• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.25.2016.tde-03022016-111741
Documento
Autor
Nome completo
Lyzete Berriel Cardoso
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2015
Orientador
Banca examinadora
Capelozza, Ana Lucia Alvares (Presidente)
Bullen, Izabel Regina Fischer Rubira de
Sant'Ana, Eduardo
Santos, Christiano de Oliveira
Tosoni, Guilherme Monteiro
Título em português
Estudo comparativo entre radiografia panorâmica e tomografia computadorizada por feixe cônico no diagnóstico de ameloblastoma, tumor odontogênico queratocístico e cisto dentígero
Palavras-chave em português
Ameloblastoma
Cisto dentígero
Radiografia panorâmica
Tomografia computadorizada de feixe cônico
Tumor odontogênico queratocístico
Resumo em português
Entre as lesões odontogênicas não mineralizadas, o ameloblastoma, o tumor odontogênico queratocístico e o cisto dentígero podem apresentar-se indistinguível na imagem radiográfica. A dificuldade na interpretação da imagem e elaboração do diagnóstico destas lesões é tema abordado em vários estudos que utilizaram exames de imagem avançados, como ressonância magnética e tomografia computadorizada, para definir como podem colaborar na diferenciação, na avaliação da extensão e no planejamento cirúrgico das mesmas. Com a recente introdução da Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico (TCFC) como recurso auxiliar de diagnóstico, o presente trabalho foi elaborado tendo em vista descobrir como o diagnóstico pode ou não ser influenciado por essa nova tecnologia por meio da comparação das hipóteses de diagnóstico obtidas em imagens das radiografias panorâmicas e em TCFC, em casos de ameloblastoma, tumor odontogênico queratocístico e cisto dentígero; e também definir as características observadas nas imagens de TCFC que podem auxiliar no diagnóstico diferencial. Foram selecionados 5 casos de cada lesão. As radiografias panorâmicas e os exames de TCFC foram analisados por 15 cirurgiões-dentistas - 4 especialistas em Radiologia, 4 Mestres e 7 Doutores em Estomatologia e Radiologia - para a formulação das hipóteses de diagnóstico. Na primeira etapa foram analisadas as radiografias panorâmicas e na segunda, após um intervalo de pelo menos 30 dias, os exames de TCFC. Dois examinadores, capacitados e calibrados, fizeram a análise e mensuração das características qualitativas e quantitativas das lesões observadas nos exames de TCFC, utilizando o programa i-CAT® Vision. Os resultados demonstraram que não houve diferença estatisticamente significante na média total dos acertos de diagnóstico entre radiografia panorâmica e TCFC, porém houve diferença significante na média de acerto no diagnóstico de ameloblastoma com o uso de TCFC (77,33% ± 21,20%) em comparação à radiografia panorâmica (61,33% ± 23,26%). Os mestres (85,00% ± 19,15%) e doutores (65,75% ± 9,76%) obtiveram uma média de acerto maior no diagnóstico de tumor odontogênico queratocístico com o uso da radiografia panorâmica em relação aos especialistas (35,00% ± 19,15%), com diferença significante. A análise das características quantitativas observadas nas imagens de TCFC revelou que o ameloblastoma mostrou-se maior em tamanho e em expansão comparado ao tumor odontogênico queratocístico e ao cisto dentígero, com diferença estatisticamente significante. De todas as características qualitativas avaliadas, apenas o número de lóculos da lesão (multilocular ou unilocular) mostrou diferença significante, o ameloblastoma apresentou uma maior incidência do aspecto multiloculado comparado ao tumor odontogênico queratocístico e ao cisto dentígero. Não houve diferenças significantes entre as características quantitativas e qualitativas do tumor odontogênico queratocístico e do cisto dentígero.
Título em inglês
Comparative study between panoramic radiography and cone beam-computed tomography in the diagnosis of ameloblastoma, odontogenic keratocyst tumor, and dentigerous cyst
Palavras-chave em inglês
Ameloblastoma
Cone beam-computed tomography
Dentigerous cysts
Odontogenic keratocyst tumor
Panoramic radiography
Resumo em inglês
Among the non-mineralized odontogenic lesions, ameloblastomas, odontogenic keratocystic tumors and dentigerous cysts may present as radiographically indistinguishable. The difficulty in radiographic diagnosis of these lesions is the subject addressed in several studies using advanced imaging, such as magnetic resonance imaging and computed tomography, to define how these technologies can help in differentiating among these lesions, in assessing the extent and surgical planning. Cone-beam computed tomography (CBCT) is a recent diagnostic aid resource and this study was prepared in order to determine how the diagnosis may or may not be influenced by this new technology, comparing the diagnostic hypotheses obtained using images of panoramic radiographs and CBCT in cases of ameloblastoma, odontogenic keratocystic tumor, and dentigerous cyst - and to define the features observed in CBCT images that can help the differential diagnosis. Five cases were selected for each lesion. Panoramic radiographs and CBCT scans were analyzed by 15 dentists - 4 specialists in Radiology, 4 masters and 7 PhD in Stomatology and Radiology - for the formulation of the diagnostic hypotheses. In the first stage the panoramic radiographs were analyzed, and in the second, after an interval of at least 30 days, the CBCT images. Two observers, trained and calibrated, performed the analyses and measurement of qualitative and quantitative features of the lesions evaluated in the CBCT images using the i-CAT® Vision program. The results showed that there was no statistically significant difference in correct diagnostic average between panoramic radiography and CBCT, but there was a significant difference in correct diagnostic average in the diagnosis of ameloblastoma using CBCT (77.33% ± 21.20%) compared to panoramic radiography (61.33% ± 23.26%). Masters (85.00% ± 19.15%) and PhD-level observers (65.75% ± 9.76%) had greater correct diagnostic average in the diagnosis of odontogenic keratocystic tumor using panoramic radiograph compared to specialists (35.00% ± 19.15%), with a significant difference. The analysis of quantitative features observed in the CBCT images revealed that the ameloblastomas were greater in size and expansion compared to the odontogenic keratocystic tumors and the dentigerous cysts, with statistically significant difference. Of all the qualitative features evaluated, only the number of loci of the lesion (multilocular or unilocular) showed significant differences; ameloblastomas showed a higher incidence of multiloculated aspects compared to odontogenic keratocystic tumors and dentigerous cysts. There were no significant differences between quantitative and qualitative features of odontogenic keratocystic tumors and dentigerous cysts.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-02-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.