• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2012.tde-08012013-091709
Documento
Autor
Nome completo
Cora Sofia Takaya Paiva
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2012
Orientador
Banca examinadora
Lamonica, Dionisia Aparecida Cusin (Presidente)
Abramides, Dagma Venturini Marques
Deliberato, Débora
Título em português
Análise do desempenho do vocabulário receptivo e expressivo em indivíduos com Paralisia Cerebral do tipo diplegia
Palavras-chave em português
Avaliação
Linguagem
Paralisia cerebral
Vocabulário
Resumo em português
A paralisia cerebral diplégica é definida como transtorno basicamente motor, envolvendo comprometimento bilateral, dos quatro membros, com predomínio dos membros inferiores. Esta limitação motora pode acarretar em dificuldades de interação, influenciando nas habilidades linguísticas. O objetivo deste estudo foi analisar e caracterizar o vocabulário receptivo e expressivo, bem como compará-los, em dois diferentes grupos. Para tanto, participaram 10 indivíduos com diagnóstico de paralisia cerebral diplégica grupo experimental, entre 44 e 83 meses, e 10 com desenvolvimento típico grupo controle, pareadas quanto ao gênero, idade mental e tipo de escola (pública ou particular). As avaliações incluíram: Anamnese, Inventário do Desenvolvimento de Habilidades Comunicativas MacArthur - Primeiras palavras e gestos, Observação do Comportamento Comunicativo (OCC), Teste de Vocabulário por Imagens Peabody (TVIP), Teste de Linguagem Infantil ABFW- Parte de vocabulário, Teste de Screening de Desenvolvimento de Denver II e avaliação do Quociente Intelectual (QI) por meio do Stanford-Binet. A análise dos dados ocorreu por meio de estatística descritiva (média, mediana, desvio padrão, valor mínimo e valor máximo) e tratamento estatístico inferencial (Teste t de Student, Teste de Mann-Whitney, Teste t Pareado, Correlação de Spearman e Correlação de Pearson). Nenhuma das crianças apresentou deficiência intelectual. Os resultados apresentaram que não houve diferença estatisticamente significante na comparação entre os grupos na OCC, MacArthur e TVIP. No Denver II, com exceção da habilidade motora grossa, também não foram observadas diferenças nas habilidades pessoal-social, motora fino-adaptativa e linguagem. Houve correlação significante, na comparação intra grupo, entre MacArthur e ABFW, Denver - linguagem e MacAthur e entre TVIP e idade mental, mas isto não foi observado entre MacArthur - compreende e TVIP e entre ABFW e TVIP. Na comparação entre os diferentes procedimentos, também não foram encontradas correlações estatisticamente significantes. Desta forma, os resultados apontaram que o vocabulário receptivo e expressivo não se difere entre os grupos deste estudo, bem como, que os indivíduos com paralisia cerebral diplégica, não apresentaram vocabulário receptivo a quem do expressivo.
Palavras-chave em inglês
Cerebral Palsy
Evaluation
Language
Vocabulary
Resumo em inglês
The diplegic cerebral palsy is defined as a motor disorder primarily involving bilateral involvement of four members, predominantly of the lower limbs. This limitation may result in motor interaction difficulties, influencing the language skills. The aim of this study was to analyze and characterize the receptive and expressive vocabulary, and compare them in two different groups. For both, attended 10 individuals diagnosed with diplegic cerebral palsy - the experimental group, between 44 and 83 months, and 10 typically developing - control group, matched for gender, age, mental and type of school (public or private). Assessments included: Interview, Inventory MacArthur Communicative Skills Development - First words and gestures, Observation of Communicative Behavior (OCC), Test Peabody Picture Vocabulary (TVIP), Child Language Test ABFW - vocabulary, Screening Test Development and evaluation of the Denver II and IQ via the Stanford-Binet. Data analysis was conducted through descriptive statistics (mean, median, standard deviation, minimum and maximum values) and inferential statistical analysis (Student's "T" test, Mann- Whitney, Test "T" Paired, Correlation Spearman and Pearson correlation). None of the children had intellectual disabilities. The results showed that there was no statistically significant difference in the comparison between groups at OCC, MacArthur and TVIP. In Denver II, except for gross motor skill, there were also no differences in personal-social skills, fine motor-adaptive and language. A significant correlation in intra group comparison, between MacArthur and ABFW, Denver - and MacAthur and TVIP and mental age, but this was not observed between MacArthur - and comprises between TVIP and TVIP and ABFW. Comparing the different procedures, we did not find statistically significant correlations. Thus, the results indicated that the receptive and expressive vocabulary not differ between groups in this study, as well as individuals with diplegic cerebral palsy, showed no receptive vocabulary short of expressive.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-01-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.