• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.25.2021.tde-26112021-105210
Documento
Autor
Nome completo
Sergio Eiti Carbone de Paula
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2020
Orientador
Banca examinadora
Bonjardim, Leonardo Rigoldi (Presidente)
Costa, Yuri Martins
Cunha, Carolina Ortigosa
Vivan, Rodrigo Ricci
Título em português
Diferenças no processamento da dor na osteoartrose dolorosa do quadril
Palavras-chave em português
Dor
Osteoartrose
Quadril
Resumo em português
O objetivo principal do presente estudo foi comparar variáveis clínicas, somatossensoriais e psicossociais relacionadas à dor entre indivíduos com diagnóstico de coxartrose do quadril unilateral que optaram pelo tratamento cirúrgico após um mês de tratamento conservador. Como objetivo secundário foram avaliados quais dessas variáveis foram associadas com essa opção individual pelo tratamento cirúrgico. 51 indivíduos com idade média de 58 anos, com diagnóstico de coxartrose unilateral, foram avaliados duas vezes, antes e após quatro semanas de tratamento conservador. Foram avaliadas variáveis clínicas (grau da coxartrose, tempo de dor, intensidade da dor, FADURI (flexão-adução-rotação interna), FABERE (flexãoabdução- rotação externa), psicossociais (Escore de Harris hip (HHS, sigla do inglês), escala de catastrofização relacionada à dor e questionário de sensibilização central) e somatossensoriais (limiar de dor à pressão (PPT) - na região inguinal / anterior do quadril afetado e contralateral - e modulação condicionada da dor (CPM). Ao final do tratamento conservador, baseado na opção individual pelo tratamento cirúrgico ou não, os voluntários foram divididos em dois grupos: grupo cirúrgico e grupo não cirúrgico. A análise estatística foi baseada nos seguintes testes: Teste t, análise de variância (ANOVA) mista e análise de regressão logística binomial. Foi considerado, para todas análises, um nível de significância de 5%. Para as variáveis clínicas e psicossociais, mas não para as variáveis somatossensoriais foram encontradas diferenças significativas entre os grupos (p<0,05), indicando maior comprometimento daqueles indivíduos do grupo que referiram necessidade de tratamento cirúrgico. Além disso, uma maior intensidade da dor durante o teste FADURI e um maior nível de pensamentos catastróficos relacionados à dor na avaliação inicial foram preditores significativos para a opção pelo tratamento cirúrgico (OR 1,18 e 6,72, respectivamente). Conclui-se que características clínicas e psicossociais relacionadas à dor e função do quadril, mas não as somatossensoriais são variáveis importantes para diferenciar sujeitos que optam pelo tratamento cirúrgico após tratamento conservador de curto prazo, sendo que a avaliação inicial da intensidade da dor durante a movimentação do quadril (FADURI) e um maior nível de pensamentos catastróficos relacionados à dor parecem ser fundamentais no atendimento do paciente com coxartrose de quadril unilateral.
Título em inglês
Differences in pain processing in painful hip osteoarthritis
Palavras-chave em inglês
Hip
Osteoarthritis
Pain
Resumo em inglês
The main objective of the present study was to compare clinical, somatosensory and psychosocial variables related to pain between individuals diagnosed with unilateral hip coxarthrosis who opted for surgical treatment after one month of conservative treatment. As a secondary objective, we evaluated which of these variables were associated with this individual option for surgical treatment. 51 individuals with an average age of 58 years old, diagnosed with unilateral coxarthrosis, were evaluated twice, before and after four weeks of conservative treatment. Clinical variables (degree of coxarthrosis, duration of pain, pain intensity, FADDIR (flexion-adduction-internal rotation), FABER (flexion-abduction-external rotation), psychosocial (Harris hip score (HHS), pain-related catastrophizing scale and central sensitization questionnaire) and somatosensory (pressure pain threshold (PPT) - in the inguinal / anterior region of the affected and contralateral hip - and conditioned pain modulation (CPM) were evaluated. After conservative treatment, based on the individual option for surgical treatment or not, the volunteers were divided into two groups: surgical group and nonsurgical group. The statistical analysis was based on the following tests: t test, mixed analysis of variance (ANOVA) and regression analysis binomial logistics. A significance level of 5% was considered for all analyzes. For clinical and psychosocial variables, but not for somatosensory variables, significant differences were found between the groups (p <0.05), indicating greater impairment of those individuals in the group who reported the need for surgical treatment. In addition, a greater intensity of pain during the FADDIR test and a higher level of catastrophic thoughts related to pain in the initial evaluation were significant predictors for the option for surgical treatment (OR 1.18 and 6.72, respectively). It is concluded that clinical and psychosocial characteristics related to hip pain and function, but not somatosensory are important variables to differentiate subjects who choose surgical treatment after short-term conservative treatment, and the initial assessment of pain intensity during movement of the hip (FADDIR) and a higher level of catastrophic thoughts related to pain seem to be fundamental in the care of the patient with unilateral hip coxarthrosis.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2023-11-26
Data de Publicação
2021-11-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.