• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2013.tde-15102013-160036
Documento
Autor
Nome completo
Yuri Martins Costa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2013
Orientador
Banca examinadora
Conti, Paulo Cesar Rodrigues (Presidente)
Pegoraro, Luiz Fernando
Silva, Renato Oliveira Ferreira da
Título em português
Caracterização diagnóstica de cefaleia secundária à disfunção temporomandibular em músculos mastigatórios: um estudo controlado
Palavras-chave em português
Cefaleia
Diagnóstico
Placa oclusal
Transtornos da articulação temporomandibular
Resumo em português
Dores miofasciais mastigatórias (DMF) frequentemente encontram-se associadas com cefaleia. Porém, é incerto se esta relação acontece com cefaleias primárias ou secundárias. O objetivo do presente estudo foi descrever as características da cefaleia secundária à DMF considerada como tal aquela que melhorou após o tratamento da DMF. O efeito de diferentes tipos de tratamento na melhora da cefaleia associado à DMF, e o impacto da presença da cefaleia na melhora da intensidade de dor facial e limiar de dor à pressão (LDP) também foram avaliados. A amostra foi composta por adultos com DMF segundo o RDC/TMD, com (n=60) e sem (n=20) queixa de cefaleia. Os 60 participantes com cefaleia foram divididos em 2 grupos (1a e 1b). O grupo 1a recebeu tratamento que envolvia orientações para mudanças de hábitos. Os grupos 1b e 2 (sem cefaleia), além das orientações, receberam placa oclusal. O período de acompanhamento foi de 5 meses, com avaliações no início, após 2 meses e ao final do 5o mês. As intensidades das dores faciais e da cefaleia (EAV), além do limiar de dor a pressão (LDP) dos músculos temporal anterior, masseter e antebraço, foram analisados. ANOVA de medidas repetidas, teste de Friedman e de Wilcoxon foram usados para as comparações intra e intergrupos considerando um nível de significância de 5%. Ocorreu uma redução significativa da intensidade e frequência da cefaleia em ambos os grupos. A média inicial foi de 7,55 ± 2,24 para o grupo 1a e de 6,52 ± 1,63 para o grupo 1b. Ao final essa média foi, respectivamente, 3,13 ± 2,19 e 2,5 ± 2,33. Não houve diferença entre os grupos. Houve também uma redução na frequência da cefaleia entre o início e o final do tratamento nos grupos 1a e 1b, porém sem diferença entre os grupos. Ocorreu uma redução na intensidade da dor facial em todos os grupos. A média inicial foi de 6,34 ± 2 no grupo 1a, 6,14 ± 1,94 para o grupo 1b e 4,77 ± 1,57 para o grupo 2. Ao final os valores foram, respectivamente 1,66 ± 1,29, 2,3 ± 2,53 e 2,17 ± 1,17 e sem diferença entre os grupos. Houve um aumento no LDP para o temporal anterior no grupo 1b (p=0,01) e para o masseter no grupo 2 (p=0,01). Na comparação intergrupos, houve diferença entre o grupo 1a e 2 no acompanhamento de 2 meses para o temporal anterior (p=0,02). Conclui-se que o tratamento da DMF é eficaz na melhora da cefaleia secundária a DTM, independente do uso da placa oclusal, e que esta cefaleia tem como principais características a duração maior que 4 horas, localização bilateral e qualidade de pressão/peso.
Título em inglês
Diagnostic characterization of secondary headaches to myogenic temporomandibular disorders: a controlled study
Palavras-chave em inglês
Diagnosis
Headache
Occlusal splint
Temporomandibular Joint Disorders
Resumo em inglês
Masticatory myofascial pain (MMF) is often associated with headache. Nevertheless, it is unclear whether this relationship occurs with primary or secondary headaches. The purpose of this study was to describe the characteristics of headache attributed to MMF, considered as such, one that improved after treatment of muscle condition. The effect of different treatments types in the improvement of headache associated with MMF, and the impact of the presence of headache on the improvement of facial pain intensity were also evaluated. The sample was comprised of MMF adults according to the RDC / TMD, with (n = 60) and without (n = 20) headache complaints. The 60 subjects with headache were divided into two groups (1a and 1b). The first group received only counseling for behavioral changes. Groups 1b and 2 (without headache), besides counseling, also received occlusal splint. Evaluations were done at baseline, 2 months and after the end of the 5th month. The intensities of facial pain and headache (VAS), and the pressure pain threshold (PPT) of the anterior temporalis, masseter and forearm were recorded. Repeated measures ANOVA, Friedman test and Wilcoxon test were used for comparisons within and between groups considering a 5% significance level. There was a significant reduction in headache intensity and frequency in both groups. The baseline mean was 7.55 ± 2.24 for the group 1a and 6.52 ± 1.63 for group 1b. In the final evaluation these values was respectively, 3.13 ± 2.19 and 2.5 ± 2.33. There was not difference between groups. There was also a reduction in headache frequency between baseline and final evaluation in groups 1a and 1b. There was a reduction in facial pain intensity in all groups. The baseline mean was 6.34 ± 2 in group 1a, 6.14 ± 1.94 for group 1b and 4.77 ± 1.57 for group 2. In the final evaluation these values were 1.66 ± 1.29, 2.3 ± 2.53 and 2.17 ± 1.17 with no difference between groups. There was an increase in the anterior temporalis PPT values for the group 1b (p = 0.01) and the masseter in group 2 (p = 0.01). The between groups comparison showed differences between the group 1a and 2 in the 2 months evaluation for anterior temporalis (p = 0.02). It is concluded that MMF treatment is effective in the improvement of headache attributed to TMD, regardless of the use of occlusal splint. Indeed the main characteristics of this headache were the long duration (more than 4 hours), bilateral location and pressure/tight quality.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-10-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.