• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Bianca Rapini Zalaf
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2019
Orientador
Banca examinadora
Machado, Maria Aparecida de Andrade Moreira (Presidente)
Latini, Ana Carla Pereira
Oliveira, Rodrigo Cardoso de
Picolo, Gisele
Título em português
Criação de um biobanco institucional no Brasil: protocolos e padronização
Palavras-chave em português
Banco de tecidos
Bancos de espécimes biológicos
Células-tronco
Resumo em português
Biobanco é definido como uma coleção organizada de material biológico humano e informações associadas, coletado e armazenado para fins de pesquisa, conforme regulamento, sob responsabilidade institucional, sem fins comerciais. Abordam ainda a saúde humana de uma maneira multidisciplinar, combinando a biologia e a medicina com tecnologias informativas de bioinformática e computação. Para um bom planejamento de um biobanco, deve-se ter conhecimento dos tipos de bioespécimes que serão armazenados, as condições necessárias de manuseio e armazenamento, bem como o período de permanência e possível aumento da quantidade de amostras. Por isso, este trabalho objetivou a criação de protocolos padrões para a elaboração de um Biobanco. Para isso, foram desenvolvidos protocolos específicos, os quais foram realizados de acordo o Guia de Boas Práticas, considerado o mais atual e de grande impacto, desenvolvido pela ISBER (Sociedade Internacional de Repositórios Biológicos e Ambientais). Também foram utilizadas a Portaria número 2.201, de 14 de setembro de 2011, a Resolução CNS 441 de 2011 e a Resolução RDC Nº 306, de 7 de Dezembro de 2004, todas do Ministério da Saúde. Os protocolos foram divididos em: 1) Informações Pessoais; 2) Bancos de Dados, 3) Coleta Geral de Amostras; 4) Quadro de Funcionários; 5) Instalações; 6) Segurança; 7) Leis e Ética; 8) Descarte de Materiais e 9) Elaboração da documentação para envio ao CONEP. Portanto, espera-se através deste trabalho, trazer as melhores práticas para a implementação e desenvolvimento de biobancos, visando melhorias na pesquisa e na ciência no quesito tecnológico e laboratorial, com base nos regulamentos éticos e legais.
Título em inglês
Creation of an institutional biobank in Brazil: protocols and standardization
Palavras-chave em inglês
Biological specimen banks
Stem cells
Tissue banks
Resumo em inglês
Biobank is defined as an organized collection of human biological material and associated information, collected and stored for research purposes, according to regulation, under institutional responsibility, with no commercial purposes. It also addresses human health in a multidisciplinary way, combining biology and medicine with informative bioinformatics and computing technologies. For a suitable planning it must be aware of the types of biospecimens that will be stored, the appropriate conditions of handling and storage, as well as the period of permanence and possible increase of the quantity of samples. Therefore, this study aimed to the creation of standard protocols for the elaboration of a Biobank. For this, specific protocols have been developed, which were carried out according to the Best Practices Guide, considered the most updated and of great impact, such as the protocol developed by ISBER (International Society of Biological and Environmental Repositories). Also, was used an Administrative Order number 2.201, dated September 14, 2011, Resolution CNS 441 of 2011 and Resolution RDC No. 306, of December 7, 2004, all of the Ministry of Health. The protocols were divided into: 1) Personal Information; 2) Databases, 3) General Collection; 4) Staff Regulations; 5) Installation; 6) Security; 7) Laws and Ethics; 8) Materials Disposal and 9) Preparation of documentation for sending to CONEP. Therefore, it is expected through this work, to bring the best practices for implementation and development of biobanks, aiming for improvements in research and science regarding technological and laboratory aspects, based on ethical and legal regulations.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-09-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.