• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2013.tde-14102013-164401
Documento
Autor
Nome completo
Mônica Lima França
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2013
Orientador
Banca examinadora
Caldana, Magali de Lourdes (Presidente)
Mandra, Patricia Pupin
Peres, Sílvia Helena de Carvalho Sales
Título em português
Qualidade de vida e fatores associados em idosos institucionalizados e não institucionalizados do município de Agudos, São Paulo
Palavras-chave em português
Depressão
Envelhecimento
Idoso
Instituição de longa permanência para idosos
Qualidade de Vida
Resumo em português
Conforme os anos se passam, maior é o número de idosos e maiores são suas perspectivas de vida, evidencia-se a importância de garantir aos idosos não só uma sobrevida maior, mas também uma boa qualidade de vida. À medida que um indivíduo envelhece, sua qualidade de vida é fortemente determinada por sua habilidade de manter autonomia e independência. O objetivo deste trabalho foi caracterizar a qualidade de vida em idosos institucionalizados e não institucionalizados do município de Agudos (SP) e a sua relação com os fatores associados. A amostra foi composta por 30 idosos, sendo 15 institucionalizados e 15 idosos não institucionalizados do município de Agudos (SP), de ambos os sexos e idade mínima de 60 anos. Os sujeitos foram pareados quanto ao gênero e idade. Os instrumentos utilizados foram: Questionário de análise socioeconômica (Critério de Classificação Econômica Brasil CCEB); Questionário sobre os aspectos de saúde geral; Protocolo para avaliar capacidade funcional Índice de Katz; Inventário de Depressão de Beck; e o Protocolo de Qualidade de Vida para Idosos WHOQOLOLD. Como resultados pode-se observar escores inferiores para os idosos institucionalizados frente aos não institucionalizados para todos os fatores investigados: saúde geral principalmente hipertensão, uso de medicamentos e queixas de memória - , capacidade funcional, depressão e qualidade de vida. Para qualidade de vida, a faceta que obteve melhor escore foi Morte e Morrer, com 80,84 para os institucionalizados e 78,33 para não institucionalizados, e a de pior escore foi Autonomia, com 57,92 e 58,75 para o primeiro e segundo grupo. Considerando a análise estatística, os sintomas depressivos são os que interferem de maneira significativa (p=0,0211) na qualidade de vida dos idosos institucionalizados. Tendo em vista os princípios da Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa, faz-se necessária uma reestruturação e implementação de novos programas de promoção e prevenção de agravos que acometem a velhice, como a hipertensão e depressão, visando uma melhor qualidade de vida para esta população.
Título em inglês
Quality of life and associated factors in institutionalized and non-institutionalized elderly in Agudos, São Paulo
Palavras-chave em inglês
Aged
Aging
Depression
Homes for the aged
Quality of life
Resumo em inglês
As the years pass, the greater the number of older and larger are their life prospects in Brazil and the world, before this fact it´s very important to ensure the elderly not only increased survival but also good quality life. As an indi vidual ages,their quality of life is largely determined by its ability to maintain autonomy and independence. The objective of this study was to characterize the quality of life in institutionalized and non-institutionalized elderly in Agudos, state of São Paulo and its relation with associated factors. The sample consisted of 30 elderly, 15 institutionalized and 15 noninstitutionalized elderly in Agudos (SP) for both sexes and more than 60 years. The individuals were matched for gender and age. The instruments used were: Questionnaire of socioeconomic analysis (Economic Classification Criterion Brazil - CCEB); Questionnaire of aspects of general health; Katz Index; Beck Depression Inventory; and the Quality of Life Protocol for Seniors WHOQOL-OLD. The results show lower scores for institutionalized elderly compared to non-institutionalized for all investigated factors: general health especially hypertension, medication use and memory complaints - , functional capacity, depression and quality of life. For quality of life, the domain that had the best score was "Death and Dying", with 80,84 for institutionalized and 78,33 for noninstitutionalized, and the worst score was "Autonomy" with 57,92 and 58,75 for the first and second group. Considering the statistical analysis, depressive symptoms are interfering in a significant way (p=0,0211) in the quality of life of institutionalized elderly. In view of the principles of the National Health Policy for Older Persons, it is necessary restructuring and to implement new programs of health promotion and prevention of diseases that affect the elderly, such as hypertension and depression, to improve the quality of life for this population.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-10-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.