• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.25.2022.tde-29042022-103937
Documento
Autor
Nombre completo
Géssyca Moreira Melo de Freitas Guimarães
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Bauru, 2022
Director
Tribunal
Júnior, Osny Ferreira (Presidente)
Carvalho, Paulo Sergio Perri de
Moraes Junior, Edgard Franco
Souza, Francisley Ávila
Título en portugués
Confiabilidade e probabilidade de sobrevivência em implantes estreitos e extra-estreitos com conexão Cone Morse
Palabras clave en portugués
Fadiga
Fenômenos mecânicos
Implantes dentários
Resistência de materiais
Resumen en portugués
As diversas possibilidades de tratamento com implantes dentários ainda são um desafio para estudos clínicos. Ainda mais com os diferentes cenários relacionados aos diâmetros, pilares, parafusos, modo de fixação e resposta óssea. Por isso, o presente estudo tem como objetivo estimar a probabilidade de sobrevivência de implantes estreitos e extra estreitos com conexão cone morse (Titaoss Max Extract) de 2.9 mm de diâmetro e 9 mm de comprimento, comparando com de 3.5 mm de diâmetro e 9 mm de comprimento, por meio de teste de fadiga em equipamento de ensaio mecânico (Instron ElectroPlus E3000). Oitenta e quatro implantes foram divididos em 4 grupos de acordo com o diâmetro e tipo de fixação do pilar (parafusado ou cimentado), todos os implantes foram submersos verticalmente em resina acrílica, dentro de um tubo plástico de 25 mm de diâmetro. Os pilares foram torqueados aos implantes e as coroas dos incisivos superiores padronizadas foram cimentadas ou parafusadas. Os 4 grupos foram submetidos a um teste de vida acelerado por escalonamento (SSALT) na água por meio da aplicação de carga de 30 graus fora do eixo lingualmente na borda incisal das coroas usando um indentador plano de carboneto de tungstênio até a fratura ou suspensão. As curvas de Weibull de probabilidade de nível de uso e confiabilidade para a conclusão de uma missão de 50.000 ciclos a 50 N e 100 N foram calculadas e plotadas. O módulo de Weibull e a resistência característica também foram calculados e plotados e as amostras fraturadas foram analisadas em um microscópio eletrônico de varredura. Os valores de beta foram de 0,5 para os grupos 2 e 3 e 1,0 para os grupos 1 e 4, indicando que a resistência do material teve mais influência nas falhas para os grupos 2 e 3 e, nos grupos 1 e 4, as falhas ocorreram principalmente pelo acúmulo de danos por fadiga. Todos os grupos de implantes estreitos e extra-estreitos apresentaram alta probabilidade de sobrevivência em 50 N (95%, IC: 90%). Entretanto, ao ser calculada uma missão a 100N, observou-se ausência de sobreposição entre os grupos, indicando uma diferença estatisticamente significante no grupo 2.9 mm parafusado (grupo 1), com os demais (15%). O módulo de Weibull variou de 6 a 9. A resistência característica do grupo 1 foi 114, grupo 2 148, grupo 3 150 e grupo 4 207. O modo de falha envolveu predominantemente a fratura do pilar e / ou do parafuso do pilar, enquanto 2 implantes extra-estreitos e 1 estreito foram fraturados. Portanto, todos os grupos de implantes estreitos e extra-estreitos exibiram uma alta probabilidade de sobrevivência para as forças mastigatórias fisiológicas.
Título en inglés
Palabras clave en inglés
Dental implants
Fatigue
Materials strength
Mechanicals fenominies
Resumen en inglés
The various possibilities with dental implants treatment still are a challenge to clinical studies. Even more with the different scenery related to diameters, pillars, screws, fixing method and bone response. Therefore, this study has as objective estimate the probability of narrow and extra narrow implants survival with cone morse connection (Titaoss Max Extract) of 2.9 mm in diameter and 9 mm in length, comparing with the 3.5 mm in diameter and 9 mm in length, through of fatigue test in mechanical test equipment (Instron ElectroPLus E3000). Eighty-four implants were divided in 4 groups according to diameter and type of abutment fixation (screwed or cemented), all the implants were vertically submerged in acrylic resin, inside in a plastic tube of 25 mm in diameter. The abutments were torqued to implants and to patterned upper incisor crown were cemented or screwed. The 4 groups were submitted to a accelerate test of life by staggering (SSALT) in the water by application of 30 degrees off-axis lingually on the crowns incisal edge using a tungsten carbide flat indenter until fracture or suspension. The Weibull curves of probability of use and reliability for the conclusion of a mission of 50.000 cycles to 50 N and 100 N were calculated and plotted. The module of Weibull and the characteristic resistance also were calculated and plotted, and the fractured samples were analyzed in a scanning electron microscope. The values of Beta were to 0.5 to the 2 and 3 groups and 1,0 to the 1 and 4 groups, indicating that the material resistance had more influence in the failures in the 2 and 3 groups and, in the 1 and 4 groups, the failures were mainly due to the accumulation of fatigue damage. All the groups of narrow and extra-narrow implants showed high probability of survival in a 50 N (95%, IC: 90%). However, when calculating a mission to 100N, there was no overlap between the groups, indicating a significant statistically difference in the 2.9mm group screwed (group 1), with the others (15%). The module of Weibull ranged from 6 to 9. The characteristic resistance of the group 1 were 114, group 2 148, group 3 150 and group 4 207. The failure mode predominantly involved the abutment fracture and/or of the abutment screw, while 2 extra-narrow implants and 1 narrow implant were fractured. Therefore, all the narrow and extra-narrow implants groups showed a high probability of survival for physiological masticatory forces.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2022-05-03
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2023. Todos los derechos reservados.