• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Rogério Jardim Caldas
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2018
Orientador
Banca examinadora
Santos, Paulo Sergio da Silva (Presidente)
Motta, Ana Carolina Fragoso
Pegoraro, Camila de Oliveira Rodini
Soares, Cléverson Teixeira
Título em português
Osteonecrose dos maxilares associada a bisfosfonatos: avaliação genética em pacientes oncológicos
Palavras-chave em português
Índice CPOD
Índice de higiene oral
Índice periodontal
Osteonecrose associada a bifosfonatos
Polimorfismo genético
Saúde bucal
Resumo em português
A osteonecrose dos maxilares associada aos bisfosfonatos (OMAB) é reconhecidamente uma complicação tardia dos bisfosfonatos, que são empregados para tratar desordens esqueléticas marcadas pela perda de massa óssea. Hoje, o reconhecimento da variante clínica sem exposição óssea e de outras classes de drogas associadas à osteonecrose dos maxilares (inibidores de RANK-L, VEGF, m- TOR e TNF-a) integram um novo aspecto do conceito dessa entidade patológica. Vários fatores de risco para o desenvolvimento de OMAB foram identificados, incluindo procedimentos odontológicos invasivos, má higiene oral, o uso de bisfosfonatos (particularmente, os bisfosfonatos nitrogenados como o pamidronato e o zoledronato), infusões frequentes e tempo prolongado de exposição aos bisfosfonatos. A saúde bucal é um fator significativo que afeta o risco de OMAB e, juntamente com a predisposição genética, pode explicar algumas das diferenças de incidência encontrada na literatura. Fatores genéticos parecem influenciar o risco de desenvolvimento da OMAB. Os polimorfismos de nucleotídeo único dos genes CYP2C8 e RBMS3 foram significativamente associados com um risco mais elevado. Enquanto o gene CYP2C8 está envolvido na inibição dos osteoclastos, diferenciação dos osteoblastos e regulação do tônus vascular, RBMS3 é um gene envolvido no metabolismo ósseo e foi associado à massa óssea reduzida e a fraturas osteoporóticas. Contudo, houve limitações metodológicas nesses estudos, dos quais apenas um abordou a diferença da frequência de polimorfismos associados à OMAB em grupos étnicos distintos. Até o momento faltam estudos genéticos sobre polimorfismos associados com OMAB que tenham sido replicados e validados com evidências convincentes, particularmente, envolvendo populações não caucasianas. Ainda hoje permanece um grande desafio: estratificar o risco para desenvolvimento da OMAB no contexto clínico. Assim, o objetivo do presente estudo é investigar a associação de fatores clínicos (saúde bucal) e genéticos com a ocorrência da OMAB. Realizou-se um estudo transversal com pacientes oncológicos expostos ao zoledronato e/ou pamidronato por pelo menos 7 meses, com ou sem OMAB. Submeteram-se os participantes à avaliação odontológica. Avaliou-se a condição de cárie dentária e doença periodontal através do índice de dentes cariados perdidos e obturados (CPOD) e índice periodontal comunitário. O índice gengival e o índice de higiene oral simplificado (IHOS) também constaram nessa avaliação. Para a discriminação dos genótipos dos genes CYP2C8 e RBMS3, 2 ml de saliva foram coletados e processados para a técnica de PCR quantitativa. A amostra consistiu de 80 pacientes (69 mulheres e 11 homens). O índice geral de OMAB foi 11,2% (câncer de mama: 11,3%; câncer de próstata: 22,2%). Houve forte correlação positiva entre o estadiamento clínico da OMAB e CPOD (rho=0.9189, p=0.001). Inflamação gengival moderada e cálculo dentário alcançaram, respectivamente, 72% e 50% dos indivíduos com OMAB. Bolsa periodontal de 4 mm ou mais envolveu 37,5% desse grupo. IHOS revelou aproximadamente 25% dos indivíduos desse grupo com higiene oral regular. O polimorfismo do gene CYP2C8 estava presente em 50% dos pacientes com OMAB, enquanto 12% apresentou mutação para o gene RBMS3. Em conclusão, a saúde bucal da população oncológica foi bastante precária e o polimorfismo do gene CYP2C8 pareceu se associar à OMAB em população oncológica.
Título em inglês
Bisphosphonate-related osteonecrosis of the jaw: genetic evaluation in cancer patients
Palavras-chave em inglês
Bisphosphonate-related osteonecrosis of the jaw
DMFT index
Genetic polymorphism
Oral health
Oral hygiene index
Periodontal index
Resumo em inglês
Bisphosphonate-related osteonecrosis of the jaw (BRONJ) is recognized as a late complication of bisphosphonates, which are used to treat skeletal disorders characterized by loss of bone mass. The recognition of clinical variation without bone exposure and other classes of drugs associated with osteonecrosis of the jaws (RANK-L, VEGF, m-TOR and TNF-inhibitors) are part of a new aspect of the pathological concept. Several risk factors for the development of BRONJ have been identified, including invasive dental procedures, poor oral hygiene, use of bisphosphonate (particularly, nitrogen-containing bisphosphonate such as pamidronate and zoledronate), frequent infusions and prolonged exposure to bisphosphonate. Oral health is a significant factor that affects the risk of BRONJ and, along with a genetic predisposition, it might explain epidemiological differences found in literature. Genetic factors seem to impact the risk of developing BRONJ. Single nucleotide polymorphisms of the CYP2C8 and RBMS3 genes were significantly associated with a higher risk. While the CYP2C8 gene is involved in osteoclast inhibition, osteoblast differentiation and regulation of vascular tone, RBMS3 is a gene involved in bone metabolism and has been associated with reduced bone mass and osteoporotic fractures. However, methodological limitations are present in these studies, of which only one addressed the difference in the frequency of polymorphisms associated with BRONJ in different ethnic groups. So far genetic studies have been lacking on polymorphisms associated with BRONJ that have been replicated and validated with convincing evidence, particularly involving non- Caucasian populations. In clinical context, a great challenge remains: classify patients in high risk for the development of BRONJ. Thus, the present study aims to investigate an association of clinical (oral health) and genetic factors with the occurrence of BRONJ. A cross-sectional study was performed with oncologic patients exposed to zoledronate and/or pamidronate for at least 7 months, with or without BRONJ. Participants were submitted to dental evaluation. Dental caries and periodontal disease were evaluated through the index of missing and filled teeth (DMFT) and community periodontal index. The gingival index and the simplified oral hygiene index (SOHI) were also included in this evaluation. For the discrimination of genotypes of the CYP2C8 and RBMS3 genes, 2 ml of saliva were collected and processed for the quantitative PCR technique. The sample consisted of 80 patients (69 women and 11 men). The overall BRONJ index was 11.2% (breast cancer: 11.3%, prostate cancer 22.2%). There was a strong positive correlation between the clinical staging of BRONJ and DMFT (rho=0.9189, p=0.001). Moderate gingival inflammation and dental calculus comprised, respectively, 72% and 50% of individuals with OMAB. Periodontal pocket of 4 mm or more involved 37.5% of this group. SOHI revealed approximately 25% of individuals in this group with regular oral hygiene. The polymorphism of the CYP2C8 gene was present in 50% of patients with BRONJ, while 12% had a mutation for the RBMS3 gene. In conclusion, the oral health of the cancer population was very precarious and CYP2C8 gene polymorphism is apparently associated with BRONJ in cancer population.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2021-08-29
Data de Publicação
2019-09-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.