• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2013.tde-05062013-145155
Documento
Autor
Nome completo
Raphaela Farias Rodrigues
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2013
Orientador
Banca examinadora
Francisconi, Paulo Afonso Silveira (Presidente)
Borges, Ana Flávia Sanches
D'Alpino, Nádia da Rocha Svizero
Título em português
Resistência de união ao cisalhamento de cimentos resinosos autoadesivos ao esmalte e dentina
Palavras-chave em português
Cimentos de resina
Dentina
Esmalte dentário
Resistência ao cisalhamento
Resumo em português
O objetivo deste trabalho foi avaliar a resistência de união ao cisalhamento dos cimentos autoadesivos RelyX U100 (3M/ESPE) e RelyX U200 (3M/ESPE) ao esmalte e à dentina, em função de diferentes tratamentos da superfície e comparando-os com o cimento resinoso RelyX ARC (3M/ESPE). Cento e vinte incisivos bovinos foram selecionados, limpos e armazenados em solução supersaturada de timol 0,1% para evitar a proliferação de micro-organismos. As coroas foram separadas das raízes e incluídas com resina epóxica em tubos de PVC. Utilizaram-se lixas de carbeto de silício, sob refrigeração, para obtenção de superfícies vestibulares planas de esmalte e dentina. Após a delimitação das áreas destinadas à cimentação com fitas autocolantes, a amostra foi distribuída em 12 grupos (n = 10) de acordo com o substrato, cimento e realização ou não do condicionamento com ácido fosfórico 37% em E-U100 (esmalte + RelyX U100), EU100-C (esmalte + RelyX U100 + condicionamento ácido), E-U200 (esmalte + RelyX U200), E-U200-C (esmalte + RelyX U200 + condicionamento ácido), E-ARC (esmalte + adesivo + RelyX ARC), E-ARC-C (esmalte + RelyX ARC + condicionamento ácido e adesivo), D-U100 (dentina + Relyx U100), D-U100-C (dentina + RelyX U100 + condicionamento ácido), D-U200 (dentina + Relyx U200), D-U200-C (dentina + RelyX U200 + condicionamento ácido), D-ARC (dentina + primer e adesivo + RelyX ARC) e D-ARC-C (dentina + RelyX ARC + condicionamento ácido e adesivo). Uma matriz de teflon bipartida (3 mm de diâmetro e 2 mm de altura) permitiu a confecção de cilindros dos cimentos coincidentes com as áreas delimitadas. Os testes de resistência ao cisalhamento foram realizados, após 7 dias de armazenagem em saliva artificial, numa máquina de ensaio universal EMIC, a velocidade de 0,5 mm/min e com célula de carga de 50 kg. A análise da fratura foi realizada por meio do microscópio digital portátil. Com caráter ilustrativo, dois espécimes de cada grupo foram observados em microscopia eletrônica de varredura. Os dados foram analisados pelo teste ANOVA - 3 critérios e teste Tukey (5%). Não se observou diferença entre os cimentos RelyX U100 e RelyX U200. No esmalte, o RelyX ARC apresentou maior resistência do que os autoadesivos, porém com o prévio condicionamento ácido da superfície os autoadesivos mostraram-se superiores. Em dentina, não houve diferença significante entre os grupos. A maioria das fraturas foi do tipo adesiva. Considerando as limitações deste estudo, conclui-se que os cimentos resinosos autoadesivos podem ser utilizados em alternativa aos cimentos resinosos convencionais nas situações com pouca ou nenhuma estrutura em esmalte. Quando houver a presença considerável de esmalte deve-se priorizar o emprego dos cimentos resinosos convencionais ou os autoadesivos associados ao condicionamento com ácido fosfórico previamente à cimentação.
Título em inglês
Shear bond strength of self-adhesive resin cements to enamel and dentin
Palavras-chave em inglês
Dental enamel
Dentin
Resin cements
Shear strength
Resumo em inglês
The objective of this study was to evaluate the shear bond strength of selfadhesive cements RelyX U100 (3M/ESPE) and RelyX U200 (3M/ESPE) to enamel and dentin, due to different surface treatments and comparing them with resin cement RelyX ARC (3M/ESPE). One hundred and twenty bovine incisors were selected, cleaned and stored in supersaturated solution of 0.1% thymol to prevent the proliferation of micro-organisms. The crowns were separated from the roots and embedded with epoxy resin in PVC tubes. It was used silicon carbide sandpaper under refrigeration for obtaining flat buccal surfaces of enamel and dentin. After the delimitation of cementations areas with adhesive tape, the sample was distributed into 12 groups (n = 10) under the substrate, cement and conducting or absence of etching with 37% phosphoric acid in E-U100 (enamel + RelyX U100), E-U100-C (enamel + RelyX U100 + etching), E-U200 (enamel + RelyX U200), E-U200-C (enamel + RelyX U200 + etching), E-ARC (enamel + adhesive + RelyX ARC), EARC-C (enamel + RelyX ARC + etching and adhesive), D-U100 (dentin + RelyX U100), D-U100-C (dentin + RelyX U100 + etching), D-U200 (dentin + RelyX U200), D-U200-C (dentin + RelyX U200 + etching), D-ARC (dentin + RelyX ARC + primer and adhesive) and D-ARC-C (dentin + RelyX ARC + etching and adhesive). A split Teflon mold (3 mm diameter and 2 mm height) allowed manufacturing of cement cylinders, which coincide with delimited areas. The shear strength tests were performed after 7 days of storage in artificial saliva, a universal testing machine EMIC, speed 0.5 mm/min and load cell of 50 kg. The analysis of the fracture was performed using the portable digital microscope. With illustrative, two specimens of each group were observed in scanning electron microscopy. Data were analyzed by ANOVA - 3 criteria and Tukey test (5%). No difference was observed between selfadhesive cements RelyX U100 and RelyX U200. In enamel, the RelyX ARC showed higher resistance than the self-adhesive, but with the prior etching of the surface selfadhesive proved superior. In dentine, no significant difference between groups. Most fractures were type adhesive. Considering the limitations of this study it is concluded that the self-adhesive resin cements can be used as an alternative to conventional resin cements in situations with little or no enamel structure. When there is a considerable presence of enamel should prio ritize the employment of conventional resin cements or self-adhesive associated with phosphoric acid etching prior to cementation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-06-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.