• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.25.2012.tde-12062012-161204
Documento
Autor
Nombre completo
Aline Oliveira Santos
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Bauru, 2012
Director
Tribunal
Brasolotto, Alcione Ghedini (Presidente)
Silverio, Kelly Cristina Alves
Wolf, Aline Epiphanio
Título en portugués
Parâmetros acústicos e perceptivo-auditivos da voz de adultos e idosos
Palabras clave en portugués
Envelhecimento
Qualidade de voz
Voz
Resumen en portugués
Estudos revelam que homens e mulheres apresentam modificações vocais em decorrência do envelhecimento, entretanto, a maioria compara indivíduos jovens e idosos, agrupando-os em grandes intervalos etários. Estudar indivíduos da faixa etária próximas à terceira idade e compará-los em menores intervalos etários pode ser mais sensível para evidenciar características importantes. Objetivou-se verificar: quais as diferenças dos parâmetros acústicos e perceptivo-auditivos da voz de homens e mulheres de diversas décadas etárias; quais características vocais modificam com o avanço da idade, e determinar a relação entre as características perceptivo-auditivas e acústicas nessa população. Participaram do estudo 125 homens e 140 mulheres, com idades entre 30 e 79 anos, agrupados por décadas etárias. Por meio de uma escala analógica visual, foram avaliados, por três juízes, o grau geral do desvio vocal (G), rugosidade (R) e soprosidade (S) de fala encadeada e vogal sustentada. Foram analisados por meio do programa Mult Dimension Voice Program (KayPentax) os parâmetros frequência fundamental (F0), desvio-padrão da F0 (dp F0), jitter (%), shimmer (%), proporção ruído-harmonico (NHR), índice de turbulência vocal (VTI) e índice de fonação suave (SPI). A comparação entre os grupos foi realizada por meio de ANOVA e Tukey, as correlações, por meio do teste de Pearson, (significância de 5%). Na fala, homens e mulheres de 30-49 anos apresentaram menor G e R que os de idade superior a 50 anos (p<0,000) e mulheres com idade entre 50-59 anos apresentaram maior S que as de 60-79 (p=0,026). Em ambos os gêneros, à medida que a idade aumentou, maiores foram G e R durante a fala, enquanto que S reduziu durante a vogal de mulheres (p=0,005). A análise acústica mostrou que VTI foi maior em sujeitos de 70-79 anos em relação aos de 40-49 (p<0,040). O SPI dos sujeitos de 40-49 anos foi o maior (p<0,000). Houve correlação positiva entre o avanço da idade e dp F0 e NHR nos homens (p<0,000 e 0,023), e negativa para SPI nas mulheres (p=0,025). Quanto mais elevada a F0 da voz masculina, maior S (p=0,043); quanto mais reduzida a F0 da voz feminina, maior R (p=0,006). Conclui-se que é importante estudar sujeitos da faixa de transição entre a fase adulta e idosa, visto as diferenças de qualidade vocal em sujeitos maiores de 50 anos em relação aos mais jovens. Agrupar os sujeitos entre décadas etárias colabora para a compreensão do envelhecimento vocal, haja vista os sujeitos da sétima década que apresentaram maior VTI que os da quarta, enquanto estes últimos apresentam maior SPI que os das demais faixas etárias, além de ter evidenciado as diferenças relacionadas à soprosidade, que foi maior nas mulheres de meia idade que em idosas. Para homens e mulheres, quanto maior o grau geral e a rugosidade, maiores são os valores relacionados à instabilidade de frequência, perturbação de frequência e intensidade e medidas de ruído. Já para a soprosidade, a correlação se deu apenas para a instabilidade de frequência, perturbação de frequência e intensidade e SPI. A F0 correlacionou-se com a qualidade vocal de forma distinta entre homens e mulheres da faixa etária estudada.
Título en inglés
Acoustic and perceptual parameters of adults and elderly´s voice
Palabras clave en inglés
Aging
Quality of voice
Voice
Resumen en inglés
A number of studies have found that men and women can present vocal changes as a result of aging; meanwhile, most of the studies compare young and elderly people, grouping them in large age ranges. Reducing the subjects to adult and seniors age groups and comparing them in smaller age ranges can be more sensible to evidence significant characteristics. The purpose of this study was to verify differences on acoustic measures and perceptual analysis of the voice of adults and seniors, which of them are modified by aging and set the relation between perceptual analysis and acoustic measures on this population. Two hundred and sixty-five, men (n=125) and women (n=140) from 30 to 79 years-old, grouped into decade age ranges had their voice evaluated by 3 judges. Speech samples and sustained vowels were submitted to perceptive analysis consisted of the assessment of grade of overall deviation (G), roughness (R) and breathiness (B), using a visual-analog scale. Acoustic measures of speaking fundamental frequency (F0) and its standard deviation (sdF0), jitter (%),shimmer (%), noise-harmonic ratio (NHR), voice turbulence index (VTI) and soft phonation index (SPI) were assessed by Multi-Dimensional Voice Program (Kay Pentax). The comparison among the groups was held by ANOVA and Tukey and the correlations by Pearson's test (5% significance). During speech, men and women from 30-49 years-old have presented less G and R than the subjects 50-older (p<0,000) and women aged 50-59 had a greater B than women of 60-79 years-old (p=0,026). The parameters G and R increased with aging for men and women at the speech task, and B reduced in women at the sustained vowel task (p=0,005). About the acoustic measures, VTI was greater in subjects of 70-79 year-old than 40-49 ones (p<0,040). SPI of subjects from 40-49 years-old was the greatest. Positive correlation was found between aging, sdF0 and NHR in men (p<0,000 e 0,023), and negative for SPI in women (p=0,025). The higher F0 of mens voice, the greater is B (p=0,043); the more reduced F0 on women voice, the greater is R (p=0,006). Its relevant to study subjects on transition from adult to senior ages, since the differences on voice quality in subjects 50 or older are greater than in young people. Grouping the subjects by decade contributed to better understand of vocal aging. For instance, the 70 or older group have shown a greater VTI than people in their 40s, while this last group have shown a bigger SPI than others age ranges, in addition to evidenced differences related to breathiness that washigher in middle age women than in elderly. For both genders the bigger the general voice deviation, and the roughness, the bigger are parameters related to instability of frequency, its disturbance, intensity and noise ratios. With regard to breathiness, the correlation happens only to frequency instability, its disturbance, intensity and SPI. The correlation between F0 and vocal quality was different to men and women of the studied age ranges.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2012-06-19
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.