• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.25.2016.tde-03022016-093059
Documento
Autor
Nome completo
Marcela Martini Tagliani
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2015
Orientador
Banca examinadora
Honório, Heitor Marques (Presidente)
Carrara, Cleide Felicio de Carvalho
Lauris, José Roberto Pereira
Silva, Cristiane Maria da Costa
Vieira, Paulo Antônio de Arantes
Título em português
Efeitos comparativos de diferentes géis à base de cranberry e proantocianidina sobre a dentina submetida à erosão: estudo in vitro
Palavras-chave em português
Cranberry
Desgaste dentário
Erosão dentinária
Proantocianidina
Resumo em português
Considerando que a Proantocianidina e outros componentes do Cranberry possam inibir as metaloproteinases da dentina quando esta é exposta a ação de agentes erosivos e tal fato pode minimizar o desgaste dentinário, o presente trabalho tem como objetivo avaliar o efeito protetor in vitro de géis à base de extrato de Cranberry e Proantocianidina em diferentes concentrações, aplicados sobre a dentina posteriormente submetida à erosão. Para tal, 150 espécimes de dentina bovina (4 x 4 mm) foram confeccionados e igualmente divididos em 10 grupos: G1- gel de clorexidina a 0,012%; G2- gel placebo; G3- gel a base de extrato de Cranberry a 0,05%; G4- gel a base de extrato de Cranberry a 1%; G5- gel a base de extrato de Cranberry a 5%; G6- gel a base de extrato de Cranberry a 10%; G7- gel a base de Proantocianidina 0,05%; G8- gel a base de Proantocianidina 1%, G9- gel a base de Proantocianidina 5%; G10- gel a base de Proantocianidina 10%. Os diferentes géis foram aplicados uma única vez sobre os espécimes antes do primeiro desafio erosivo durante 5 minutos. Em seguida, os espécimes foram submetidos a 3 ciclagens erosivas seguidas (imersão em bebida à base de Cola por 5 minutos seguido de imersão em saliva artificial por 3 horas) por dia, durante 5 dias. Após as 3 cilclagens erosivas diárias, os espécimes foram mantidos em saliva artificial por 15 horas. A perfilometria foi utilizada para quantificar o desgaste dentinário (μm). Os dados foram analisados pelo teste ANOVA seguido do teste de Fisher (p<0,05). Os resultados (G1: 15,6 ± 2,4b; G2: 23,1 ± 1,4e; G3: 15,1 ± 2,3b; G4: 20,4 ± 1,9cd; G5: 19,0 ± 2,1ac; G6: 18,7 ± 1,4a; G7: 18,2 ± 1,6a; G8: 21,1 ± 1,2d; G9: 19,2 ± 2,6ac; G10: 15,2 ± 2,5b) mostraram que o gel de Cranberry a 0,05% (G3) e gel de Proantocianidina 10% (G10) apresentaram eficácia estatisticamente significante na redução da erosão dentinária em comparação aos outros grupos analisados.
Título em inglês
In vitro effect of Cranberry and proanthocyanidin on dentin erosion
Palavras-chave em inglês
Cranberry
Dentin erosion
Matrix metalloproteinases
Proanthocyanidin
Resumo em inglês
Considering that Proanthocyanidin and other Cranberrys components might inhibit dentin metalloproteinases exposed to erosive agents and it can prevent dental wear, the aim of this in vitro study was to evaluate the effect of Cranberry and Proanthocyanidin gels used in different concentrations on dentin before an erosive challenge. For this purpose, 150 bovine root dentin blocks (4x4mm) were treated by different gels and randomly divided into 10 groups: G1- 0.012% Chlorhexidine Gel (positive control), G2- Placebo gel with no active principle (negative control), G3- 0.05% Cranberry gel, G4- 1% Cranberry gel, G5- 5% Cranberry gel, G6- 10% Cranberry gel, G7- 0.05% Proanthocyanidin gel, G8- 1% Proanthocyanidin gel, G9- 5% Proanthocyanidin gel and G10- 10% Proanthocyanidin gel. The gels were applied over specimens once before the first erosive challenge for 5 minutes. After that, the blocks were subjected to 3 sequential erosive cycles (cola drink for 5 minutes and artificial saliva for 3 hours, each) per day, during 5 days. After 3 daily erosive cycles, the blocks were maintained in artificial saliva for 15 h. Profilometry was used to quantify the dentin wear (μm). Data were analyzed by ANOVA and Fisher's test (p<0.05). Results (G1: 15,6 ± 2,4b; G2: 23,1 ± 1,4e; G3: 15,1 ± 2,3b; G4: 20,4 ± 1,9cd; G5: 19,0 ± 2,1ac; G6: 18,7 ± 1,4a; G7: 18,2 ± 1,6a; G8: 21,1 ± 1,2d; G9: 19,2 ± 2,6ac; G10: 15,2 ± 2,5b) showed that 0.05% Cranberry gel (G3) and 10% Proanthocyanidin gel (G10) presented similar results when compared to positive control group (G1), and these three groups showed statistically lowest wear when compared to all other evaluated groups. The results of this study suggest a significant efficacy of Cranberry and Proanthocyanidin gels in preventing wear of dentin subjected to dental erosion in vitro.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-02-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.