• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.25.2020.tde-01102021-154710
Documento
Autor
Nome completo
Marcia Maria Shirley Boletti Pengo
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2020
Orientador
Banca examinadora
Peres, Sílvia Helena de Carvalho Sales (Presidente)
Meneghim, Marcelo de Castro
Sant Ana, Adriana Campos Passanezi
Yamashita, Joselene Martinelli
Título em português
Impacto da cirurgia bariátrica nas atividades diárias e na higiene bucal de indivíduos obesos mórbidos: papéis ocupacionais
Palavras-chave em português
Atividades de vida diária na higiene bucal
Obesidade
Papéis ocupacionais
Saúde bucal e qualidade de vida
Resumo em português
A obesidade é uma doença multifatorial, crônica e progressiva, que afeta parcelas alarmantes da população mundial, podendo estar associada a outras comorbidades e trazer prejuízos funcionais e psicológicos aos indivíduos. O tratamento cirúrgico dessa doença tornou-se uma alternativa eficaz e duradoura aos pacientes com obesidade mórbida. Entretanto, estudos recentes apontaram que as condições bucais podem sofrer alterações após a cirurgia bariátrica. Este estudo teve como objetivo comparar pacientes obesos não operados com pacientes obesos grau III operados, em acompanhamento longitudinal, para verificar se há mudanças nos papéis ocupacionais, nas atividades de vida diária, na higiene bucal e no grau de satisfação pós cirurgia. Trata-se de um estudo de coorte prospectivo, com obesos mórbidos, entre 20 e 60 anos, atendidos no Hospital Amaral Carvalho de Jahu (HAC), no período de agosto de 2018 a julho de 2019. A amostra foi constituída por 108 pacientes alocados em dois grupos: grupo controle (obesos não operados) 56 (GC); grupo de acompanhamento (obeso grau III operados) 52 (GO). Os pacientes operados foram analisados em três períodos de tempo, antes da cirurgia (T1- GOpré), três meses (T2-GO3M), seis meses (T3-GO6M), com IMC Grau III e Superobesos. As variáveis dependentes analisadas foram: lista de identificação dos papéis ocupacionais e atividades da vida diária na higiene bucal. Já as variáveis independentes foram: idade, IMC, gênero, estado civil, profissão, condição socioeconômica, grau de escolaridade, comorbidades e auto avaliação da condição bucal. Foram realizados quatro questionários: Sóciodemográfico, Lista de Identificação de Papéis Ocupacionais, Questionário da Saúde Bucal e Escala Analógica Visual De Satisfação (EAV-S). Todos os questionários, com exceção do sóciodemográfico, foram aplicados nos três períodos de tempo com os pacientes operados. Com os pacientes não operados, uma única vez. Os resultados obtidos referentes à lista de identificação dos papéis ocupacionais mostraram que a retomada dos papéis para os dois grupos está projetada para o tempo futuro (p=0,000). Já os resultados do grupo de seguimento na higiene bucal, apresentaram melhora após a cirurgia e a necessidade de retornar ao dentista foi significativo diminuindo ao longo do tempo (p=0,000). A percepção do paciente quanto a sua saúde e higiene bucal não corresponde à realidade dos dados encontrados no prontuário eletrônico, onde consta a precariedade na higiene e saúde bucal desses indivíduos. Conclui-se que os pacientes obesos necessitam de maiores informações e atenção com os cuidados na higiene bucal, devendo-se priorizar educação/preventiva com estratégias para evitar agravo de doenças. A saúde bucal é fator importante para a retomada dos papéis ocupacionais
Título em inglês
Palavras-chave em inglês
Activities of daily living in oral hygiene
Obesity
Occupational roles
Oral health and quality of life
Resumo em inglês
Obesity is a multifactorial, chronic and progressive disease that affects alarming portions of the world population, which can be associated with other comorbidities and bring functional and psychological damage to individuals. Surgical treatment of this disease has become an effective and lasting alternative for patients with morbid obesity. However, recent studies have pointed out that oral conditions may change after bariatric surgery. This study aimed to compare non-operated obese patients with operated grade III obese patients, in longitudinal follow-up to see if there are changes in occupational roles, in activities of daily living, in oral hygiene and in the degree of satisfaction after surgery. This is a prospective cohort study, with morbidly obese, between 20 and 60 years old, attended at the Amaral Carvalho de Jahu Hospital (HAC), from August 2018 to July 2019. The sample consisted of 108 patients allocated to two groups: control group (non-operated obese) 56 (CG); followup group (operated on grade III obese) 52 (GO).The operated patients were analyzed in three periods of time, before surgery (T1-GOpré), 3 months (T2-GO3m), 6 months (T3-GO6m), with BMI Grade III and Superobesos. The dependent variables analyzed were: list of identification of occupational roles and activities of daily living in oral hygiene, whereas the independent variables were: age, BMI, gender, marital status, profession, socioeconomic status, educational level, comorbidities and selfassessment of oral condition. Four questionnaires were carried out Sociodemographic, Occupational Roles Identification List, Oral Health Questionnaire and Visual Analogical Satisfaction Scale (EAV-S). All questionnaires, with the exception of the socio-demographic, were applied in the three periods of time with operated patients, and with non-operated patients only once. The results obtained referring to the list of identification of occupational roles showed that the resumption of roles for both groups is projected for the future; (p=0,000) in relation to the results of the follow-up group in oral hygiene, they showed improvement after surgery and the need to return to the dentist was significantly decreasing overtime (p=0,000). The patient's perception of their health and oral hygiene does not correspond to the reality of the data found in the electronic medical record, with a precariousness in the hygiene and oral health of these individuals. It is concluded that obese patients need more information and attention with oral hygiene care, and education / preventive should be prioritized with strategies to prevent diseases. Oral health is an important factor for the resumption of occupational roles.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2023-10-01
Data de Publicação
2021-10-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.