• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2013.tde-14082013-092548
Documento
Autor
Nome completo
Vinícius Pavesi Fardin
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2013
Orientador
Banca examinadora
Bonfante, Gerson (Presidente)
Cesar, Paulo Francisco
Oliveira, Pedro Cesar Garcia de
Título em português
A avaliação da confiabilidade e modo de falha de coroas de sistemas cerâmicos em função do desenho da infraestrutura e da aplicação de carga em cristas marginais
Palavras-chave em português
Cerâmica
Coroas
Coroas dentárias
Fadiga
Porcelana dentária
Resumo em português
As excelentes propriedades mecânicas da zircônia fazem com que ela seja o material cerâmico de eleição para as coroas e próteses fixas posteriores. Porém, os problemas relacionados à fratura ainda persistem. A falta de suporte das infraestruturas às cerâmicas de revestimento é indicada como uma possível causa. O presente estudo visou avaliar através de testes laboratoriais se as infraestruturas metálicas e cerâmicas com o desenho convencional ou modificado apresentam diferença estatisticamente significante quanto à redução de complicações mecânicas, como fraturas e trincas na cerâmica de revestimento ao receberem cargas axiais nas cristas marginais de coroas de um primeiro molar inferior, por meio das seguintes hipóteses nulas: 1) a resposta à fadiga nas cristas marginais não aumentará a presença de danos nas coroas; 2) o desenho da I.E. não modificará a presença de danos nas coroas, independente do material utilizado. Quarenta coroas unitárias foram confeccionadas sobre preparos padronizados e divididos em 4 grupos: grupo I (infraestrutura convencional de Cobalto-Cromo); grupo II (infraestrutura modificada de Cobalto-Cromo); grupo III (infraestrutura convencional de Zircônia - IPS Emax ZirCAD); grupo IV (infraestrutura modificada de Zircônia - IPS Emax ZirCAD). Estas coroas foram submetidas ao teste de resistência à fadiga por meio da ciclagem dinâmica em água (106 ciclos ou até a fratura com carga variando de 30-300 N). Aplicou-se a carga inicial com o endentador cerâmico de dissilicato de lítio (IPS Emax Press) na crista marginal mesial, e após o término do ciclo, na distal, alternativamente. A ciclagem foi interrompida em intervalos de 125 mil ciclos a procura de danos com auxílio de estereomicroscopia. Ao final, as coroas fraturadas foram submetidas à microscopia eletrônica de varredura e as não fraturadas foram incluídas em resina epóxi e polidas sequencialmente para a análise dos danos. Cada corpo de prova recebeu escores de acordo com o tipo de falha apresentado. Utilizou-se o teste Kruskal-Wallis para verificar diferença estatística entre os grupos e o teste de Dunn para comparações múltiplas entre os grupos. Os resultados mostraram que há diferença estatisticamente significante entre os grupos, entretanto não houve diferença entre os grupos do mesmo sistema cerâmico. Concluiu-se que a hipótese 1 foi aceita e a 2 rejeitada.
Título em inglês
Evaluation of reliability and failure modes of ceramic crown systems depending on framework design and marginal ridge load application
Palavras-chave em inglês
Ceramic
Crowns
Dental crowns
Dental porcelain
Fatigue
Fracture
Resumo em inglês
The excellent mechanical properties of zirconia make it to be the material of choice for ceramic crowns and posterior fixed prostheses. However, problems still exist related to the chippings. The lack of framework support to ceramic veneer is indicated as a possible cause. This study aimed to evaluate through laboratory tests if metallic and ceramic framework with conventional or modified design show statistical difference in reducing mechanical complications, such as chipping or fracture of the ceramic veneer on receiving axial loads in marginal ridges of the first molar inferior crowns through the following null hypotheses: 1) the response to fatigue in marginal ridges will not increase the presence of damage to the crowns; 2) framework`s design will not modify the presence of damage to the crowns, regardless of the material used. Forty crowns were manufactured on standardized preparations and divided into four groups: group I (conventional framework Cobalt-Chromium), group II (modified framework Cobalt-chromium), group III (conventional framework Zirconia - ZirCAD IPS Emax) and group IV (modified framework Zirconia - IPS Emax ZirCAD). These crowns were subjected to cyclic loading in a fatigue machine and submerged in water (1.000.000 cycles or until the fracture - load range at 30-300 N). The initial load was applied on the mesial marginal ridge with indenter ceramic Lithium disilicate (IPS Emax Press), and after the end of the cycle, the distal alternatively. The cycling was interrupted at a prescribed number of loading cycles (125.000) and crowns were inspected for damage accumulation under a stereomicroscope. In the end, fractured crowns were submitted to scanning electron microscopy and crowns without fractures were embedded in epoxy resin and sequentially polished for the analysis of the damage. Each sample received scores according to the type of failure presented. Statistical analysis was carried out with Kruskal-Wallis test and multiple conparisons between groups were carried out with Dunn wed significant differences between groups, however there was no difference between the groups of the same ceramic systems. It was concluded that the first hypothesis was accepted and the second hypothesis was rejected.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-08-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.