing process, from documental research and interviews, we gather data about niche and/or independent national publishers dedicated to build a contemporary catalog with narratives, experiences and studies on LGBTQIAP+ themes. In this outlook, we investigate active publishers in the state of São Paulo and rely on theoretical, conceptual and methodological argumentation to, from comprehensive interviews, understand how the publishing women work under rules and tensions they subjugate themselves and/or are subjugated on the publishing field, and if they relate themselves as social agents who translate external forces, from their rationality, inside symbolical struggles spaces.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-06-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.