• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2013.tde-14102013-164005
Documento
Autor
Nome completo
Damaris Amazonas de Oliveira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2013
Orientador
Banca examinadora
Franco, Eduardo Batista (Presidente)
Francisconi, Paulo Afonso Silveira
Pegoraro, Carolina Nunes
Título em português
Avaliação da resistência de união de cimentos resinosos, em função de diferentes protocolos, para cimentação de restauração cerâmica em dentina
Palavras-chave em português
Adesivos dentinários
Cerâmica
Cimentos de resina
Dentina
Resumo em português
Este estudo avalia a resistência de união à microtração de dois cimentos resinosos (RelyXTM U200 - 3M/ESPE e RelyXTM ARC - 3M/ESPE), na fixação de restauração cerâmica, em função do tipo de tratamento ao substrato dentinário: G1, sem tratamento (cimento autoadesivo RelyX U200); G2, sistema adesivo autocondicionante de dois passos (ClearfilTM SE Bond, Kuraray /RelyXTM ARC); e G3, sistema adesivo convencional de três passos (AdperTM ScotchbondTM Multi- Purpose, 3M/ESPE /RelyXTM ARC). Trinta dentes bovinos foram selecionados, limpos e armazenados em solução neutra de timol a 0,1% a 37oC, sendo divididos aleatoriamente em três grupos experimentais (n=10). O esmalte da face vestibular foi desgastado para expor a superfície dentinária com área de 8 mm x 8 mm e submetido, em seguida, a planificação com lixas de carbeto de silício no 180, 320 e 600. Trinta blocos cerâmicos de dissilicato de lítio, IPS e-max - Ivoclar Vivadent, medindo 8 mm x 8 mm x 2 mm, foram confeccionados e suas superfícies de cimentação jateadas com partículas de óxido de alumínio (50μm). Previamente à cimentação, todos os blocos cerâmicos tiveram suas superfícies internas condicionadas com ácido fluorídrico e foram aplicados agentes silano. Os tratamentos em dentina e os procedimentos de cimentação seguiram as normas dos fabricantes correspondentes para cada grupo. Decorridas 24 horas da cimentação, os conjuntos dente/cimento/cerâmica foram seccionados em forma de vigas, com área aproximada de 1 mm2, adaptados à máquina universal de ensaios (INSTRON) para realização do teste de microtração, utilizando-se a célula de carga de 500N com velocidade de 0,5 mm/minuto. Os valores médios de resistência à microtração (MPa) encontrados foram: G1 (16,16 ± 7,16), G2 (27,92 ± 6,17) e G3 (25,06 ± 6,09). Os dados foram submetidos à análise de variância e ao teste de Tukey em nível de significância de 5%. O cimento resinoso autoadesivo RelyXTM U200 apresentou menor potencial de resistência de união com diferença estatística significante, quando comparado ao cimento resinoso convencional RelyXTM ARC e tratamento prévio com os adesivos convencional de três passos e autocondicionante de dois passos. Entretanto, a associação do cimento RelyXTM ARC tanto ao sistema adesivo convencional quanto ao acondicionante apresentou valores médios similares de resistência de união aos substratos dentinário e cerâmico. Dentre os tipos de fratura, após o teste de microtração, o cimento RelyXTM U200 demonstrou maior ocorrência de falhas do tipo adesiva em dentina (AD), com menor interação adesiva junto à dentina. A associação do sistema adesivo convencional ao cimento resinoso convencional evidenciou menor ocorrência de fraturas AD e maior ocorrência junto à cerâmica, quando comparada à associação do sistema adesivo autocondicionante ao cimento resinoso convencional, apesar de os resultados de resistência de união demonstrarem similaridade de valores e estatística.
Título em inglês
Evaluation of resin cement bond strength in light of different protocols for the cementation of ceramic restorations in dentin
Palavras-chave em inglês
Ceramics
Dentin
Dentin-bonding agent
Resin cements
Resumo em inglês
This study evaluates the microtensile bond strength of two resin cements (RelyXTM U200 - 3M/ESPE and RelyXTM ARC - 3M/ESPE), in the retention of ceramic restorations according to the treatment type of the dentin substrate; G1: no treatment (RelyX U200 self-adhesive cement); G2: two-step self-etch adhesives (ClearfilTM SE Bond, Kuraray /RelyXTM ARC); and G3: three-step etch and rinse adhesives (AdperTM ScotchbondTM Multi-Purpose, 3M/ESPE /RelyXTM ARC). Thirty bovine teeth were selected, cleaned and stored in a neutral 0,1% thymol solution at 37oC, divided randomly into three experimental groups (n=10). The facial surface enamel was scaled in order to expose an area of 8mm x 8mm of the dentin surface, and subsequently planed with no 180, 320 and 600 silico n carbide sandpaper. Thirty lithium disilicate ceramic blocks, IPS e-max Ivoclar Vivadent, measuring 8mm x 8mm x 2mm were made and their surfaces sandblasted with aluminum oxide particles (50μm). Before cementation, the internal surfaces of all the ceramic blocks were conditioned with hydrofluoric acid and silanized. The dentin treatments and the cementation procedures followed the manufacturers norms for each group. Twentyfour hours after cementation, the tooth/cement/ceramic blocks were sectioned into beam-like structures, each with an approximate area of 1mm2, adapted to the universal testing machine (INSTRON) in order to test microtensile strength, with the load cell set at 500N, at a speed of 0.5mm/min. The mean values found for microtensile strength (MPa) were: G1 (16,16 ± 7,16), G2 (27,92 ± 6,17) and G3 (25,06 ± 6,09). The data were submitted to analysis of variance and to Tukeys test, with a 5% significance level. The self-adhesive resin cement RelyXTM U200 presented the lowest potential bond strength, with a statistically significant difference when compared to the conventional resin cement RelyXTM ARC and prior treatment with three-step etch and rinse adhesives and two-step self-etch adhesives. However the association of the RelyXTM ARC cement, both with the conventional adhesive system and with the self-etch adhesives produced similar mean values for bond strength in the dentin and ceramic substrates. Among the types of fracture, following the test for microtensile strength, the RelyXTM U200 cement presented the highest incidence of faults of the dentin adhesive (DA) type, and the lowest adhesive interaction with the dentin. The association of the conventional adhesive system with conventional resin cement presented a lower incidence of DA fractures and a higher incidence along the ceramics, when compared to the association of the self-etch adhesive system and conventional resin cement, despite the similarity in the numbers and statistics of the bond strength results.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-10-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.