• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2013.tde-05062013-154648
Documento
Autor
Nome completo
Perla do Nascimento Martins Muniz
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2013
Orientador
Banca examinadora
Brasolotto, Alcione Ghedini (Presidente)
Ferreira, Léslie Piccolotto
Silverio, Kelly Cristina Alves
Título em português
Pastores evangélicos: sintomas vocais e laringofaríngeos, qualidade vocal e perfil de participação em atividades vocais
Palavras-chave em português
Distúrbios da voz
Pastores evangélicos
Qualidade da voz
Religiosos
Resumo em português
O presente estudo buscou: investigar sintomas vocais e laringofaríngeos, qualidade vocal, autorreferência a desconforto em trato vocal, e perfil de participação em atividades vocais de pastores evangélicos, comparando com os mesmos aspectos de homens não profissionais da voz; verificar a correlação entre o perfil de participação em atividades vocais e a qualidade vocal, autorreferência a sintomas vocais, sensações laringofaríngeas e desconforto em trato vocal, tanto para pastores quanto para não profissionais da voz. Foram avaliados 60 indivíduos, sexo masculino, divididos em grupos: experimental e controle. Foram aplicados os instrumentos: Condição de Produção Vocal (CPV) para caracterização da amostra e verificação dos sintomas vocais e sensações laringofaríngeas; Escala de Desconforto em Trato Vocal (EDTV) e Perfil de Participação em Atividades Vocais (PPAV), bem como a análise perceptivo-auditiva da voz dos participantes. Os resultados foram analisados estatisticamente, considerando o nível de significância 5%. Pastores evangélicos referiram, em maior frequência que homens não profissionais da voz: pigarro (p=0.019), tosse com catarro (p=0.015), ardor na garganta (p=0.028), secreção/catarro na garganta (p<0.001), garganta seca (p<0.001), cansaço ao falar (p<0.001), esforço ao falar (p<0.001), e secura mais frequente (p=0.009) e mais intensa (p=0.006). Na comparação entre os grupos, os pastores referiram valores mais elevados no PPAV: escore total (p=0.032), total de limitação nas atividades (p=0.037), efeitos no trabalho (p=0.014) e limitação das atividades profissionais (p=0.005). Não houve diferenças na análise perceptivo-auditiva da voz e nos sintomas vocais. No grupo dos pastores evangélicos, houve correlações positivas: entre sintomas vocais não especificados e o escore total; o total de restrição nas atividades e as sessões comunicação diária e comunicação social do PPAV; entre desconforto em trato vocal e todas as sessões do PPAV; entre a análise perceptivo-auditiva da voz e o escore total, o total de limitação e de restrição nas atividades; as sessões autopercepção da severidade, comunicação diária, comunicação social e emoções do PPAV. Correlações negativas foram observadas: entre as sensações laringofaríngeas e as sessões autopercepção da severidade; trabalho e comunicação social do PPAV. No grupo dos não profissionais da voz, houve correlações positivas: entre o sintoma voz fraca, o escore total do PPAV e o total de restrição nas atividades; entre sensações laringofaríngeas e as sessões autopercepção da severidade, efeitos no trabalho, comunicação diária e comunicação social do PPAV; entre desconforto em trato vocal e as sessões autopercepção da severidade, restrição da participação na comunicação diária e emoções do PPAV; entre análise perceptivo-auditiva da voz e a sessão comunicação social do PPAV. Correlações negativas ocorreram: entre o sintoma falha na voz e a restrição de participação na comunicação social do PPAV; análise perceptivo-auditiva da voz e as sessões efeitos no trabalho e comunicação social do PPAV. Pastores evangélicos apresentaram elevada ocorrência de sensações na laringofaríngeas e maior percepção do impacto de uma alteração vocal na qualidade de vida, quando comparados a homens não profissionais da voz. No caso dos pastores, quanto maior o desconforto em trato vocal e a presença de uma alteração vocal, maior é o impacto percebido nas atividades vocais.
Palavras-chave em inglês
Clergy
Evangelical pastors
Voice disorders
Voice quality
Resumo em inglês
The present study sought to investigate the vocal and laryngopharyngeal symptoms, vocal quality, self-perception to vocal tract discomfort, and voice activity and participation profile of Evangelical pastors comparing the same aspects with non-professional users of the voice; to verify the correlation measure, both for pastors and for the control group, between participation profile between voice activity and participation profile (VAPP) and vocal quality, self-perception of vocal symptoms, sensations in the throat, and vocal discomfort. Sixty individuals were evaluated, male, divided into experimental and control groups. The following instruments were applied: Condition of Vocal Production (CVP) for sample characterization and verification of vocal symptoms and sensations in the throat, Discomfort in the Vocal Tract (VTD) and Voice Activity and Participation Profile (VAPP), as well as the perceptual voice analysis of the participants. The results were statistically analyzed with a significance level 5%. Evangelical pastors demonstrated a higher frequency than non-professionals: throat clearing (p=0.019), coughing up phlegm (p=0.015), burning in the throat (p=0.028), secretion/phlegm in throat (p< 0.001), dry throat (p< 0.001), tiredness when talking (p< 0.001), effort to talk (p<0.001) and dryness, more frequent (p=0.009) and more intense (p=0.006). In the comparison between groups, pastors reported higher levels at PPAV: total score (p=0.032), total limitation in activities (p=0.037), effects (p=0.014) and limitation of professional activities (p=0.005). No significant differences were found in the perceptual voice analysis and vocal symptoms. In the group of Evangelical pastors, there were positive correlations between vocal symptoms not specified and the total score; total participation restriction and daily communication and social communication sessions of the PPAV; between discomfort in the vocal tract and all sessions of the PPAV; between the perceptual voice analysis and total score, the total activity limitation and participation restriction, and the sessions: severity self-perception, daily communication, social communication and finally emotions of the PPAV. Negative correlations were observed: between the sensations in the throat and the self-perception of the severity; in job and social communication the PPAV. In the Group of non-professionals were positive correlations: between voice the voice weak and symptom the total score of the PPAV and total participation restriction; between sensations in the throat, as well as self perception of the severity, in job, daily and social communication of the PPAV; between discomfort in the vocal tract and sessions: the self-perception of severity, restriction participation in daily communication and emotions of the PPAV; between perceptual voice analysis and social communication session of the PPAV. Negative correlations occurred: between the failure in voice symptom and participation restriction and social communication of the PPAV; perceptual voice analysis and the effects in job and social communication of the PPAV. Evangelical pastors showed high occurrence of sensations in the throat and greater awareness in the impact of a vocal change in the quality of life, when compared to non-professionals. In the case of the pastors, the greater the discomfort in the vocal tract and the presence of a vocal change, the greater impact observed on vocals activities.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-06-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.