• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.25.2021.tde-06122021-150643
Documento
Autor
Nome completo
Rodrigo Lorenzi Poluha
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2021
Orientador
Banca examinadora
Conti, Paulo Cesar Rodrigues (Presidente)
Bonjardim, Leonardo Rigoldi
Cunha, Carolina Ortigosa
Gonçalves, Daniela Aparecida de Godoi
Título em inglês
Clinical, somatosensory and psychosocial characterization of patients with painful temporomandibular joint clicking: a cross-sectional study
Palavras-chave em inglês
Pain
Temporomandibular joint
Temporomandibular joint disc
Resumo em inglês
Characterize patients with painful temporomandibular joint (TMJ) clicking can help to understand the arthralgia mechanisms in cases of TMJ clicking and to formulate a better clinical approach. The presented study aimed to characterize patients with painful TMJ clicking. Ninety individuals, equally divided into three groups, composed the sample: patients with painful TMJ clicking (n=30); patients with painless TMJ clicking (n=30); and, control group (n=30). Clinical data included: oral behaviors (OBs) (unilateral chewing; chewing gum; nail biting; bite foreign objects; lean with your hand on the jaw; sleep in a position that puts pressure on the jaw); sleep bruxism (SB); awake bruxism (AB); and, malocclusion. Somatosensory data included: mechanical pain threshold (MPT), wind-up ratio (WUR), pressure pain threshold (PPT), and the conditioned pain modulation (CPM) paradigm. Psychosocial data were formulated on the basis of some questionnaires: Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI); Pain Vigilance and Awareness Questionnaire (PVAQ); Pain Catastrophizing Scale (PCS); Tampa Scale for Kinesiophobia for Temporomandibular Disorders (TSK/TMD); Perceived Stress Scale (PSS); and, The State-Trait Anxiety Inventory (STAI). A 5% significance level was used for all statistical tests. Patients with painful TMJ clicking showed a significant association with specific OBs (lean with your hand on the jaw; sleep in a position that puts pressure on the jaw; use chewing gum; and, nail biting); presence of AB; higher values of MPT and WUR; lower PPT; less efficient CPM; and, higher scores of PSQI, PVAQ, PCS, and TSK/TMD when compared to the other groups (p<0.05). Patients with painless TMJ clicking showed a significant association with the OBs of chewing gum and nail biting; presence of AB; lower PPT; and, higher scores of PVAQ and TKS/TMD only when compared to the control group (p<0.05). No significant difference among groups was found for other OBs (unilateral chewing and bite foreign objects), BS, malocclusion, PSS, and STAI data. It can be concluded that patients with painful TMJ clicking were characterized by a significant association with specific harmful OBs, AB, a somatosensory gain of function (more sensitive) to mechanical pain tests and impaired CPM in the TMJ area, poor sleep quality along with higher levels of hypervigilance, pain catastrophizing, and kinesiophobia.
Título em português
Caracterização clínica, somatossensorial e psicossocial de pacientes com estalido doloroso da articulação temporomandibular: um estudo transversal
Palavras-chave em português
Articulação temporomandibular
Disco da articulação temporomandibular
Dor
Resumo em português
Caracterizar pacientes com estalido doloroso da articulação temporomandibular (ATM) pode ajudar a entender os mecanismos da artralgia em casos de estalido da ATM e a formular uma melhor abordagem clínica. O presente estudo teve como objetivo caracterizar pacientes com estalido doloroso da ATM. Noventa indivíduos, igualmente divididos em três grupos, compuseram a amostra: pacientes com estalido doloroso da ATM (n = 30); pacientes com estalido indolor da ATM (n = 30); e grupo controle (n = 30). Os dados clínicos incluíram: hábitos orais (HOs) (mastigação unilateral; mascar chiclete; roer unhas; morder objetos estranhos; apoiar a mandíbula na mão; e, dormir em uma posição que exerça pressão sobre a ATM); bruxismo do sono (BS); bruxismo da vigília (BV); e má oclusão. Os dados somatossensoriais incluíram: limiar de dor mecânica (LDM), somação temporal (ST), limiar de dor a pressão (LDP) e a modulação de dor condicionada (MDC). Os dados psicossociais incluíram os questionários: Índice de qualidade de sono de Pittsburgh (IQSP); Questionário de Vigilância e Consciência da Dor (QVCD); Escala de Catastrofização da Dor (ECD); Escala Tampa de Cinesiofobia para desordens temporomandibulares (ETC/DTM); Escala de Estresse Percebido (EEP); e Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IATS). Um nível de significância de 5% foi utilizado para todos os testes estatísticos. Pacientes com estalido doloroso da ATM apresentaram uma associação significativa com HOs específicos (apoiar a mandíbula na mão; dormir em uma posição que exerça pressão sobre a ATM; mascar chiclete; e roer unhas); presença de BV; valores mais altos de LDM e ST; menor LDP; MDC menos eficiente; e maiores escores de IQSP, QVCD, ECD e ETC/DTM quando comparados aos outros grupos (p <0,05). Pacientes com clique indolor da ATM apresentaram uma associação significativa com os HOs de mascar chiclete e roer unhas; presença de BV; menor LDP; e maiores escores de QVCD e ETC/DTM somente quando comparados ao grupo controle (p <0,05). Não foram encontradas diferenças significativas entre os grupos para os outros HOs (mastigação unilateral e morder objetos estranhos), BS, má oclusão, EEP e IATS. Pode-se concluir que pacientes com estalido doloroso da ATM foram caracterizados por uma associação significativa com HOs prejudiciais específicos, BV, ganho de função somatossensorial (mais sensível) a testes mecânicos de dor e MDC prejudicado na área da ATM, má qualidade do sono e maiores níveis de hipervigilância, catastrofização e cinesiofobia
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2023-12-06
Data de Publicação
2021-12-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.