• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.25.2016.tde-16082016-104800
Documento
Autor
Nome completo
Larissa Thaís Donalonso Siqueira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2016
Orientador
Banca examinadora
Silverio, Kelly Cristina Alves (Presidente)
Berretin, Giédre
Fabron, Eliana Maria Gradim
Guirro, Rinaldo Roberto de Jesus
Honório, Heitor Marques
Título em português
Efetividade da estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS) na terapia vocal de mulheres disfônicas: ensaio clínico, controlado, randomizado e cego
Palavras-chave em português
Disfonia
Treinamento vocal
Voz
Resumo em português
Introdução: Para o tratamento das disfonias comportamentais associadas à tensão muscular são recomendadas técnicas de relaxamento cervical e laríngeo, concomitantemente à estimulação da onda de mucosa das pregas vocais, bem como adequação do fechamento glótico e suavização da emissão. Nesse sentido, o recurso da Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea (TENS), corrente elétrica aplicada por meio de eletrodos de superfície, tem sido utilizada no tratamento vocal de mulheres com nódulos vocais. Esta prática tem demonstrado bons resultados na qualidade vocal e na redução da dor muscular, porém, verifica-se escassez de comprovação científica dos seus efeitos somados à terapia vocal. Objetivo: verificar a efetividade da TENS de baixa frequência associada à terapia vocal no tratamento de voz em mulheres disfônicas. Método: Este estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos, número 556.273. Participaram 27 mulheres com nódulos vocais, de 18 a 45 anos de idade (média de 33 anos de idade), divididas, de forma randomizada, em: Grupo Experimental (GE) 13 mulheres que receberam 12 sessões de aplicação de TENS (pulso: 200 μs, frequência: 10 Hz, no limiar motor), com eletrodos posicionados no músculo trapézio - fibras descendentes e na região submandibular, bilateralmente, por 20 minutos, associada a 30 minutos de terapia vocal; e Grupo Controle (GC) 14 mulheres que receberam 12 sessões de aplicação de TENS placebo (mesmas condições do GE, incluindo posicionamento dos eletrodos, porém sem receber o estímulo em forma de corrente elétrica) por 20 minutos, associada a 30 minutos de terapia vocal. Todas foram submetidas à avaliação da qualidade vocal por meio das análises perceptivo-auditiva e acústica da voz; da laringe por meio de análise perceptivo-visual; autopercepção sobre a voz, qualidade de vida por meio do protocolo de Qualidade de Vida em Voz (QVV); queixas e sintomas vocais/laríngeos e dor musculoesquelética, antes, imediatamente após o tratamento e um mês após. Resultados: Observou-se, após análise estatística, que não houve modificação da qualidade vocal em ambos os grupos tratados. Verificou-se na análise acústica diminuição do parâmetro acústico Índice de Fonação Suave (SPI) imediatamente após tratamento e um mês após, em ambos os grupos. Em relação à laringe, observou-se melhora do tamanho da lesão nas pregas vocais apenas no GE, imediatamente após tratamento e um mês após.Não houve diferença significativa quanto à qualidade de vida em voz, em ambos os grupos. Houve melhora na autopercepção da voz em ambos os grupos, após o tratamento, assim como os sintomas vocais/laríngeos e de dor musculoesquelética se apresentaram em menor ocorrência após tratamento e um mês após. Conclusão: A TENS de baixa frequência associada à terapia vocal foi efetiva em relação à diminuição da lesão das pregas vocais em mulheres disfônicas. A associação da TENS com a terapia vocal produziu resultados semelhantes à terapia vocal, em relação à qualidade da voz, autopercepção e qualidade de vida em voz, sintomas vocais e dor musculoesquelética.
Título em inglês
Effectiveness of Transcutaneous Electrical Nerve Stimulation (TENS) in voice therapy of dysphonic women: control, randomized and double blind clinical trial
Palavras-chave em inglês
Dysphonia
Vocal training
Voice
Resumo em inglês
Introduction: For the treatment of the behavior dysphonia associated muscle tension are recommended techniques of cervical and laryngeal relaxation, concurrently with stimulation of the mucosa wave of the vocal folds, such as adequacy of glottal closure and smoothing the emission. Thereby, the use of Transcutaneous Electrical Nerve Stimulation (TENS), electrical current applied through surface electrodes, have been used in the vocal treatment of women with vocal nodules. This practice has shown good results in vocal quality and in reducing muscle pain, however, there are few scientific evidence about their effects added to voice therapy. Proposal: to verify the effectiveness of low frequency TENS associated with voice therapy on vocal quality and laryngeal dysphonic women. Methods: This study was approved by the Research Ethics Committee, number 556.273. Twenty seven women with vocal nodules participated, 18-45 years of age (mean 33 years), divided, randomly into: experimental group (EG) - 13 women who received 12 sessions of application TENS (pulse: 200 μs, frequency 10 Hz, motor threshold), with electrodes placed on the trapezius muscle descending fibers and submandibular area, bilaterally, for 20 minutes, associated with 30 minutes of vocal therapy; and Control Group (CG) - 14 women who received 12 sessions of application TENS placebo (same conditions as EG, including the placed of the electrodes, but without receiving the stimulus in the form of electrical current) for 20 minutes, associated with 30 minutes of vocal therapy. All were submitted to vocal quality through auditory perceptual and acoustic voice analyzes; ENT evaluation through visual perceptual analysis; vocal self-perception; voice-related quality of life through the Voice-Related Quality of Life Protocol (V-RQOL); complaints and vocal/laryngeal and musculoskeletal pain symptoms, before, immediately after treatment and one month after. Results: It was observed, after statistical analysis, that there was no change vocal quality in both treated groups. In the acoustic analysis, there was decrease of the Soft Phonation Index (SPI) parameter, immediately after treatment and one month after, in both groups. In relation to larynx, there was improvement in the size of the lesion on the vocal folds only GE, immediately after treatment and one month after. There was no significant difference in the voice related quality of life, in both groups. There was improvement in the vocal self-perception in both groups after treatment, as well as lower frequency of the voice/laryngeal and musculoskeletal pain symptoms present immediately after treatment and one month after. Conclusion: The low frequency TENS associated with vocal therapy was effective in the reduction of the size of the lesion on the vocal folds in dysphonic women. The association of the TENS with vocal therapy produced similar results to vocal therapy, in relation to vocal quality, self-perception and voice-related quality of life, vocal and musculoskeletal pain symptoms.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-08-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.